Matérias Mais Lidas

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemNoel Gallagher revela o rockstar que ficou mais impressionado de conhecer pessoalmente

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemPaul Stanley, do Kiss, fala sobre os shows da reunião do Pantera

imagemRobert Plant confessa de qual música o Led Zeppelin tirou "Gallows Pole"

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemO hit do Blind Guardian inspirado em história que deixou banda de queixo caído

imagemAngra: Luis Mariutti conta sobre atritos entre Andre Matos e Rafael Bittencourt


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Max Cavalera: "adoraria tocar com o Sepultura de novo"

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa del Nacho
Postado em 09 de abril de 2012

O jornal OREGON MUSIC NEWS conduziu uma entrevista com o líder do SOULFLY, MAX CAVALERA no último dia 29 de Março, ocasião à qual o jornalista RUBEN MOSQUEDA aproveitou de seu grande apreço pelo trabalho de Max e indagou o músico de uma maneira contundente e bastante direta.

O que segue abaixo são trechos traduzidos da entrevista.

(...) "Eu falei com Max Cavalera em março de 2008 enquanto escrevia para (a agora finada publicação) Pivotal Rage, e naquela entrevista perguntei sobre uma reunião com seu irmão Iggor Cavalera e a probabilidade do Sepultura se reunir. Max revelara, ‘Iggor me ligou. A sincronia bateu, porque foi um rompimento muito feio (com o Sepultura) – foi divulgado em toda revista de Metal do mundo. Foi loucura me separar dele. Um telefonema resolveu tudo. Ele veio e em seguida, estávamos tocando juntos e fazendo um disco. É inacreditável como algo tão simples que simplesmente precisava ser feito e todos esses anos de agonia e de nós sem nos falarmos simplesmente desapareceram. Nós nos tornamos irmãos de novo – era pra ser, eu acho, eu não questiono como ou porque as coisas acontecem. Eu simplesmente estou feliz por estar com ele de novo, gravando com ele e ser irmão dele de novo. ’"

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Agora, quanto a reunir-se com seus antigos colegas de banda, Andreas Kisser e Paulo Jr., Max declarou: "Eu falaria com eles nesse exato momento. Nós não nos falamos desde o rompimento. Eu não sou o tipo de pessoa que guarda mágoa. Eu conheço muitas pessoas que são tão orgulhosas que elas nunca conseguem deixar as coisas ou as diferenças de lado. Eu adoraria não só poder estar em contato, mas também fazer música para os fãs também. Quem sabe um dia possamos acertar as coisas. Eu adoraria tocar com eles de novo, mesmo que fosse só pros fãs do Sepultura. Eu adoraria fazer isso. No meio-tempo, podemos não ter uma reunião do Sepultura, mas graças a Deus temos o Cavalera Conspiracy."

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A opinião de Dino Cazares sobre o insano álbum "Roots", clássico do Sepultura

Andreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

Iggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

Bandas de heavy metal que lançaram discos em cinco décadas diferentes

Sepultura e Nightwish fizeram sucesso no Metal pelo mesmo motivo, afirma Regis Tadeu

Troops of Doom: Jairo Guedz conta como faz para transitar entre Sepultura e irmãos Cavalera

Trintões: 10 discos de heavy metal que completarão 30 anos em 2023

The Troops of Doom: Jairo Guedz escolhe seus três álbuns favoritos do Iron Maiden.

Jovens, mas nem tanto: 10 discos de heavy metal que completarão 20 anos em 2023

Alex Meister: "Brasil ouvia Barão Vermelho e pulava para Sepultura, sem ouvir hard rock"

A importância da gravadora do Sepultura ter acolhido Pato Fu para impulsionar a banda

Jean Dolabella é o novo baterista de banda da cantora Pitty

Cinco separações entre bandas e músicos que foram muito marcantes

Gloria Cavalera afirma que pediu para Max continuar no Sepultura em 1996

Max Cavalera explica porque o Sepultura nunca seria como o Metallica

Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista

Max Cavalera: morte de Dimebag influenciou reconciliação com Igor

Soulfly: em vídeo, arrasando em "Roots Bloody Roots" ao vivo

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.