Matérias Mais Lidas

imagemSteve Grimmett: vocalista do Grim Reaper morre aos 62 anos

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemAs 10 melhores músicas "lado b" da carreira solo de Dio, em lista do Metal Injection

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa


Dream Theater 2022

Vinil: maior coleção do mundo está à venda - mas ninguém quer

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 30/05/14

Quer ser o dono da maior coleção de discos do mundo, um impressionante arquivo histórico que inclui mais de 3 milhões de discos de vinil? Bem, você vai ser o primeiro.

"É um triste sinal dos tempos", diz Paul Mawhinney, residente da cidade de Pittsburgh, proprietário da gigantesca coleção de discos e ex-dono da Record Rama. Que tem tentado vender sua coleção sem par faz mais de uma década.

Claro, dinheiro, preservação e armazenagem podem ser empecilhos para potenciais compradores, mas ele diz que o maior obstáculo tem sido fazer com que as pessoas se importem: ‘Basicamente, ninguém está nem aí. ‘

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A enorme coleção de Mawhinney, que inclui raridades únicas como uma compilação nunca lançada dos Rolling Stones e um disco achatado de 1881, foi avaliada em torno de 50 milhões de dólares, mas mesmo pela bagatela relativa de 3 milhões [praticamente um dólar por disco], ele não tem conseguido achar ninguém interessado em comprá-la, conforme diz o site Gizmodo.

Mawhinney construiu ‘O Arquivo’, como ele chama amorosamente, pela maior parte de sua vida, principalmente enquanto administrava sua própria loja de discos, a Record Rama, onde ele nunca vendia a última cópia de um álbum ou single, e, ao invés disso, destinava-a a sua coleção. Mas agora, devido a sua idade, sua condição de legalmente cedo, e problemas de saúde como diabetes, ele quer achar uma casa para sua coleção. Contudo, como um deprimente sinal dos tempos, onde o valor monetário da música foi severamente depreciado aos olhos e ouvidos de um público proficiente no digital que pode acessar música de qualquer lugar, a um custo de mínimo a zero, os 3 milhões de discos de Mawhinney são indesejados; tal como documentado pelo cineasta Sean Dunne.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O morador de Pittsburgh tentou a rota moderna tradicional – vender o arquivo no EBAY em 2008, mas isso levou a um fracasso frustrante. Um comprador irlandês fez um depósito de caução de 300 mil dólares após vencer um leilão com um lance de US$ 3.002.150, até que foi revelado que se tratava de um golpe feito através de uma fraude de identidade, como o jornal inglês The Guardian denunciou.

Outras ofertas para o Arquivo deram com os burros n’água, incluindo um comprador onlline que ofereceu US$ 28.5 milhões, e até mesmo a Biblioteca do Congresso dos EUA, mas restrições orçamentárias a forçaram a dar pra trás. "Eles me partiram o coração. Eles quebraram meu espírito. E eu disse a eles para que nunca mais me ligassem", diz Mawhinney.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?

Audiofilia: fones da Apple são pior meio para se ouvir música

Queensryche: La Torre diz que odeia a indústria e que vida de músico não é fácil

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.