Slayer: Gary Holt se nega a imitar solos de Jeff Hanneman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth
Enviar Correções  

Em entrevista com a Loudwire , Gary Holt falou sobre a primeira vez que viu o Slayer ("provavelmente na época do 'Show no Mercy', não lembro de ter ouvido demos nem nada parecido. Eu e Paul Baloff - falecido vocalista do Exodus - achamos estranho uma banda assim vir de Los Angeles e não ter o visual glam típico da época"), como ficou sabendo da morte de Jeff Hanneman ("Alguém me mandou uma mensagem de texto, não lembro quem foi, e eu liguei pra Kerry King, que confirmou"), sobre o estilo de tocar de Jeff ("ele fazia as coisas de seu jeito próprio, alguns dizem que eu devia solar que nem ele, mas não seria justiça para com seu legado. E se fosse pra tocar igual, tem zilhões de bandas cover do Slayer muito mais competente que eu para copiar o trabalho de Hanneman") e se Hanneman era fã do Exodus ("teve uma vez na França que ele veio nos ver, foi uma honra muito grande, Jeff nunca saía do ônibus para ver alguém tocar").

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Veja abaixo o vídeo com a entrevista (em inglês)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos

Freedom of Expression: o tema do Globo RepórterFreedom of Expression
O tema do Globo Repórter


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Goo728 Goo336 Cli336