Der Stand der Dinge: "ninguém mais quer pagar por música"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  


E só no sapatinho, o serviço MUVE MUSIC acaba de ultrapassar 600 mil assinantes pagos nos EUA. Mas esse é um dos modelos mais difíceis de se celebrar, porque o Muve Music só é vendido como um pacote que também inclui serviços essenciais como correio de voz, mensagens de texto e navegação pela Internet. O que torna o serviço de música meio que ‘cereja em cima do bolo’ e você não pode encomendar só a cereja.

Mas essa é justamente a questão.

"O que torna essa oferta tão poderosa é que a música passa uma ideia de gratuidade", disse o diretor sênior de produtos do Muve Music JOHN BOLTON ao jornal inglês The Guardian. "Isso é importante, porque ninguém mais quer pagar por música".

publicidade

"E em um ano, conseguimos 600 mil assinantes pagantes, nos tornando o segundo maior serviço de assinatura digital nos EUA".

Esse não é um executivo falando depois de tomar umas e outras. É o mantra que guia o Muve. E apenas duas semanas atrás na SF Music Tech, o fundador da Muve, JEFF TOIG disse algo bem parecido. "Eu acho que quando você introduz preço na equação, fica muito difícil pra maioria das pessoas", disse Toig em uma palestra. "No momento que você pede pelo cartão de crédito, você encolhe a oportunidade global do consumo de música para uma porcentagem muito curta da população. E essa é uma barreira fundamental".

publicidade

Esta matéria pode ser lida na íntegra no site do LoKaos Rock Show:
http://lokaos.net/der-stand-der-dinge/




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin