Matérias Mais Lidas

imagemO álbum que chocou colégio de freiras de Rafael Bittencourt e foi "libertador"

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemRaimundos: A surpreendente maneira como Digão conheceu Rodolfo, segundo o próprio

imagemDez bandas de rock e metal que gravaram versões para músicas de outros estilos

imagemAxl Rose faz piada de gosto duvidoso sobre incidente com microfone

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemEmpresária do Judas Priest conta como foi o encontro de K.K. Downing com ex-companheiros

imagemBandas de heavy metal que lançaram discos em quatro décadas diferentes

imagemA incrível história de quando Whitesnake quase contratou guitarrista ícone do rock cristão

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemJohn Frusciante conta como Keith Richards ajudou a moldar o som do "Blood Sugar Sex Magik"

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão


Stamp
Summer Breeze

Krisiun e Nervochaos: produtor relembra detenção em Bangladesh

Por Emanuel Seagal
Postado em 03 de setembro de 2021

Edu Lane, baterista do Nervochaos, e responsável pela Tumba Productions, participou do Colisão Podcast, onde relembrou a turnê que o Nervochaos fez com o Krisiun na Ásia em 2017, e acabaram barrados ao chegar em Bangladesh. Confira abaixo a transcrição da entrevista feita pelo Whiplash.Net.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"A gente juntou as duas bandas (Nervochaos e Krisiun) para fazer uma turnê latino-americana, que foi super bem sucedida e aí os produtores da Ásia queriam o pacote, e levaram a gente pra Ásia. A gente foi pra Ásia, fizemos, se não me engano foi Jacarta, o primeiro show, que a gente fez ali na Indonésia. Estávamos voando pra Bangladesh, pra fazer o segundo show, se não me engano. E a gente tinha visto, estava tudo nos conformes, vamos dizer assim. Tomamos algumas precauções que sempre costumamos tomar antes de viajar e quando a gente chegou no aeroporto já fomos detidos, com os passaportes tomados e a gente ficou umas horas lá dentro, com a polícia mesmo, de lá, local. Depois a gente conseguiu o consulado brasileiro, que veio e tirou a gente de lá."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Depois o pessoal do consulado brasileiro falou que o ministro tinha decidido cancelar, revogar os nossos vistos e que se aparecêssemos no país era pra ter ordem de prisão, e era pra usar a gente como exemplo, pois segundo ele somos a 'geração degenerada', que vai contra as morais e bons costumes do país, da religião deles, só que a gente não sabia de nada disso, senão a gente nem teria ido pra lá. Estávamos voando quando ele decidiu isso, e quando a gente aterrissou, aconteceu o que aconteceu."

"Foi por isso, foi porque a gente tem tatuagem, usa camiseta de banda, fala sobre, sei lá, satanismo, fala algumas coisas assim."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"É o rock, entendeu? O rock é pra ser libertador, é pra ser questionador e por eles viverem num país, vamos dizer, numa ditadura, eles não querem que os jovens questionem ou contestem, e o rock é um dos veículos que faz as pessoas acabarem pensando e questionando o seu sistema."

Krisiun e Nervochaos: Bandas barradas pela imigração em Bangladesh

A entrevista na íntegra pode ser conferida no player abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy
Lift Detox


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Moyses Kolesne, do Krisiun, homenageia Erasmo Carlos; "Quando era criança, ouvia muito"

Brothers Of Metal: irmãos que tocam (ou já tocaram) na mesma banda

Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Max Kolesne e Dave Lombardo: bateria não pode sobrepor guitarra

Vírgula: o primeiro show da vida de alguns rockstars brasileiros

Históricas: Fotos de encontros inusitados entre rockstars

Raul Seixas: O clássico inspirado em Dylan que driblou censura e criticou Roberto Carlos


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais matérias de Emanuel Seagal.