Slipknot: DJ fala sobre planos para ir pro estúdio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/05/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O DJ do SLIPKNOT Sid Wilson revelou ao NME.com que a banda está planejando ir pro estúdio ano que vem para começar a gravar a esperada sequencia ao "All Hope is Gone" de 2008. Ele disse "Temos o [Rockstar Energy Drink] Mayhem Festival nesse verão e, após darmos uma para no inverno e o STONE SOUR [banda que tem as presenças do membros do SLIPKNOT Corey Taylor e Jim Root] tiver terminado sua turnê, estaremos de volta à cozinha com o SLIPKNOT. Na verdade, antes do STONE SOUR terminar a turnê, estaremos no estúdio preparando para o returno do Corey, mantendo os ferros quentes."

1181 acessosSlipknot: estúdio x ao vivo, expectativa e realidade5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

Ele acrescentou, "Vai ser dureza. Não vai ser fácil. O SLIPKNOT é a maior coisa nas vidas de todos nós, mas nós sempre vamos voltar para ele. Nós vamos fazer isso. Estou animado e estou pronto para fazer isso."

"Estou farto de ouvir gente falando, é hora de agir. Quando estamos juntos, é demais; nós precisamos de aproveitar essa energia dos shows ao vivo. Quando estamos juntos como sempre fazemos, vai ser brutal."

Taylor tem sido ambivalente quanto a trabalhar em material novo após a morte em maio de 2010 do baixista do grupo, Paul Gray, apesar do percussionista Shawn Crahan e o baterista Joey Jordison estarem bem mais confiantes a respeito da banda gravar novamente.

Quando pedido para esclarecer as divergências de opiniões entre os membros da banda sobre o novo material estar sendo composto ou não, Crahan disse ao Metal Injection na conferência South By Southwest deste ano, que teve lugar em Março, em Austin, Texas, "Eu posso esclarecer facilmente a vocês. Todos na banda compõem o tempo todo, seja em um microgravador ou no iPhone ou o Corey escrevendo num pedaço de papel coisas aleatórias que ele inventa em usa cabeça ou o Joey dizendo, 'Estou sem nada para fazer, vou pro estúdio com essas idéias todas. Vou alugar um estúdio por um mês e meio e vou compor'"

"Acho que o que as pessoas não entende sobre o que tem sido falado é que todos estamos lidando com a morte do Paul de formas diferentes. E alguns querem seguir, outros querem dar um tempo. Mas basicamente o que tem sido falado, é claro, é que coisas estão sendo compostas. Mas nada está pronto porque nós ainda não estamos juntos. E não há razão pela qual nos reunirmos e conversar a respeito porque há outras coisas seguindo, como o processo de luto."

"Tudo se resume a uma coisa, sim, composições estão sendo feitas com seriedade todos os dias, mas vai demorar. Vai demorar. Há coisas acontecendo. A coisa fica meio pervertida na imprensa, quase tipo, 'ele diz que sim, ele diz que não, temos um problema'. É mais como, sim, a composição está acontecendo mas vai demorar, e ambos estão falando a verdade, e eu estou aqui para dizer a vocês que nós não vamos a lugar algum!"

O SLIPKNOT completou no meio do ano passado uma turnê de três semanas na Europa que foi a primeira desde a morte de Paul Gray. Taylor, que tem estado incerto quanto ao futuro do SLIPKNOT desde a morte de Gray, disse ao The Gauntlet em novembro passado que atualmente não há "nenhum plano sólido de se fazer um álbum do SLIPKNOT . Joey e Paul na verdade é que seriam aqueles a dar início às coisas. Então eu pego o que eles compuseram e tento colocar no formato de uma música e então isso nos faria dar sequencia. Especialmente no 'All Hope Is Gone', eles me deram muito material bom para trabalhar. Ficou a meu cargo diminuí-lo e transforma-lo em música, basicamente"

Ele continuous, "Há um grande empecilho nessa banda nesse momento. Isso não quer dizer que não possamos ir pra estrada e partilhar a música que temos com o público. Mas apressar as coisas e fazer outro álbum não me parece válido nesse momento. Levarão alguns anos até que isso aconteça."

"Há alguns caras na banda que estão me fazendo de vilão, mas ao mesmo tempo, eu tenho alguns caras na banda que me apoiam e que sentem o mesmo que eu."

"Há muitas coisas na banda que têm de mudar antes que possamos ir e fazer um álbum. Há muitas coisas que temos de compreender e aceitar. Nós já sabemos sobre o que será o álbum; nós apenas precisamos de encontrar forças para fazê-lo do jeito certo."

Taylor disso ao Billboard.com que quando o SLIPKNOT eventualmente voltar ao estúdio, "Nós sabemos que tudo que fizermos nesse álbum será a respeito do Paul. Vai ser muito melancólico. Será uma forma mais triste de fúria quando acontecer, e será um caminho inteiro pelo qual nunca passamos antes". Ele acrescentou que ele pessoalmente "não estava tão ansioso para fazer um novo álbum quanto talvez certas pessoas na banda, e eu sei que muitos dos outros caras se sentem como eu, queiram ou não admitir isso. É só que faz mais sentido tentar compreender as coisas antes de tentarmos ir pro estúdio... Eu não quero arriscar perder o que construímos porque alguém está tentando provar que está certo."

Jordison disse ano passado que o SLIPKNOT pode continuar "com ou sem" Taylor.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de maio de 2012

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

1181 acessosSlipknot: estúdio x ao vivo, expectativa e realidade462 acessosSlipknot: reagindo aos melhores vocais cover da banda2736 acessosSlipknot: o fã que achou alguma coisa na Deep Web0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slipknot"

Metallica, Guns, Slipknot, KissMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Nu MetalNu Metal
Dez discos essenciais do gênero

SlipknotSlipknot
Processo contra o médico de Paul Grey chega ao fim

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slipknot"

MirandaMiranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

DoorsDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

AngraAngra
A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída da banda

5000 acessosMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"5000 acessosDi'Anno: "Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"5000 acessosA7X: Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba5000 acessosCorey Taylor: HQs, "The Walking Dead", shows marcantes5000 acessosPantera: "fomos roubados por um diabo dum lunático"5000 acessosPra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1991

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online