Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemIggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

imagemKiko Zambianchi foi proibido de ir no Silvio Santos após apresentador errar seu nome


Stamp
Summer Breeze

Novo produtor do Slipknot esperava mais do grupo, afirma guitarrista

Por Emanuel Seagal
Postado em 01 de outubro de 2022

Jim Root e Mick Thomson, guitarristas do Slipknot, foram entrevistados por Jon Wiederhorn, da revista Guitar World, e falaram sobre as gravações de "The End, So Far", o sétimo álbum do grupo. Na conversa, a dupla abordou as dificuldades que encontraram durante a pandemia, e a reação de Joe Baressi, produtor americano que já trabalhou com nomes como Tool, Queens of the Stone Age, Bad Religion, Judas Priest e Nine Inch Nails.

Foto: Roadrunner
Foto: Roadrunner

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Muita coisa estava acontecendo o tempo todo e nada parecia real. Agora quando penso nessas coisas, e no que gravamos, é quase como um sonho. É assim que tudo tem sido pra mim, já que não podíamos fazer uma turnê devido à pandemia", afirmou Mick Thomson.

Segundo Jim Root o novo disco é mais sombrio e caótico do que o anterior e ele não ficou satisfeito com o processo. "Ninguém teve tempo para ensaiar junto. Se tivéssemos que reescrever partes das demos tinha que ser na hora, enquanto estávamos gravando o disco", afirmou. Os problemas causados pela pandemia do coronavírus, a distância geográfica entre os membros, somados ao orçamento e cronograma da gravação do disco, deixaram o grupo sem outra alternativa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Integrante do Slipknot foi cortar lenha com coach masculino para enfrentar depressão

"Estávamos todos loucos, sem nenhum tempo para pré-produção, e foi como se tivéssemos aprendendo, preparando e incrementando essa refeição enquanto a comíamos, mas costumamos trabalhar bem com pressão e gravamos um ótimo disco. A única coisa que me deixa chateado é que estávamos tão despreparados e foi a primeira vez que trabalhamos com Joe Baressi como co-produtor. Eu queria que estivéssemos 100% para trabalhar com ele. Eu senti sua frustração algumas vezes porque não estávamos bem ensaiados e prontos. Estávamos ainda compondo e trabalhando nas músicas", afirmou Jim. "Não é nossa forma preferida de fazer um disco e não é o jeito favorito do Joe de fazer um disco", acrescentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O jornalista comparou a produção do disco com um quebra-cabeça de 1.000 peças sem guia, imagem de referência e com peças que não são compatíveis. "Não é glamuroso, mas é isso mesmo. Há esse papo sobre uma visão para um disco. Na realidade, muito disso é pegar uma parte e grudar em outra e fazer isso de novo", respondeu Jim, que garantiu que tudo passa por um filtro do Slipknot.

Guitarrista do Slipknot superou radicalismo do metal e compara gênero com punk

"The End, So Far", o sétimo álbum de estúdio do Slipknot, será lançado pela Roadrunner Records no dia 30 de setembro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]

Os 25 melhores álbuns de 2022, em lista da Revolver Magazine

Assustador: fantasiado de Slipknot, garoto surfa no pai durante show

Garoto fantasiado de Slipknot faz pai de prancha de surf e curte festival nos EUA

Slipknot não deve mais lançar discos após vencer contrato com a gravadora

"Continuamos porque precisamos e queremos", diz Corey Taylor

Horóscopo Whiplash: astros do rock e do heavy metal que nasceram em novembro

Top 5 Pescoços do Metal por Ian Garbinatto, "O Cara do Metal"

O dia em que Clown, do Slipknot, armado com um bastão, assustou o vocal do Chimaira

Todos os álbuns do Slipknot, do pior ao melhor, em lista atualizada da Metal Hammer

Jim Root diz que demos do novo álbum não soavam como Slipknot

As 10 músicas mais pesadas do Slipknot, em lista da Revolver Magazine

Baixista do Tool emprestou seu baixo para Slipknot gravar música do novo álbum

Corey Taylor chama alguns fãs de idiotas: "Calem a boca e ouçam o que damos a vocês"

Soen grava cover de "Snuff", clássico do Slipknot; veja vídeo

Fatalismo e aposentadoria? Corey explica novo disco do Slipknot

Rockers: dez músicos que os fãs gostariam de ver de volta

Metallica e Korn: trocando os vocais de "The Thing That Should" e "Freak On A Leash"

Slipknot: Corey Taylor é grato ao que a banda fez por ele

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais matérias de Emanuel Seagal.