Reino Unido: venda de álbuns digitais supera CD e Vinil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

A receita financeira obtida por meio de venda de arquivos digitais de música superou pela primeira vez a oriunda da comercialização de CDs e discos de vinil combinados pela primeira vez, de acordo com dados fornecidos pelo órgão responsável pela coleta e processamento de dados da indústria musical BPI.

Ultimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da históriaGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo

Nos primeiros meses de 2012, 155.8 milhões de Libras foram gastas em música no Reino Unido, um aumento de 2.7 por cento em relação ao mesmo período de 2011. As vendas de arquivos digitais, incluindo downloads, assinaturas e serviços custeados por publicidade como o Spotify, Napster, We7 e eMusic ajudaram a acentuar as vendas de CDs - sendo responsáveis por 55.5 por cento desse total, com vendas aumentando em 23.6 por cento.

Enquanto o faturamento de formatos físicos como o CD e o vinil caiu em cerca de 15 por cento para apenas 69.3 milhões de Libras, as vendas de álbuns digitais subiram em 22.7 por cento para 35.9 milhões de Libras, superando os números obtidos pela venda de singles digitais pelo segundo trimestre seguido.

Isso é notícia boa para a indústria da música depois das vendas de álbuns no Reino Unido terem caído a seu nível mais baixo desde 1996 no começo desse mês. As vendas totais da semana que se encerrou em 20 de Maio ficaram pouco abaixo de 1.35 milhões, o que representa um decréscimo de 7.5 por cento da semana anterior e quase 250,000 menos do que o mesmo período no ano passado.

Foi o menor índice de vendas relativo a sete dias desde a semana que terminou no dia 22 de junho de 1996, quando apenas 1,277,279 álbuns foram vendidos. As vendas de singles também caíram em relação às do ano passado em quase 7 por cento, para apenas 3.15 milhões em 2012 até agora.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Indústria Musical"


Indústria: quanto $$$ ganham as bandas do Time B do Metal?Indústria
Quanto $$$ ganham as bandas do "Time B" do Metal?

O Rock Morreu: mas a boa notícia é que ele está embalsamadoO Rock Morreu
Mas a boa notícia é que ele está embalsamado


Ultimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da históriaUltimate Classic Rock
As 25 músicas mais tristes da história

Gothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloGothic Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336