Matérias Mais Lidas

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemHalford relembra o dia que caiu em pegadinha armada por Tony Iommi e Geezer Butler

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs


Stamp

Halestorm: "Nunca levei ser uma garota na banda como negativo"

Por Fernando Portelada
Fonte: Blabbermouth
Em 05/09/13

O Total AC Blog recentemente conduziu uma entrevista com a vocalista do HALESTORM, Lzzy Hale, um trecho desta conversa pode ser visto abaixo.

Total AC Blog: Como é ser a garota entre os caras? Vocês sente que precisa de um tempinho de meninas ou você gosta?

Lzzy Hale: "Eu gosto! Muito estrogênio faz tudo ficar um pouco estranho. Eu passo tanto tempo com os caras, que fico literalmente louca se tem muitas mulheres por perto. Nós normalmente não fazemos turnês com um bando de garotas. A última turnê que fiz consistentemente com outra garota, foi a Carnival Of Madness, no ano passado com Amy Lee [EVANESCENCE]. Nos primeiros cinco minutos de conversa, falamos de sapatos, maquiagem, garotos, todas estas coisas sobre o que eu nunca falo saíram de mim! Os caras na minha banda ficaram: 'Você se torna uma pessoa diferente quando Amy está por perto.' Eu gosto de ser uma garota, eu gosto de estar com meus amigos. Todos nos encontramos no meio disso. Eles não são super agressivos, eles tem na verdade uma ótima higiene [risos] e na maior parte do tempo eles gostam das coisas que eu gosto também. Eu acho que isso vem de crescermos juntos. Eu nunca levei ser uma garota na banda como algo negativo. É legal me destacar como um dedão inchado em qualquer formação e é legal torturar os caras porque você pode usar salto alto e eles não. É muito divertido."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Total AC Blog: "Você é um modelo para muitas fãs. Como você se sente quanto a isso? Você fica assustada ou leva isso numa boa?

Lzzy Hale: "Eu sempre fico no lado da honestidade. Estou certa de que vou dizer alguma coisa estúpida no Twitter ou algo assim. Se já não tiver dito. De qualquer forma, seja uma má influência, ou uma boa influência. Não vou fingir ser algo que não sou. Dá muito trabalho manter esta estranha fachada. as pessoas meio que se ligam a mim porque eu represento algo para certas pessoas e isto é incrivelmente lisonjeiro. De começo isso me assustou um pouco, ao ponto de eu ficar: 'Será que eu devo falar isso?' Eu acho que a diferença entre o primeiro e o segundo disco foi como uma batalha sobre isto na minha mente. No primeiro disco foi tudo muito limpo e um pouco vago. Eu estava tentando entender se eu devia dizer o que queria dizer, se eu ia receber cartas raivosas dos pais. No último disco que fizemos, "The Strange Case Of..." é somente, na falta de um melhor termo, eu simplesmente disse: 'foda-se'. E escrevi o que eu queria. Acho que as pessoas gravitaram mais ao redor da honestidade do que se eu estava tentando ser esta pessoa mais limpa. Com sorte eu não traumatizei muitas pessoas! É realmente lisonjeiro, porque várias garotas vão aos nossos shows e estão começando suas bandas e tocando guitarra e compondo suas músicas. É realmente legal para mim. Eu não tive muito disto quando estava crescendo [...] é legal subir no palco e ver estas garotas. Estou orgulhosa."

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Halestorm lança versão acústica do single "The Steeple"


Gibson: Estou apaixonado(a)... por minha guitarra!


Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada.