In Flames: Anders Fridén fala sobre a saída de Strömblad

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Renato Rossini, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 26/05/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Karen Bliss do programa Noisecreep da AOL conduziu recentemente uma entrevista com o vocalista Anders Fridén da banda de metal sueca IN FLAMES. Algumas partes da conversa seguem abaixo.

348 acessosIn Flames: Banda lança o seu próprio gim5000 acessosContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal

Noisecreep: O quão difícil foi gravar esse álbum, já que Jesper (Strömblad, ex-guitarrista) não está na banda?

Anders: Nós ficamos sem ele por quase dois anos antes da gravação deste último álbum. Não pesou muito no lado musical; foi mais no lado da amizade. Nos conhecemos há muito tempo e vimos ele lutar com o seu vício (álcool) e todos os problemas que vem junto com o problema por algum tempo. Mas a gravação foi muito boa como sempre, ou até melhor. Assim, toda a vibração era muito boa dentro da banda.

Noisecreep: No estúdio, a gravação fluiu melhor por vocês não terem que se preocupar com um amigo alcoólatra?

Anders: Sim, de muitas formas. Digo, todos sentimos falta dele como pessoa. Parece diferente e parece como uma briga do lado de fora, quando as pessoas olham para a banda, mas vivemos isso por muito tempo e tivemos lidando com isso por tanto tempo que vocês não conseguem imaginar, e nós apenas tentamos manter isso escondido do público. Eu não quero tirar nada do Jesper, pois ele foi muito importante para o nosso som, mas ele não foi o responsável por manter todos juntos. E a banda é maior que nós – eu, Björn, Peter, ou Daniel. Eu creio que o IN FLAMES é maior que os indivíduos e se não pudermos confiar uns nos outros, que irão aparecer nas próximas turnês e assim por diante, então isso se torna mais difícil para todo mundo.

Noisecreep: As portas estão abertas se (Jesper) quiser voltar?

Anders: Nunca diga nunca, mas nós estamos contentes com a situação que estamos. Agora podemos trabalhar como uma banda. Mas quem sabe? Obviamente muitas mudanças precisam partir dele. Como eu disse, somos bons amigos. Não somos inimigos nem nada do tipo. É apenas um longo relacionamento que foi se extinguindo.

Leia a entrevista na íntegra (em inglês) no Noisecreep.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

348 acessosIn Flames: Banda lança o seu próprio gim134 acessosIn Flames: liberado clipe da faixa "Save Me"592 acessosIn Flames: "não estamos aqui para agradar"323 acessosIn Flames: guitarrista Björn Gelotte fala sobre o novo baixista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "In Flames"

Metal suecoMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

FamaFama
5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

Metal HammerMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "In Flames"

Contra-baixoContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Galeria de fotosGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

GuitarristasGuitarristas
Time Magazine elege os 10 maiores de todos os tempos

5000 acessosCinema: 60 filmes pra quem ama Rock e Metal5000 acessosMetallica: Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed5000 acessosGuns N' Roses: melhores músicas segundo a Ultimate Classic Rock5000 acessosGuns N' Roses: Slash se derrete em elogios para Axl Rose5000 acessosZakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarrista5000 acessosKiss: Produtor comenta hábitos de Gene Simmons

Sobre Renato Rossini

Renato Rossini, nascido em 27/09/1984 em São Caetano do Sul. Formado em Relações Internacionais, mas trabalha com informática (?!?!). Ouve heavy metal desde os 8 ou 9 anos. Começou com os clássicos, Metallica, Iron Maiden, Black Sabbath, mas hoje em dia ouve de tudo quando o assunto é metal. Pra variar tem uma banda, onde toca bateria.

Mais matérias de Renato Rossini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online