Lemmy: apaixonado por todas as mulheres com quem esteve

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Garotti, Fonte: Now Magazine, Tradução
Enviar Correções  

Joanna Huffa, da Revista Now de Toronto (Ontario, Canadá), conduziu em janeiro de 2012 uma entrevista com Lemmy Kimister, ícone do rock e frontman do MOTÖRHEAD. Seguem alguns trechos da conversa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre ter gasto os últimos 40 anos fazendo música sem concessões para modismos:

Lemmy: "Você nunca deve interferir com a qualidade de uma coisa só pra que saia rápido. Essa é a grande falha do mundo de hoje. Muitas pessoas gostam de ter as coisas prontas neste momento ou para ontem, só para você não ter uma falha no registro de vendas ou o que seja. Mas não vale a pena correr. Não vale a pena fazer as coisas pela metade."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre viver em Los Angeles:

Lemmy: "Até eu vir morar aqui, a gente era desconhecido. A gente era definitivamente algo "cult-a-ser-seguido", que basicamente significa que ninguém compra os nossos álbums.

"Muitas pessoas têm esse preconceito sobre L.A. como cheia de vigaristas e mentirosos e merdas assim, mas não é, sabe. Existem babacas falsos em todo lugar - você só se acostuma com aqueles já conhecidos localmente. Pelo menos na California eles são fáceis de sacar, pois você pode ouvi-los vindo a um quarto de milha de distância. Eles estão sempre falando mais alto."

Sobre ser mais popular do que nunca:

Lemmy: "É bom ser popular; Não vou dizer que não é, sabe. Mas agora eu estou velho demais para aproveitar. Houve um tempo em que eu teria dado às garotas um bom trato pelo dinheiro, mas você chega aos 60 e isso vai embora um pouco. Não é que vá tudo embora, pode acreditar, mas não assume mais a importância que tinha quando você tem 25. Você nunca pensa que algo vai desaparecer até que se vai e aí você pensa, 'Merda, o que aconteceu com aquilo?'"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre sua reputação sexual:

Lemmy: "Eu sou apaixonado por todas as mulheres com que já estive, ou eu não teria estado com elas. É por isso que eu não fico contando por aí. Eu acho isso uma coisa terrível. Fazer sexo é algo realmente pessoal entre duas pessoas; nunca deveria ser conversado com ninguém mais. O assunto não deveria nem surgir."

Leia a entrevista completa na revista Now.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Edu Falaschi: o fax com convite de seleção para o Iron MaidenEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

Excessos: como os rockstars gastam os seus milhõesExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões


Sobre André Garotti

André Garotti nasceu e reside em Brasília e é formado como Jornalista, Professor de Inglês e Técnico em Audio Digital pelo CAM (Curso de Audio & Música) do DF. Trabalha como guitarrista, produtor musical e técnico de som com todos os estilos de música, mas tem um amor infinito pelo rock e pelo metal desde a infância, sem compromissos ou preconceitos com nenhum tipo de banda dentro desses estilos.

Mais matérias de André Garotti no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliHo Goo336 GooInArt