Nightwish: Floor Jansen interpreta muito bem o repertório

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 06/01/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

37 acessosEm 30/11/2011: Nightwish lança o álbum Imaginaerum5000 acessosMetallica: a capa do "Death Magnetic" lembra uma vagina?

Brendan Crabb da revista australiana Loud, conduziu uma entrevista com Marco Hietala, baixista/vocalista do NIGHTWISH. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Loud: Esta é a terceira turnê da banda pela austrália e com vocalistas diferentes em cada ocasião. Como é ter a vocalista holandesa, Floor Jansen, na banda?

Marco: Estamos indo muito bem juntos. Quero dizer, eu já a conheço há dez anos, quando nós fizemos uma turnê juntos. Em 2002, o AFTER FOREVER abriu para o Nightwish e eu a conheci. Sabíamos que, quando tivéssemos uma espécie de emergência, ela seria uma vocalista capaz de nos ajudar, e não só isso, ela seria capaz de substituir alguém rapidamente. E ela realmente fez, então ela tem o meu respeito como profissional e pela forma como ela tratou este convite. Ela realmente se adaptou muito rápido. Então, tudo está bem.

Loud: Ela não está acostumada com o repertório da banda, que obviamente foi escrito com as outras vocalistas. Você acha que ela se aproxima das canções de uma forma um pouco diferente de suas antecessoras?

Marco: Bem, é claro, você tem que deixar um espaço suficiente para a vocalista fazer suas próprias interpretações nas canções. É apenas uma questão de física, certas coisas realmente se encaixam melhor em algumas pessoas. Como um vocalista, eu sei que se tratando de pequenas coisas também, você tem que ter um espaço suficiente. Mas eu acho que ela conseguiu dar uma perspectiva muito agradável e pessoal nas músicas que ela executa ao vivo. Estou realmente satisfeito com a forma como ela faz.

Loud: Parece que a banda está caminhando lentamente quanto a este processo, levá-la em turnê e ver como ela se encaixa na banda, sem falar ainda da pressão de ter que tomar uma decisão final.

Marco: Sim, este é o negócio, quando você precisa mudar de vocalistas no meio da turnê, você realmente se dá ao luxo de fazer planos imediatos. Como, "Vamos fazer os shows e ver como ela vai ser", e realmente conhecer um ao outro nos bastidores, sentados nos pubs e bares, ônibus e aviões e tudo mais. Tudo isso é para ver como as coisas se encaixam. De modo que é uma espécie de luxo que nunca tivemos antes, podermos fazer os shows e tudo mais e depois tomar uma decisão com base no quanto nos damos bem.

Loud: Quanto Anette Olzon saiu, eu fiquei sabendo que o tecladista Tuomas Holopainen, foi perguntado em uma entrevista sobre ela e sua resposta foi que a declaração que a banda emitiu no momento, dizia tudo o que eles queriam dizer ao público sobre a divisão. Você aprendeu alguma coisa com a maneira com que Tarja Turunen deixou a banda se aplicando à situação com Anette?

Marco: Sim, aprendemos que provavelmente é melhor se você não entra em muitos detalhes pessoais, e necessário mentir. Nós concordamos que desta vez iria ser desta forma, a fim de não criar muito aborrecimento da mídia, o que foi muito impressionante na época com Tarja, quando ela saiu. Ficamos seis meses na Finlândia sem dar entrevistas e ainda com a imprensa querendo algo para publicar todos os dias. Então, sim, desta vez nós queríamos manter de uma forma mais simples.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:
http://www.loudmag.com.au/content/nightwish-passion-for-the-...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

TarjaTarja
"From Spirits And Ghosts" sai em novembro; ouça prévia

37 acessosEm 30/11/2011: Nightwish lança o álbum Imaginaerum1107 acessosAnette: vocalista retorna com novo projeto, "The Dark Element"2995 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade76 acessosEm 26/09/2007: Nightwish lança o álbum Dark Passion Play0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

NightwishNightwish
Seria esse cara o maior fã de todos os tempos?

Arch Enemy e NightwishArch Enemy e Nightwish
Muito além das diferenças

NightwishNightwish
Floor e a dificuldade em lidar com lado suave da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"


MetallicaMetallica
A capa do "Death Magnetic" lembra uma vagina?

ReligiãoReligião
Top 10 citações sobre Deus e o Diabo

The DoorsThe Doors
A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

5000 acessosRatos de Porão: O elogio de João Gordo aos garotos do Restart5000 acessosLemmy: "Coleciono apenas material nazista, não as ideias"5000 acessosBlues Pills: conheça o novo Led Zeppelin5000 acessosMax Cavalera: dez álbuns que marcaram o vocalista/guitarrista5000 acessosJethro Tull: Ian Anderson fala sobre sua sexualidade5000 acessosDeezer: as bandas de rock brasileiras mais ouvidas lá fora

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de janeiro de 2013


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online