Bruce Dickinson: integridade na música e nos negócios

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Soares, Fonte: Iron Maiden 666, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


Bruce Dickinson concedeu uma breve entrevista para Salvador López do programa espanhol Con Tu Negocio, durante sua passagem por Barcelona para participar do Móvil Forum Conference 2012, onde o vocalista do Iron Maiden foi um dos palestrantes. Confira o vídeo no final desta matéria.
781 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosPantera: o surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

CTN: O que você aprendeu no mundo da música que pode ser aplicado no mundo dos negócios?

Bruce Dickinson: Bem, tudo que você tem no mundo na música, o que você pode vender, é a sua integridade. No mundo dos negócios, é o que seria chamado de sua "marca". Mas, é mais do que apenas uma marca. Uma marca é algo que... bem, não é uma espécie de marca, eu acho que existem diferentes níveis de integridade no mundo da música.

De um lado está o "The X-Factor" (Reality Show Musical), que não tem integridade nenhuma, é apenas o equivalente medieval aos palcos onde as pessoas atiravam frutas, e aquele que recebia a menor quantidade de frutas podres avançava para a próxima fase e ganharia o prêmio no final. É basicamente isso. Enquanto por outro lado, você tem a situação do Iron Maiden, onde nós criamos nosso próprio nicho, nossa identidade, e nós resistimos ao resto do mundo para tentar mudá-lo, pois nós existimos e não nos adaptamos artisticamente a qualquer outro regime, exceto o nosso próprio.

Assim, há um conceito puramente artístico no centro de tudo. Agora, para torná-lo possível, temos um robusto mecanismo de defesa, composto por empresários, advogados e esse tipo de gente. Assim que alguém vem e diz: "Ei, criamos um perfume"! Dizemos: "Não". "Mas por que vocês não ganham um monte de dinheiro?" E dizemos: "Ok, mas isso é um lixo".

Então, assim que fazemos coisas que achamos que são adequadas, quero dizer, se com isso podemos fazer algum dinheiro, nós olhamos para essas coisas com muito cuidado. Nós protegemos o que é nosso, não só a nossa imagem. Por que como pessoas não temos uma imagem. De verdade? Me refiro em termos de ser uma celebridade e todo esse tipo de coisa. Sair em boates e em revistas. Nós não fazemos nada disso, e não queremos. Desejamos isso para outras pessoas que definem sua marca dessa maneira. Algumas pessoas possuem uma imagem que se baseia nisso, e é isso que estão vendendo, suponho eu. Mas nós não fazemos isso.

A arte, se você quiser, pode ser recíproca com a nossa base de fãs, nosso nicho. É como eu poder fazer algo sobre: "sei falar de negócios", "sou um piloto de avião" e coisas assim, porque realmente não está em conflito com o que acontece com o Iron Maiden, e não é por não estar relacionado, na verdade, é algo totalmente separado. Mas isso é algo a ser aprendido, eu aprendi em termos, percebendo como eu me aproximo, ou outras coisas que eu faço. É como, por que eu quero estar em qualquer coisa na qual estou envolvido? Eu quero estar na Hello Magazine (Revista de Fofocas), ou eu quero estar com a integridade do Iron Maiden?

Eu não sei com qual opção eu me sinto mais confortável. Eu me sinto confortável em dizer "não". Eu me sinto mais confortável mudando as coisas, porque elas não estão bem. Depois, alguém vem e diz... sim, sim, sim, qualquer relação com a mídia é boa. Isso é um absurdo, pois não é verdade.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 17 de novembro de 2015

Iron MaidenIron Maiden
Show do Ghost é melhor, diz reportagem

781 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa465 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela428 acessosThunderstick: ex-batera do Samson e Iron Maiden lançará novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Rock e MetalRock e Metal
Algumas das melhores duplas de guitarristas

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Curiosidades sobre a voz por trás do Iron Maiden

Iron MaidenIron Maiden
Essa não é a última turnê e 2018 trará surpresas

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

PanteraPantera
O surreal e constrangedor funeral de Dimebag Darrell

Heavy MetalHeavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

Top 5Top 5
Os roqueiros mais chatos da história

5000 acessosAnos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs5000 acessosLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?5000 acessosReligião: pastor americano acusa Pantera, Sabbath e Priest de satanismo4020 acessosMetal Nacional: as 10 melhores músicas de 20155000 acessosSystem Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músico

Sobre Igor Soares

Brasiliense de nascimento e piauiense de coração, Igor é Geógrafo e Desenvolvedor Web. Acessa o Whiplash.Net desde os primórdios e o Iron Maiden, sua banda favorita, é uma das razões dele ter se tornado colaborador do site.

Mais matérias de Igor Soares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online