Satyricon: "Tudo que fazemos gira em torno da música!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Satyricon - Site Oficial, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/11/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O vocalista Sigurd "Satyr" Wongraven, da banda norueguesa de black metal SATYRICON, respondeu recentemente uma série de perguntas enviadas por fãs ao web site oficial do grupo; seguem abaixo duas delas relacionadas com o novo álbum.

153 acessosSatyricon: capa e título do novo álbum revelados5000 acessosOzzy Osbourne: Ele já foi expulso de escola da filha Kelly

Qual a sua principal fonte de inspiração? Você escreve letras que se encaixam nas músicas ou vice-versa?

Satyr: “Com relação às letras, costumo escrever das duas formas. Nos últimos anos as letras têm sido escritas principalmente para se encaixarem nas músicas, mas sem comprometer as letras. É difícil, mas você precisa ser criativo e imaginativo com a sua língua, além de fazer algumas modificações musicais aqui e ali para dar espaço às letras”.

Você sempre trabalhou com a arte gráfica e os títulos dos álbuns e sua relação com o resto do material. O que você pode dizer sobre a arte gráfica de "The Age Of Nero" e seu significado?

Satyr: "Tudo que fazemos no SATYRICON gira em torno da própria música. Isso significa que nossa arte gráfica e nosso visual são escolhidos para funcionarem bem com a música – seja para destacar elementos da música ou contribuir para um sentido de totalidade. O layout de 'The Age of Nero' é realmente uma refinada obra de arte; tudo, desde as fotos até as cores das letras, foi escolhido a fim de combinar com este álbum e sua atmosfera geral. O título do álbum faz várias referências a assuntos que em determinado nível pertencem ao próprio álbum; ‘Nero’ é uma metáfora para tudo que é sombrio e obscuro e também para os elementos destrutivos da humanidade que ameaçam destruir impérios, ‘A Era de Nero’ refere-se ao SATYRICON como aquela famosa obra da literatura que mostra cenas da Roma de Nero, mas também se refere à nossa própria época e à ameaça de ruína que está novamente refletida no clima apocalíptico de nossa música. E tudo se encaixa perfeitamente”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

153 acessosSatyricon: capa e título do novo álbum revelados0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Satyricon"

Metal InjectionMetal Injection
Os cinco bateristas mais insanos do Black Metal

SatyriconSatyricon
"Me desculpe! Isso não foi satânico o suficiente?"

Metal norueguêsMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Satyricon"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Expulso de reunião de pais por peidar e dormir

EpicaEpica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

Em 10/08/1993Em 10/08/1993
Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

5000 acessosListed: TV americana elege os maiores bad boys da música5000 acessosNuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela5000 acessosIron Maiden: os fãs mais insuportáveis em lista da MTV5000 acessosSeparados no nascimento: John Lennon e Silvio Brito5000 acessosAC/DC: a história do nome e a idéia do uniforme de Angus5000 acessosValentina: roqueira é a primeira finalista do The Voice Kids

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online