08/02/12 - Tributo a Janis Joplin (Brasília - DF)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Márcio Leal, Fonte: Midia.Com
Enviar Correções  

Na próxima quarta-feira (08/02), o projeto «b»Capital do Rock«/b» promove uma noite especial para divertir a galera. É o Tributo à diva do rock, «b»Janis Joplin«/b», com a famosa «b»banda Quinta Essência«/b», que promete lotar a casa – os últimos shows da banda no Capital do Rock colocaram mais de 400 pessoas para dançar e cantar junto. Nas picapes, DJ Maraskin, com o melhor do rock’n’roll.

Essa é a segunda noite da temporada 2012 do Capital do Rock, que já chega em seu terceiro ano de sucesso de público e crítica. O Projeto, realizado pela Homem da Marreta Produções, acontece toda quarta-feira, a partir das 21h, na Stadt Bier Cervejaria, e visa resgatar a vertente do rock’n’roll de Brasília – grande sucesso e repercussão nacional nos anos 80 e 90.

A programação de fevereiro prossegue no dia 15, com a banda Almost Brothers, que homenageia o country rock da Allman Brothers Band. No dia 22, quarta-feira de Cinzas, o Especial Carnaval recebe Tika Seixas e a banda Dentadura Postiça, com a música baiana de Raul Seixas. E, para encerrar o mês, no dia 29 a Travelin’ Band presta tributo ao Creedence Clearwater Revival.

«b»Janis Joplin«/b»

Janis nasceu na cidade de Port Arthur, Texas, nos Estados Unidos. Ela cresceu ouvindo músicos de blues, tais como Bessie Smith, Leadbelly e Big Mama Thornton e cantando no coro local. Cultivando uma atitude rebelde, Joplin vestia-se como os poetas da geração beat, mudou-se do Texas para San Francisco em 1963, morou em North Beach, e trabalhou como cantora folk. Por volta desta época seu uso de drogas começou a aumentar, incluindo a heroína. Janis sempre bebeu muito em toda a sua carreira, e sua preferida era a bebida Southern Comfort. O uso de drogas chegou a ser mais importante para ela do que cantar, e chegou a arruinar sua saúde.

Depois de retornar a Port Arthur para se recuperar, ela voltou para San Francisco em 1966, onde suas influências do blues a aproximaram do grupo Big Brother & The Holding Company, que estava ganhando algum destaque entre a nascente comunidade hippie em Haight-Ashbury. A banda assinou um contrato com o selo independente Mainstream Records e gravou um álbum em 1967. Entretanto, a falta de sucesso de seus primeiros singles fez com que o álbum fosse retido até seu sucesso posterior.

O destaque da banda foi no Festival Pop de Monterey, com uma versão da música "Ball and Chain" e os marcantes vocais de Janis. Cheap Thrills de 1968 fez o nome de Janis, foi seu álbum de maior sucesso, continha a música "Piece of my heart" que atingiu o 1º lugar nas paradas da Billboard e se manteve na posição durante oito semanas não consecutivas.

No final de 1968, Janis formou um grupo chamado Kozmic Blues Band, que a acompanhou no festival de Woodstock e gravou o álbum I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969), premiado como disco de ouro mas sem o mesmo sucesso de Cheap Thrills. O grupo se separou, e Joplin formou então o Full Tilt Boogie Band. O resultado foi o álbum Pearl (1971), lançado após sua morte, e que teve como destaque as músicas "Me and Bobby McGee" (de Kris Kristofferson), e "Mercedes-Benz", escrita pelo poeta beatnik Michael McClure.

As últimas gravações que Janis fez foram "Mercedes Benz" e "Happy Trails", sendo a última feita como um presente de aniversário para John Lennon que faria aniversário em 9 de outubro, em entrevista, Lennon contou que a fita chegou em sua casa após a morte de Janis.

«b»Serviço«/b»
O quê: Capital do Rock – Quinta Essência (Tributo a Janis Joplin)
Quando: Quarta-feira (08/02), às 21h.
Onde: Cervejaria Stadt Bier – SIG Sul quadra 6 lote 2190.
Quanto:
Até 20h, Grátis (mulher) e R$ 5 (homem)
Das 20h às 22h, com nome na lista ([email protected]), Grátis (mulher) e R$ 10 (homem)
Sem nome na lista (após 20h) ou Com nome na lista (após 22h), R$ 10 (mulher) e R$ 15 (homem).
Informações: http://www.homemdamarreta.com.br
Reservas: 3344-6777
Classificação Indicativa: 18 anos




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slash: guitarrista fala sobre a origem da sua cartolaSlash
Guitarrista fala sobre a origem da sua cartola

Spin: os 40 melhores nomes de bandas de todos os temposSpin
Os 40 melhores nomes de bandas de todos os tempos


Sobre Márcio Leal

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin