Jeff Scott Soto: notável versatilidade no show em São Paulo

Resenha - Jeff Scott Soto (Blackmore, São Paulo, 05/02/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Blackmore Bar, tradicional ponto de encontro de paulistanos que buscam, além de um bom papo e bebida, prestigiar bandas de Hard Rock e Heavy Metal. Mas enganou-se quem esperava ver este cenário no último sábado (5), durante o retorno de JEFF SCOTT SOTO à São Paulo. Com a proposta de embalar o público com os sucessos da Disco, gênero musical que tomou conta das casas noturnas no final dos anos 70, o vocalista montou um repertório recheado de versões de BEE GEES, EARTH, WIND & FIRE, ABBA e outros grandes nomes. Para os jovens roqueiros desavisados que compareceram, foi como entrar numa discoteca na época de seus pais.

SOTO: um disco sólido e que vale a pena ouvirChris Cornell: ele não dava sinais de que se mataria, diz esposa

A abertura ficou por conta da banda The Circle, que durante uma hora e meia aqueceu o público com grandes sucessos do BON JOVI, como "Always", "It's My Life" e "Wanted Dead Or Alive" - a última com a participação surpresa de JEFF SCOTT SOTO para fazer o backing vocal final.

Exatamente às 2h da manhã, já no domingo e com a casa lotada, Jeff voltou ao palco acompanhado da Caipiroska Boogie Band, formada por BJ (guitarra e backing), Hugo Mariutti (guitarra), Paulo Souza (baixo) e Edu Cominato (bateria). Usando óculos escuros e bandana, o vocalista dava a impressão de começar um legítimo show de Hard Rock, sobretudo pela introdução de "Welcome To The Jungle", do GUNS N' ROSES. Ledo engano, pois em seguida foi iniciada a primeira música dançante da noite: "Brick House", do THE COMMODORES, banda que lançou seu primeiro álbum em 1974 e tinha à frente Lionel Richie. Na sequência, com uma excelente linha de baixo ao melhor estilo Funk e Rhythm & Blues, "Let's Groove" do EARTH, WIND & FIRE conseguiu fazer balançar o esqueleto até o mais tímido. Daí pra frente foi um desfile de clássicos: "Boogie Oogie Oogie" (A TASTE OF HONEY), com direito a virada goela abaixo de uma caipirinha por Jeff , "Celebration" (KOOL & THE GANG) e "Le Freak" (CHIC) embalaram a galera que definitivamente tirou o pé do chão.

Vale destacar a versatilidade de JEFF SCOTT SOTO, que soube interpretar com maestria um estilo musical que pouco tem a ver com seu trabalho artístico - iniciado na metade dos anos oitenta quando foi escolhido por YNGWIE MALMSTEEN para ser o vocalista em seus dois primeiros álbuns.

Os pontos altos da primeira parte do show, focada na Disco Music, foram as versões de "Don't Stop 'Til You Get Enought" (MICHAEL JACKSON) e "Night Fever" (BEE GEES) - durante o refrão desta, Jeff apontava o dedo indicador para o alto, em alusão ao filme 'Os Embalos de Sábado à Noite', lançado em 1977, cujo protagonista é o jovem John Travolta.

Para animar ainda mais a noite, duas versões do QUEEN foram apresentadas com muita competência: "Another One Bites The Dust" e "Radio Ga Ga". Ambas foram a deixa para a segunda parte da apresentação, que levou muitos fãs incondicionais do vocalista à loucura com "Eyes Of Love", de sua carreira solo, "Colour My XTC", "Frozen" e "I'll Be Waiting", do TALISMAN e "Again 2 Be Found", do HUMANIMAL. A recepção das canções foi tão calorosa que JEFF SCOTT SOTO, muito emocionado, prometeu gravar um DVD no Brasil em breve.

Após duas horas de apresentação, uma respeitável trinca encerrou o show com chave de ouro: "Breaking The Law", do JUDAS PRIEST, e duas canções que se tornaram obrigatórias em qualquer show de Jeff: "Livin' The Life" e "Stand Up", da banda fictícia STEEL DRAGON, presentes no filme 'RockStar'.

Na noite em que um legítimo bar de Rock se transformou em discoteca, por incrível que pareça, todos saíram satisfeitos.

JEFF SCOTT SOTO & CAIPIROSKA BOOGIE BAND
São Paulo, 5 de fevereiro de 2011
Local: Blackmore Rock Bar
Duração: 2h

Jeff Scott Soto - vocal
BJ - backing vocal
Hugo Mariutti - guitarra
Paulo Souza - baixo
Edu Cominato - bateria

- Intro/Welcome To The Jungle
- Brick House (The Commodores)
- Let's Groove (Earth, Wind & Fire)
- Boogie Oogie Oogie (A Taste Of Honey)
- Celebration (Kool & The Gang)
- Le Freak (Chic)
- September (Earth, Wind & Fire)
- Don't Stop 'Til You Get Enough (Michael Jackson)
- You Should Be Dancing (Bee Gees)
- Dancing Queen (Abba)
- Night Fever (Bee Gees)
- Ladies Night (Kool & The Gang)
- That's The Way ( KC & The Sunshine Band)
- Another One Bites The Dust (Queen)
- Radio Ga Ga (Queen)
- Eyes Of Love
- Colour My XTC (Talisman)
- Again 2 Be Found (Humanimal)
- Frozen (Talisman)
- I'll Be Waiting (Talisman)
- Livin' The Life (Steel Dragon)
- Breaking The Law (Judas Priest)
- Stand Up (Steel Dragon)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Jeff Scott Soto"


SOTO: um disco sólido e que vale a pena ouvir

Jeff Scott Soto: cantor dá resposta afiada a Yngwie MalmsteenJeff Scott Soto
Cantor dá resposta afiada a Yngwie Malmsteen

Sons Of Apollo: Jeff Scott Soto nunca foi grande fã de Dream TheaterSons Of Apollo
Jeff Scott Soto nunca foi grande fã de Dream Theater

Jeff Scott Soto: memórias ruins de quando cantou para MalmsteenJeff Scott Soto
Memórias ruins de quando cantou para Malmsteen


Chris Cornell: ele não dava sinais de que se mataria, diz esposaChris Cornell
Ele não dava sinais de que se mataria, diz esposa

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Bruce Dickinson: O Iron Maiden é melhor que o MetallicaBruce Dickinson
"O Iron Maiden é melhor que o Metallica"

Headbangers: o preconceito mostrado em vídeo bem-humoradoIron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no setMike Portnoy: trolls de internet tem culpa no suicídio de Cornell e ChesterSteve Grimmett: o quinto colocado para substituir Bruce

Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.