Vinil, CD ou arquivos: Quem vence esse embate histórico?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Danilo F. Nascimento, Fonte: VOX, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O site VOX analisou a diferença e as peculiaridades, tanto de cds, quanto de vinis, chegando a uma contestada conclusão: O vinil é ótimo, mas não é melhor que o cd.

5000 acessosRamones - Perguntas e Respostas5000 acessosVocalistas: algumas das grandes vozes do rock

A volta do vinil têm sido celebrada no mundo inteiro, é um formato ótimo, nostálgico, mas no que tange à qualidade sonora, está muitos passos atrás do cd. Não há como comparar algo analógico com algo digital. O que pode-se discutir é a qualidade dos artistas de hoje, em relação à artistas do passado.

Se o Led Zeppelin gravasse o seu álbum homônimo hoje, de forma digital, ele seria ainda melhor, no que concerne à qualidade sonora. Assim como se o Justin Bieber gravasse "Believe" no passado, de forma analógica, ele seria ainda pior.

Além do vinil e o do cd, outros formatos de distribuição de músicas também estão em voga, como é o caso do MP3.

Vantagens e desvantagens do vinil:

No vinil, as ondas sonoras são analógicas, assim como é a gravação do vinil. Isso quer dizer que não há muita perda entre a gravação e a reprodução. Por isso muitos alegam que o som do vinil é mais encorpado e mostra mais detalhes. Por ser um processo analógico, a equalização tem mais graves naturalmente por isso fica mais aparente.

Entretanto, isso não quer dizer que o som tenha mais qualidade. Se o CD tem uma taxa de amostragem de 44 KHz a 16-bit, o vinil teria 16 KHz a 8-bit.

O vinil é fisicamente limitado em alguns aspectos. Primeiro, no quesito "alcance dinâmico", que no caso do vinil é extremamente limitado.

(Observação - O alcance dinâmico é a diferença entre a nota mais alta e a mais suave).

E em segundo lugar, no quesito "frequência", pois a qualidade de frequência do vinil não é universal, é variável.

A sonoridade do vinil soa melhor em músicas com notas mais baixas, pois se as notas das canções forem muito altas, a agulha têm dificuldade de seguir/reproduzir, o que contribui para que hajam distorções significativas na sonoridade das canções. Por exemplo, tente ouvir letras, cujas consoantes (s,z, etc) sejam cantadas de forma aguda, a distorção será nítida.

Por possuir mais groove e graves mais claros e limpos, os vinis são os favoritos dos dj's de música.

Vantagens e desvantagens do CD:

Os cds dependem da amostragem de um sinal analógico, bem como possuem algumas limitações no que tangem o quesito "frequência". Enquanto no vinil a codificação ocorre em uma onda de áudio wave, no cd essa codificação de amostragem de áudio precisam ser captadas de várias formas e pontos diferentes, ao contrário do vinil, que consegue a captação por meio de apenas um ponto, por isso um cd jamais conseguirá apresentar o groove que o vinil apresenta, e esta uma das poucas vantagens do analógico em relação ao digital.

Por outro lado, o cd apresenta um volume de amostragem suficiente para soar mais clara e definida ao ouvido humano.

A taxa de amostragem dos cds é de 44,1, o que significa que as gravações de cd podem ser capturadas em até 44.100 vezes por segundo, e podem capturar frequências de 20 KHZ.

E esta frequência é o máximo que o ouvido humano pode ouvir, o ouvido humano é claro, porque em tratando-se de cachorros, por exemplo, ainda é uma frequência baixa, pois eles possuem uma audição 4 vezes maior do que a nossa, e provavelmente ouvem até a nossa respiração com clareza.

Gravações acima de 21 kHz, só pra cachorros. Isto não significa que os 20 Khz que o cd alcança seja digno de uma frequência fora de série, não, não é isto, a frequência do cd apenas é mais nítida e clara para o ouvido humano.

Além disto, em estúdio de gravação não há microfone captem mais do que 20 Khz.

MP3:

Tudo depende da sua taxa de compactação. O MP3, assim como a de CDs e DVDs, capta as ondas sonoras e converte em arquivos. Acontece que na gravação digital não é possível acompanhar as "curvas" das ondas sonoras, portanto são gravadas com um certo intervalo, definido pela compactação. Quanto maior a compactação, maior o intervalo, e menos nuances a gravação capta.

Veja na figura acima. A linha preta é o som original, analógico. A linha azul representa uma gravação com alta compactação, a vermelha com uma menor. Note que a azul não acompanha tanto as curvas do som como a vermelha.

A compactação tira faixas dinâmicas que em tese o ouvido humano não escuta, por isso as pontas são achatadas. Ou seja, um arquivo digital sem nenhuma compactação, como é o caso do WAV, vai mostrar todas essas curvas, ou seja, a mesma qualidade do CD. Hoje há formatos como o FLAC, que possuem compactação, mas pouca. Ainda são maiores que um MP3, mas bem menores que um WAV.

Portanto, pode-se concluir que, em termos de qualidade sonora, o cd é sim melhor do que vinil e MP3.

Mas, o que as pessoas preferem?

Se levarmos em consideração o crescimento em vendas de cópias digitais, bem como a praticidade que isto traz, as pessoa tendem a preferirem as cópias digitais, sejam MP3 ou WAV.

Mas isto chega a ser uma comparação injusta, pois não dá colocar um cd ou vinil no ipod e sair ouvindo no meio da rua. As pessoas de hoje são mais dinâmicas, vivem em um mundo onde a correria e a praticidade caminham juntas, e neste mundo, para elas, é importante ter a música disponível no bolso.

Não é a toa que as pessoas escutam música, apenas ouvem. E a diferença entre ouvir e escutar é clara. Ouvir é quando ouves música fazendo outras coisas paralelamente, e escutar é dar atenção apenas ao álbum que está ouvindo.

A música está banalizada, as pessoas ouvem uma música de um determinado artista, e se não gostarem, já formulam um julgamento negativo sobre o artista, sem sequer ouvir a sua obra, tudo isso devido à pressa e a praticidade de poder ouvir tudo que quiser a qualquer hora por meio da internet.

E é exatamente por isto, que vinil e cd não conseguem competir com cópia digital, no que tange ao gosto particular da maioria das pessoas.

Os engenheiros de som Geringer e Dunnigan, apresentaram gravações feitas de forma analógica (vinil) e gravações concebidas digitalmente (cd) a um grupo de produtores de gravadoras, sem avisá-los quais gravações eram digitais e quais eram analógicas.

O resultado foi um massacre, pois a maioria esmagadora dos produtores preferiram a gravação digital, sem saber se estavam votando em gravações digitais ou analógicas. Ao ouvir as gravações, os produtores relataram que as gravações digitais eram de uma qualidade ímpar infinitamente superior à qualidade das gravações analógicas que haviam ouvido anteriormente.

Segundo eles, a gravação digital soava melhor em todos os aspectos, agudos, graves, qualidade sonora, frequência, etc.

Se a qualidade do CD é maior e o MP3 permite maior praticidade, porque as pessoas ainda ouvem vinil?

Porque o vinil, além de trazer um ar retrô, de nostalgia, é o único dispositivo que as pessoas, ao pararem para ouvir, realmente escutam com atenção. Além disto o vinil preserva a gravação original, ou seja, se alguém tossiu ou espirrou no meio de uma gravação, aquilo continuará na gravação, dando um ar de visceralidade ao formato, e registrando melhor o que o artista é capaz de fazer, sem recursos computadorizados.

Quando você ouve uma gravação analógica, você a ouve do jeito que ela foi gravada, e este é o charme do vinil. Em contrapartida, no cd, em raríssimos casos as versões finais não ganham retoques de programas de edição de som.

Há inúmeros artistas hoje que só conseguem fama e sucesso porque gravam digitalmente. Muitos dos artistas de hoje não conseguiriam gravar analogicamente, pois não possuem talento suficiente para gravar em fita, sem que a gravação seja alterada posteriormente.

A gravação digital é mais precisa, mas este não é o único ponto que deve ser considerado.

Para concluir, é importante ressaltar que, cada formato têm os seus encantos. O MP3 oferece maior praticidade, o cd maior qualidade sonora, enquanto o vinil apresenta um groove melhor.

Mas nada disso adianta se sua caixa de som ou fone de ouvido não forem bons o suficiente para executar quaisquer dos 3 formatos.

Comente: Na sua opinião, qual formato tem mais vantagens?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

RamonesRamones
Perguntas e respostas e curiosidades

VocalistasVocalistas
Algumas das grandes vozes do rock

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Bon Scott, do AC/DC, muito antes da fama

5000 acessosBlack Sabbath: a polêmica capa do polêmico Born Again5000 acessosSlash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais3816 acessosGrammy: artistas amados que nunca ganharam um5000 acessosMetallica: velhinho viraliza com "For Whom The Bell Tolls" ao volante5000 acessosGuns N' Roses: as participações em filmes e trilhas sonoras

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 28 de abril de 2014
Post de 29 de abril de 2014
Post de 26 de dezembro de 2016


Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online