Lamb Of God: Por que eu saí do Twitter e outras reflexões

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Ser o frontman de uma banda de rock pode para alguns ser sinônimo de excentricidade (xingar a platéia, exigir melancias quadradas e tudo mais), mas não para Randy Blythe.

Na sexta-feira, 25 de maio, os metaleiros de Richmond, Virginia, LAMB OF GOD, participaram de uma conferência da imprensa em Bangalore, na Índia, antes do show da banda no dia seguinte na Clarks Exotica. Um vídeo da sessão de perguntas e respostas (em inglês) pode ser visto no link abaixo (cortesia de What's The Scene).

http://legacy.roadrunnerrecords.com/blabbermouth.net/news.as...

publicidade

Quando perguntado por que ele tinha excluído sua conta no Twitter, o frontman Randy Blythe respondeu: "Por que eu exclui meu Twitter? Porque ele é cheio de idiotas. Redes sociais podem ser usadas para coisas boas. E eu usei a minha conta no Twitter para várias coisas boas - Eu levantei o dinheiro para pesquisa sobre o câncer nele, eu twittei ao vivo avisos durante um furacão em Nova York. Foi assim que eu usei, e no começo era divertido se comunicar com os fãs, gostaria de responder a perguntas dos fãs... Acho que algo em torno de 35.000 pessoas estavam lendo o material que eu estava colocando lá. E algumas coisas era apenas diversão. Aí o negócio ficou muito grande, eu não conseguia me comunicar mais. E tudo que eu disse foi mal interpretado. E eu era uma pessoa brutalmente honesta lá, mas eu acho que as pessoas têm duas personalidades diferentes online. Eu acho que eles têm a pessoa que eles são no seu dia-a-dia, e então eles ficam on-line e vão ser outra pessoa - rudes. Eles dizem as coisas para você online que nunca diria na sua cara. E eu digo online exatamente a mesma coisa que digo na cara. As pessoas não gostam disso. Eles não gostam que seja dito, "Você está sendo um imbecil". Mas eu vou continuar fazendo isso, entende? E isso chateou muitas pessoas. E eu só cansei de discutir com elas.

publicidade

"Alguém estava perguntando sobre o encontro com os fãs mais cedo ... Meu negócio todo com a música é este:. Eu não vejo a diferença entre nós e os fãs. Eu não posso acreditar que todas essas pessoas estão aqui para ver minha bunda pulando no palco". Então, eu não gosto da separação, mentalmente, entre os fãs ea banda muito tempo. Porque as pessoas esperam que você seja algo que você não é. E você vê isso em caras cuja fama sobe à cabeça. Eles são como, "Oh, eu sou algo especial, porque estou aqui em cima tocando em uma banda". É como, 'Cara, você não é um médico, você não é um cientista, você não é a cura do câncer. Você está em uma porra de uma banda de heavy metal. É isso".

publicidade

"A coisa com o Twitter que eu achava que era legal era que eu podia me comunicar com as pessoas e, tipo, remover algumas barreiras. Tipo, eu sou apenas uma pessoa também. E então as pessoas ficaram rudes. E eu fiquei aborrecido. Então eu apaguei. Além disso, eu perdi tempo demais nisso".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


LOG: John Campbell chama Trump de assassino e dispara; Estamos fodidosLOG
John Campbell chama Trump de assassino e dispara; "Estamos fodidos"

Lamb Of God: fã se casa ao som da banda (vídeo)Lamb Of God
Fã se casa ao som da banda (vídeo)

Lamb Of God: Willie Adler não falou com irmão Chris desde que o baterista saiu da bandaLamb Of God
Willie Adler não falou com irmão Chris desde que o baterista saiu da banda

LOG: Mark Morton diz que seguidores de Trump não se importam com o que ele fazLOG
Mark Morton diz que seguidores de Trump não se importam com o que ele faz

Consequence Of Sound: os melhores álbuns de metal lançados em 2020Consequence Of Sound
Os melhores álbuns de metal lançados em 2020

Lamb Of God: banda vai realizar "lives" com álbuns na íntegra

Bill & Ted: ouça trilha sonora de novo filme com músicas novas de Mastodon e Lamb of GodBill & Ted
Ouça trilha sonora de novo filme com músicas novas de Mastodon e Lamb of God


Megadeth: com quantas baquetas se faz um álbum de estúdio?Megadeth
Com quantas baquetas se faz um álbum de estúdio?

Dave Mustaine: estou ficando melhor na guitarra graças a KikoDave Mustaine
Estou ficando melhor na guitarra graças a Kiko


Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

IGN Music: os álbuns de Metal mais influentes segundo o siteIGN Music
Os álbuns de Metal mais influentes segundo o site


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin