Andreas Kisser: nem pensar em reunião com Max!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho, Fonte: Blabbermouth.net
Enviar Correções  

Em entrevista à revista inglesa Terrorizer, Andreas Kisser, guitarrista do SEPULTURA negou veementemente que a banda pretenda aparar as arestas e voltar a trabalhar com seu ex-vocalista Max Cavalera, que após a conturbada saída do grupo mineiro montou o SOULFLY.

publicidade

"Este maldito rumor tem estado no ar há anos", respondeu Andreas à publicação. "Max saiu e cinco minutos depois as pessoas já nos perguntavam: ‘quando é que vocês vão voltar com o Max?’. Muitos artistas têm entrado nessa de reunião — JUDAS PRIEST, ANTHRAX — eles simplesmente descartam todo o material que fizeram recentemente e voltam 15 anos atrás para a formação clássica. E isso é uma completa merda. Com o Max é mais complicado ainda quando ele diz qualquer coisa para a imprensa, porque é tudo completamente contraditório. Uma hora diz que nunca mais tocará conosco, depois diz que talvez tocaria com Igor [Cavalera, baterista do Sepultura e seu irmão]. Você nem sabe em quê acreditar. Acho que o SEPULTURA tem muito respeito por seus fãs e por Derrick [Green, o substituto de Max] para fazer algo assim apenas por dinheiro. E esses rumores continuarão a proliferar enquanto estivermos tocando", reiterou o guitarrista.

publicidade

Mas e se oferecessem ao grupo muito dinheiro para esta reunião? "Não. Algo assim poderia facilmente arruinar nossa reputação. Sinto falta do Max. Tenho três filhos agora, e o Max só conhece um deles. O mesmo com o Igor, que agora tem quatro. Nós construímos algo muito bonito juntos e toda essa merda fica no nosso caminho. Não falo com o Max há quase dez anos, desde nosso último show em que tocamos juntos, no Brixton Academy [N. do T.: que rolou em dezembro de 1996] e ele resolveu sair".

publicidade

O vocalista Derrick Green também falou a respeito do assunto à revista. "Acho que esses rumores são absurdos e eu lhe direi o porquê. Você olha para essas bandas como o MÖTLEY CRÜE e o ANTHRAX que voltaram com suas tão propaladas ‘formações clássicas’. Isso é perda de qualquer originalidade, como se eles estivessem desesperadamente tentando recapturar os velhos tempos tocando músicas antigas. Acredito que depois da turnê, o que resta? Se você grava um novo álbum, fica uma merda. Aos meus olhos, bandas assim estão mortas. As pessoas perguntam sobre o Max o tempo todo. Voltar com o Max seria como um soco na cara da banda e na minha, por todo o trabalho que desenvolvemos desde que ele saiu, e mesmo um tapa na cara dos fãs. Mas, você sabe, nunca digo nunca, porém não acredito que isso acontecerá. Para a gravadora é um jeito fácil de fazer dinheiro, isso é certeza. Algo como: ‘foda-se a banda, agora tudo rola em favor do dinheiro!’. Quero que isso se foda! É por isso que odeio essa porra da indústria musical", vociferou o cantor.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Olavo de Carvalho: Segundo ele, o Heavy Metal emburreceOlavo de Carvalho
Segundo ele, o Heavy Metal emburrece

Haja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do RockHaja pente
Os músicos mais cabeludos e barbudos do Rock


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin