KissOnline entrevista Paul Stanley, do Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: KissOnline.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/05/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O reformulado site KissOnline.com acaba de postar a segunda parte da entrevista com Paul Stanley, vocalista do KISS. Confira os principais excertos logo a seguir:

403 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão5000 acessosMetal: As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

KissOnline — Há fãs que gostariam de decidir qual formação vocês deveriam ter no KISS. Alguns ficam até furiosos por suas opiniões serem ignoradas. O que você responde a essas pessoas?

Paul Stanley — Eu entendo o que está por trás das esperanças delas, mas elas vivem uma fantasia. Qualquer um que sonha em reagrupar quaisquer formações gostaria que seu desejo fosse alcançado. É uma fantasia, por exemplo, qualquer um acreditar que a formação original vai estar junta novamente, que você terá novamente 1976 ou 1996. O tempo passou e por diversas razões as pessoas que fizeram aquela mágica moveram-se para frente. Nosso desafio é sempre manter a integridade da banda e lembrar que esta banda sempre ficou à frente por todas as circunstâncias com que teve que lidar.

KissOnline — Então, o que o motiva a continuar com o KISS?

Stanley — Continuo porque adoro tudo isso que faço. Sou um fã. Estou em uma posição privilegiada, não apenas por estar na banda, mas também sou fã. Sabe, às vezes olho para o palco, vejo os outros caras e ouço as músicas, não há nada comparável a isso. O KISS não tem sido apenas uma boa parte da minha vida como um membro, sou um grande fã também.

KissOnline — Você mencionou há pouco que falou recentemente com Ace [Frehley].

Stanley — Sempre procuro estar por perto com ele. Podemos ficar por uma hora no telefone. Gosto mais do Ace agora do que antes. Ele é um cara muito legal e estou muito orgulhosos por sua sobriedade e por ele tomar controle e responsabilidade sobre sua vida. Com o canal VH1 fazendo aquele especial para o KISS, o ‘Rock Honors’, tanto Ace quanto Peter foram convidados. E eles ficaram lá. Sou muito orgulhoso pelo que fizemos juntos.

KissOnline — O que você acha do Rock And Roll Of Fame?

Stanley — A beleza da América é que você pode começar qualquer tipo de clube privado que quiser. E este se chama Rock And Roll Of Fame. É um nome bem impressionante para um clube, mas trata-se de uma ilusão. É um criação de um grupo de pessoas da indústrias e críticos que eles decidem quem pode ser qualificado para fazer parte de sua pequena sociedade de admiração. É o Rock And Roll Of Fame deles, não é o Rock And Roll Of Fame das pessoas. Você sequer votou nele? Eu sei que eu não o fiz. O impacto de uma banda ou de sua música é mensurado pelo quanto eles mudaram e influenciaram a sociedade e outros músicos.

Confira no link abaixo a íntegra da entrevista.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

403 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão483 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita762 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Gene SimmonsGene Simmons
US$ 200 milhões para reunir o Led Zeppelin?

Gene SimmonsGene Simmons
Ele e Paul Stanley não dão "uma de Axl Rose" com o outro

Baladas HardBaladas Hard
Blog elege o Top 20 de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

MetalMetal
As bandas mais expressivas surgidas nos últimos 15 anos

AC/DCAC/DC
Isso sim é uma bela estrada para o inferno

Twisted SisterTwisted Sister
Dee Snider: "Ser pobre e famoso é uma merda"

5000 acessosSeparados no nascimento: Steven Tyler e Márcia Goldsmich5000 acessosNoisecreep: dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosHit Parader: Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista5000 acessosSem Ingresso: Paul McCartney é barrado em festa por "não ser VIP"5000 acessosMax Cavalera: "Os quatro Ramones ao lado no palco, olhando o nosso show"

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online