Matérias Mais Lidas

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemO dia que Roberto Justus disse a João Gordo que nunca bebeu uma gota de álcool na vida

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemEdu Falaschi critica apresentador do SporTV por crítica à CR7: "Falar até papagaio fala"

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemO segredo do sucesso do Metallica, na opinião do guitarrista Kerry King

imagemJulian Lennon relembra quando Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para ele

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemTarja Turunen diz que era um patinho feio na cena do metal

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagemTuomas Holopainen achou que o Nightwish fosse acabar após saída de Marko Hietala


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Yngwie Malmsteen: a diferença entre novo álbum Parabellum e anteriores, segundo ele

Por Igor Miranda
Fonte: Guitarload
Postado em 15 de setembro de 2021

O guitarrista Yngwie Malmsteen lançou um novo álbum, "Parabellum", no último mês de julho, pela Music Theories Recordings / Mascot Label Group. Trata-se do 22º disco da carreira de um músico que, certamente, tem um estilo bem definido.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, houve algumas diferenças no processo de composição e gravação de "Parabellum". O próprio Malmsteen contou, em entrevista exclusiva a este que vos escreve para a edição 116 da revista online Guitarload, as principais distinções em seu último ciclo criativo.

Basicamente, o guitarrista teve mais tempo para trabalhar no disco. "Tive um ano em vez de dois meses", revelou o artista, que assume os vocais de quatro músicas do trabalho - as outras seis são instrumentais.

Confira, a seguir, um trecho do bate-papo:

Igor Miranda: É impossível ignorar a situação atual, então é preciso perguntar: como que se sente lançando um álbum durante a pandemia?

Yngwie Malmsteen: "Bem, não há muita diferença para mim. O processo de composição foi como sempre. Saía pra dirigir na minha Ferrari, jogava um pouco de tênis, ia para o estúdio de gravação e esperava a mágica acontecer. A grande diferença, obviamente, foi que não pude fazer turnê, algo que normalmente faço muito. Essa foi a única diferença. Eu também tive mais tempo para trabalhar no disco, sabe? Tive um ano em vez de dois meses".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

IM: Sei que é cedo para perguntar, mas como que o público tem reagido a essas novas músicas?

YM: "Pelo que vi tem sido ótima, o que me deixa muito feliz. Fico muito feliz que pessoas gostem. Não sou alguém que muda o que faz. Se você tenta agradar a todo mundo, acaba agradando ninguém. Estou tentando criar coisas que estão entre as melhores coisas que sou capaz de fazer - e se as pessoas curtirem, é maravilhoso".

IM: Você mencionou antes que você não pôde cair na estrada - obviamente por causa da pandemia -, então deu para passar mais tempo no estúdio, tanto para compor quanto para gravar. O quanto você acha que o disco se beneficiou disso? Poderia nos dar um exemplo?

YM: "O negócio é que você tem mais tempo, mas é preciso usá-lo com sabedoria para não acabar com a inspiração. Por exemplo, não dá pra entrar no estúdio e ficar regravando coisas várias vezes. Não vai melhorar. Então o que eu fiz foi aproveitar o luxo de poder pegar as canções e viver com elas, botar elas pra tocar no carro, pensar onde cada parte vai melhor, onde colocar solos. Eu tirei tempo para analisar tendo o cuidado para não me perder nessa análise".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa com Yngwie Malmsteen pode ser lida na edição 116 da revista Guitarload, que é digital e gratuita. Para conferir a íntegra, acesse o site da publicação.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Lift Detox
Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A crítica de Bruno Sutter ao show de Malmsteen: "Espero que termine tocando em boteco!"

Yngwie Malmsteen rebate produtora e diz que não atrasou show de propósito

Yngwie Malmsteen atrasou de propósito para prejudicar bandas de abertura, diz produtora

Guitarrista do Muse até tentou seguir os passos de Malmsteen, mas foi para outro caminho

Quem é melhor: Eddie Van Halen ou Yngwie Malmsteen? Gene Simmons responde

Os 4 guitarristas listados por Yngwie Malmsteen como seus favoritos

Yngwie Mamlsteen diz que ex-vocalistas de sua banda sentiam como se fossem Elvis Presley

Malmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante

Barulho Infernal: guitarristas fodões dão dicas fodas

Doors - Perguntas e Respostas

Iron Maiden: quanto tem de patrimônio cada um dos integrantes da banda?


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.