Sepultura em entrevista: futuro é incerto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Dehò, Fonte: Jornal da MTV
Enviar Correções  

O futuro do SEPULTURA é incerto. Foi isto o que Andreas Kisser, Derick Green e Paulo Xisto disseram em entrevista ao Jornal da MTV, na última quarta-feira. Para os remanescentes da maior banda brasileira de metal de todos os tempos o único plano certo é finalizar a turnê de divulgação do último álbum da banda (e ainda não lançado em solo tupiniquim), Dante XXI.

Slipknot: Eloy Casagrande mostra como tocar "People=Shit" na bateria

Angra: versões bizarras de músicas da banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na verdade, só Andreas apareceu falando na matéria, mesmo que os outros integrantes também estivessem presentes.

Confira a entrevista:

"O que aconteceu todo mundo já sabe. Nós estávamos vivendo essa situação com o Igor desde o final de 2004. Ele não estava mais querendo sair em turnê. E a gente meio que insiste, porque temos um material novo, um disco novo que nem saiu no Brasil ainda — e que deve sair daqui a umas três semanas".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre a saída de Igor e de seu irmão, Max: "Eles escolheram sair da banda e a gente respeita isso. É a mesma coisa com o Max", disse Andreas, que defendeu que a banda pode continuar sem os seus dois fundadores. "É como ter um filho e abandoná-lo; o pai é quem cria. E do mesmo jeito, cada um tem direito à sua opinião, como os fãs que estão escrevendo pra gente".

Eles ainda confirmaram que será o baterista do Udora, Jean Dolabella, que finalizará a tour de Dante XXI. "A gente tá com um cara de BH, ele se chama Jean Dolabella. Vai ser interessante pra gente ter um cara novo para fazer o resto desses shows".

Sobre o futuro, a palavra de ordem de Andreas foi incerteza: "A gente não quer fazer nenhuma definição agora, se vai continuar, se vai parar, se vai ser isso ou aquilo. A gente quer mesmo terminar esse ciclo do Dante e depois ver o que acontece".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slipknot: Eloy Casagrande mostra como tocar People=Shit na bateriaSlipknot
Eloy Casagrande mostra como tocar "People=Shit" na bateria

Sepultura: Rafael Bittencourt participa de Jasco & KaiowasSepultura
Rafael Bittencourt participa de "Jasco & Kaiowas"

Há 27 anos: Sepultura chocava o mundo com o excelente Chaos A.D.

Sepultura: Rafael Bittencourt e Mark Jansen na próxima SepulQuarta

Sepultura: Eloy Casagrande conta como entrou para a bandaSepultura
Eloy Casagrande conta como entrou para a banda

Sepultura: Já imaginou como seria Roots Bloody Roots tocada pelo Slipknot?Sepultura
Já imaginou como seria "Roots Bloody Roots" tocada pelo Slipknot?

Metal Hammer: do funk metal ao grindcore, os melhores álbuns de 1989Metal Hammer
Do funk metal ao grindcore, os melhores álbuns de 1989

Eloy Casagrande: confira playthrough de bateria de Hatred Aside, do SepulturaEloy Casagrande
Confira playthrough de bateria de "Hatred Aside", do Sepultura

Sepultura: Vandals Nest com Alex Skolnick, do TestamentSepultura
"Vandals Nest" com Alex Skolnick, do Testament

Sepulquarta: guitarrista Alex Skolnick é o convidado da edição desta quarta (26)Sepulquarta
Guitarrista Alex Skolnick é o convidado da edição desta quarta (26)


Max Cavalera: mais histórias insanas de sua autobiografiaMax Cavalera
Mais histórias insanas de sua autobiografia

Rock nacional: ele está morto e todos viraram cervejeirosRock nacional
Ele está morto e todos viraram cervejeiros


Angra: versões bizarras de músicas da bandaAngra
Versões bizarras de músicas da banda

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia


Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline