Skid Row: Rachel Bolan não quer saber do livro de Sebastian Bach

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Niclas Müller-Hansen, da Metalshrine da Suécia, recentemente conduziu uma entrevista com o baixista do SKID ROW, Rachel Bolan. Alguns trechos desta conversa estão disponíveis abaixo.

Sem contar o novo, você tem algum álbum favorito do SKID ROW, onde você acha que realmente acenderam todos os cilindros?

Rachel: "'Slave To The Grind' é um deles. Foi nosso único álbum em 1º lugar, mas não chegou a ser um dos meus favoritos. Nós mudamos nosso som para outra direção. Nós éramos sempre um pouco mais pesados do que aas outras bandas da época, e quando 'Slave To The Grind' saiu foi como: 'Ok, esses caras são mais do que uma hair band. Eles são uma banda de Hard Rock.' Quando Johnny [Solinger, vocal] se juntou à banda, nós fizemos "Thickskin" que foi tipo: 'Ok, nós fizemos um pronunciamento.' Primeiramente pelo nome, temos casca grossa. Nós sabíamos que teríamos que aguentar um bando de merda, mas estávamos muito envolvidos no álbum, Johnny, Snake, eu e Scotti. Estávamos tão envolvidos em cada faceta deste disco que dormíamos na casa de Snake. Nós acordávamos, fazíamos café e descíamos para o estúdio para ensaiar e compor. Nós vivemos este disco. [...]"

publicidade

Você vai ler o livro de Sebastian [Bach, ex-vocalista do SKID ROW]?

Rachel: "Não. [risos]. Não tenho a mínima vontade. Tenho certeza que todos vão me contar sobre o conteúdo. [risos]."

Você planeja escrever seu próprio livro?

Rachel: "Sim, estou na verdade trabalhando com um cara. Falar sobre algo é exaustivo. Ele é um amigo meu e o conheço há dois anos. Ele está em Boston e passamos a semana juntos. No primeiro dia nós fizemos cerca de seis horas e minha cabeça estava tendo dificuldades em lembrar de tudo. O meu será sobre as coisas positivas que aconteceram comigo e com os amigos ao meu redor e com as pessoas que tive sorte de conhecer. Será um livro bem positivo com histórias engraçadas. Não estou aqui para falar mal de ninguém, não é meu estilo. [...]"

publicidade

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palcoIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco

Metal Progressivo: os dez melhores álbuns do estiloMetal Progressivo
Os dez melhores álbuns do estilo


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin