Leaves' Eyes: "Sempre segui minha alma artística

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 17/10/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Rhiannon Marley, do site Metal Discovery conduziu uma entrevista com a cantora norueguesa Liv Kristine do LEAVES’ EYES, ex-THEATRE OF TRAGEDY. Alguns trechos podem ser vistos abaixo.

5000 acessosAnos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs5000 acessosLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Metal Discovery: Você é uma mestra em se reinventar a cada novo álbum. O que você tem em mente quando quebra estas convenções de gênero? Indo contra a maré musical ou quebrando preferências pessoais?

Liv: “Essa é uma ótima pergunta. De fato eu nunca planejo nada. Eu simplesmente faço. Normalmente é Thorsten (Bauer, Guitarrista), meu cara dos cabelos vermelhos, que chega com várias ideias, então eles simplesmente começam a gravar e eventualmente eu escuto o material. A música em si me inspira para as letras e linhas de vocal. Nunca planejei nada. Sempre segui minha alma artística. Venho fazendo isso desde muito pequena.”

Metal Discovery: O LEAVES’ EYES vem trocando seu quadro musical há vários anos. Você se sente no ponto mais alto de sua carreira agora? Mais confiante? Você aprendeu muito durante esta jornada?

Liv: “Estou sempre aprendendo, especialmente por não ter nenhuma educação musical. Nunca tive uma aula sequer em toda minha vida. Acho que ganhei geneticamente uma voz para canto. Não falava muito quando era criança, mas cantava o tempo todo. Garota Estranha! (risos). Sou agradecida aos meus pais por não escutarem aqueles que diziam que eu precisava de terapia. Sempre aprendi “fazendo” minha vida inteira, especialmente quando comecei a faze turnês, quando eu tinha 18 anos. Foi muito trabalho. [...].”

Metal Discovery: Gostaria de falar sobre seu trabalho de vida. Devido aos cenários teatrais, até com Navios Vikings no palco, você sente que o LEAVES’ EYES floresce mais como uma banda de estúdio ou de apresentações ao vivo? Qual você prefere?

Liv: “Prefiro estar em turnê com performances ao vivo. Foi maravilhoso estar no Wacken este ano com meu navio. Meu baterista começou a introdução e eu estava esperando para entrar no palco. Andar através do navio Viking e começar o show. Então, durante a terceria música, eu pensei: “Fantástico. Nada vai dar errado. Todo o universo está cooperando” e de fato tudo correu muito bem. É uma ótima sensação, já que estávamos nos preparando por 6 meses. E o navio inteiro teve que ser levantado do celeiro de um vizinho! Havia muito o que preparar (risos).”

Metal Discovery: O celeiro do vizinho? Como diabos vocês fizeram este navio?

Liv: “Um amigo nosso... Na realidade ele é bem maluco em aceitar fazer algo assim! Ele esteve ocupado por 8 meses o construindo. Ele é um cara louco, mas eu acredito que você deve ser louco para aceitar fazer um navio Viking. (risos)”.

Metal Discovery: Eu adoro os conceitos épicos e mitológicos em seus álbuns. Você constrói as histórias ao redor das músicas ou as músicas ao redor das histórias?

Liv: “Eu diria que a música decide por si só. A música me inspira aonde ir tanto liricamente quanto vocalmente. Eu sou uma grande colecionadora de livros e eu amo lingüística, especialmente o inglês arcaico. Eu o estudei e toda vez que há um novo álbum chegando ou começamos uma nova produção, eu reúno meus livros. [...]”

Leia a entrevista completa, em inglês, no Metal Discovery:

http://www.metal-discovery.com/Interviews/leaveseyes_intervi...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 17 de outubro de 2012

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Leaves' Eyes"

Theatre of TragedyTheatre of Tragedy
Liv diz que foi demitida igual a Tarja no Nightwish

Liv KristineLiv Kristine
Fui demitida de minha própria banda!

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Leaves' Eyes"

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

Eduardo e MônicaEduardo e Mônica
Uma análise do maior sucesso da Legião Urbana

Whiplash.NetWhiplash.Net
O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?

5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais5000 acessosA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 1 - Brian Jones5000 acessosContra-baixo: as melhores introduções do Heavy Metal4641 acessosJared Dines: qual a diferença entre metal e o metalcore?5000 acessosBlack Veil Brides: frontman pula na plateia e briga com fã no meio de show2384 acessosSlayer: "Importante não é a melodia, mas a fúria na voz"

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online