Mustaine: "Comecei como um banger maconheiro"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gustavo Hermann, Fonte: The Press Enterprise
Enviar correções  |  Comentários  | 

(Texto original de autoria de Paul Saitowitz, da Press-Enterprise, em 2006):

3265 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosAlice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?

A história de Dave Mustaine é tão quintessencialmente rock'n'roll que chega a parecer fabricada.

Um jovem guitarrista de um lar despedaçado, com inclinaçao ao álcool e heroína, foi chutado da maior banda de metal da história antes mesmo de gravar um álbum. Então, como qualquer músico torturado que valha o seu salário, ele chafurdou em um grande fosso de auto-destruição enquanto seus ex-colegas de banda ascendiam à categoria de super-estrelas.

Conseqüentemente ele montou sua própria banda e emergiu vitorioso. Seu novo grupo teve um álbum entre os mais vendidos. Sucesso é bom, mas drogas são melhores. Ele recai apenas para retornar ao topo.

Então cai mais fundo nas drogas, recebe um DUI ("Driving Under Influence", multa por dirigir sob influência de álcool ou drogas), e volta com mais um disco de platina. Segue-se um problema devastador em seu braço que quase arruína sua habilidade de tocar guitarra para sempre. Mas ele volta outra vez.

A banda em que Mustaine costumava estar se chama METALLICA; a banda que lidera agora é chamada MEGADETH.

"Eu fiz minha primeira gravação profissional em 1981, e essa é realmente a única vida que sempre conheci," Mustaine diz por telefone enquanto tira uma folga de uma sessão de gravação. "Comecei como um garoto headbanger maconheiro e de certa forma é o que continuo sendo."

No momento ele possui cinco discos de platina sob seu cinto e uma reputação por ser um dos mais influentes guitarristas na história do metal. Ainda assim, Mustaine luta todos os dias para se manter longe de substâncias que quase tiraram sua vida em diversas ocasiões. Mas em alguns casos, a má sorte interviu.

Em 2002, ele sofreu seu revés mais violento de todos os tempos, quando foi diagnosticado com uma neuropatia radial, um problema nos nervos que o manteve longe da guitarra por 13 meses. O problema comprimiu os nervos radiais do seu braço esquerdo, deixando-os tão distendidos que Mustaine foi forçado a acabar com o Megadeth.

"Os médicos disseram que eu apenas recuperaria 80% e que nunca tocaria de novo," disse ele. "Falei a eles que eu não iria aceitar isso e agora estou completamente curado e tão bem quanto sempre estive."

A estrada para a recuperação incluiu aulas de guitarra com um guitarrista de jazz que Mustaine conheceu em sua igreja. Ele sentiu que a complexidade dos acordes e destreza necessária para se tocar jazz seriam benéficos para a recuperação de sua habilidade.

Em 2004, o Megadeth voltou com um álbum chamada "The System Has Failed," e um ano depois Mustaine estava atravessando os Estados Unidos com a primeira Gigantour - um festival de metal com o Megadeth como headliner.

"Eu acho que este é um lugar para outsiders e fãs de metal que querem ver grandes bandas fazendo o que amam fazer," diz ele. "Eu nunca imaginei quando era garoto que um dia tomaria parte em algo como isso... Estou feliz de ver a Gingantour sobrevivendo e indo bem."

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de maio de 2017

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3030 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa501 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3499 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Contando como foi chamado pelo Megadeth

MetallicaMetallica
Não sou amigão de nenhum deles, diz Dave Mustaine

MegadethMegadeth
Mustaine feliz em apresentar Kiko Loureiro ao mundo

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Alice In ChainsAlice In Chains
Publicada a última foto de Staley com vida?

Sebastian BachSebastian Bach
Descrevendo o horror de urinar com Phil Anselmo

Iron MaidenIron Maiden
A fotografia estranha de "The Final Frontier"

5000 acessosPiadas sobre músicos5000 acessosFilhos de Rockstars: qualquer coincidência é semelhança5000 acessosGuns N' Roses: a verdadeira história de "Rocket Queen"5000 acessosMetallica: "One" fez a ponte entre o Venom e eles4148 acessosScreaming Lord Sutch & the Savages5000 acessosLed Zeppelin: sexo explícito na entrega de discos de ouro em 1973

Sobre Gustavo Hermann

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Gustavo Hermann no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online