Guns N' Roses: Steven Adler fala sobre o passado da banda e uso de drogas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho, Fonte: Music Mania
Enviar Correções  

O ex-baterista do GUNS N'ROSES, Steven Adler, em uma entrevista à Music Mania Magazine em janeiro de 2005 falou a respeito de seu passado no grupo e o uso exacerbado de drogas que cercava os integrantes da banda. Veja os principais excertos logo abaixo ou clique aqui e leia o bate-papo na íntegra:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Music Mania — O que você fez nesses último 14 anos? O mundo sentiu falta de Steve Adler e estamos felizes em vê-lo de volta.

Steve Adler — Gostaria de poder dizer coisas melhores. Muito alto, tentando quase me matar. Isso não funcionou após dez anos, então Deus guardou coisas melhores para mim. Eu já devia estar morto há muito tempo...

Music Mania — Quanto de droga você utilizou, digamos, em 1988?

Steve Adler — Eu sempre bebi. Sempre usei drogas. Mas a heroína chegou a mim por Slash e Izzy. A primeira vez que usei, tinha entre 17 ou 18 anos e fiquei mal pra caramba. Fiquei mais ou menos assim: ‘o que vocês estão fazendo com essa porcaria?’. Fiquei muito doente. Um anos depois usei de novo, esquecendo-me o quão doente havia ficado da primeira vez. Agora, só fumo maconha e bebo minha cerveja e fico bem. Quando eles me chutaram da banda foi o momento em que as coisas ficaram realmente pesadas.

Music Mania — Mesmo? Porque eles deram a entender que você usava muita droga.

Steve Adler — Isso é o que eles disseram.

Music Mania — Então, qual é a história verdadeira?

Steve Adler — Quando eu os levei à Corte, e eu os levei lá porque eles disseram que eu assinei uma coisa que na verdade queria dizer outra. Eles queriam me dar 2 mil dólares e estavam mais ou menos assim: ‘vá se foder, saia dessa porra’.

Music Mania — Mas você ficou com 3 milhões deles.

Steve Adler — Sim. Eles queriam me tirar todos os royalties.

Music Mania — A banda toda ou apenas Axl?

Steve Adler — A banda toda, os empresários, todo mundo. Por isso eu os processei. Quando estávamos na corte e meus advogados lhe perguntaram, ‘Slash, Duff e Izzy, quantas vezes vocês tiveram overdose?’. Eles disseram ‘entre 20 e 25 vezes’. E depois disseram que eu era o único que tinha problema com drogas.

Music Mania — O que você acha do novo Guns ‘N Roses?

Steve Adler — Não há novo Guns ‘N Roses. Há apenas Axl Rose. Ele está usando o nome da banda porque isso lhe dá sucesso. Eu tenho a minha banda, o Slash e o Duff têm a deles, e Izzy a sua. E todos batizaram seus grupos com nomes diferentes. Axl está apenas usando o nome.

Music Mania — Se ele lhe pedisse, você voltaria ao grupo?

Steve Adler — Sim, é claro. Mas ele teria que assinar um contrato, dizendo, por exemplo, que se chegasse atrasado a um show, seria multado. Isso, ou todos na platéia chutariam o seu traseiro.

Music Mania — Por quantas vezes ele se atrasou?

Steve Adler — Eu lhe direi o que ele fez uma vez e você poderá imaginar o restante. Em nosso primeiro show como profissionais... eu quero dizer, nós tocávamos em clubes antes, mas nosso primeiro show foi abrindo para o Alice Cooper, em Santa Bárbara, na Califórnia. Nós estávamos todos em uma van, prontos para sairmos, e ele ficou parado, junto com uma garota e disse: ‘eu vou ficar com ela’. Fizemos então um jam misturando blues de 45 minutos. Nosso primeiro show como profissionais, abrindo para o Alice Cooper, e ele não aparecia.

Music Mania — O que há de errado com aquele cara?

Steve Adler — Eu também gostaria de saber. A única coisa que sei é que ele é muito inseguro. Quando, por exemplo, ele pulou na platéia porque alguém estava tirando uma foto dele. Na sua cabeça louca, ele achava que a foto sairia ruim e alguém publicaria isso. Jogou o microfone no chão achando que isso era demais. Baixa auto-estima eu diria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Scorpions: As 20 melhores canções com temática românticaScorpions
As 20 melhores canções com temática romântica

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336