Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemNoel Gallagher relembra o dia em que foi ao show de uma banda cover de Oasis

imagemAngra: Luis Mariutti conta sobre atritos entre Andre Matos e Rafael Bittencourt

imagemRobert Plant confessa de qual música o Led Zeppelin tirou "Gallows Pole"

imagemO hit do Blind Guardian inspirado em história que deixou banda de queixo caído

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemPaul Stanley, do Kiss, fala sobre os shows da reunião do Pantera


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Go Ahead And Die: "Não me importo em ser comparado com meu pai", diz filho de Max

Por Emanuel Seagal
Postado em 13 de junho de 2021

Igor Amadeus, integrante da banda GO AHEAD AND DIE, banda formada com seu pai, Max Cavalera (ex-Sepultura, Soulfly), foi entrevistado pelo jornalista Gustavo Maiato, com quem falou sobre o disco de estreia do grupo, lançado no dia 11 de junho pela Nuclear Blast Records, e a relação com seu pai. Confira alguns trechos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Gustavo Maiato: Como é lidar com essa comparação com o seu pai? Você lida bem com isso?

Igor Amadeus: Quando eu era mais novo... Comecei no mundo da música com uns 15 anos. Nessa época, isso me incomodava. Já é difícil ser um músico, mas é mais complicado ainda quando as pessoas têm expectativas sobre você. Sempre fui muito punk rock, não tenho educação formal na guitarra. Sou autodidata, não me considero uma criança prodígio nem nada! Gosto de música pesada e toco. Muitas pessoas esperam que eu soe tipo o "Beneath the Remains" ou o "Arise". Isso me incomodou um pouco na época, mas quando fiquei mais velho, desenvolvi meu próprio estilo. Não me importo mais, sei que as pessoas farão essa conexão, não importa o que eu fizer. Minha outra banda, o Healing Magic, é completamente diferente do Go Ahead And Die, e diferente de tudo que meu pai fez, mas ainda sim é comparada com ele. O lance é fazer a música que quero e não me importar muito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Max Cavalera: "Devemos usar nossa música como arma"

Gustavo Maiato: Falando sobre seu pai, quais seriam os três discos que ele gravou que você mais curte?

Igor Amadeus: Gosto muito do álbum "Point Blank", que ele lançou no projeto Nailibomb. No Soulfly, amo o primeiro disco, o "Soufly I". Vejo como um disco em que meu pai estava muito vulnerável e estava se descobrindo. Agora, na época do Sepultura, é difícil, são muitos bons. Meu favorito acho que seria o "Beneath the Remains", é uma boa mistura do thrash dos primeiros discos, mas com algo mais moderno.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira a entrevista completa em:
https://gustavomaiato.com.br/post/61608-entrevista-igor-amadeus-go-ahead-and-die

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Max Cavalera conta como morte do pai mudou para sempre a sua vida

Max Cavalera: saiba porque ele dedica seus álbuns a Deus (vídeo)

Max Cavalera: "adoro conhecer bandas novas, não quero ser um velho que só ouve anos 80"

Doors - Perguntas e Respostas

Iron Maiden: quanto tem de patrimônio cada um dos integrantes da banda?


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais matérias de Emanuel Seagal.