Symphonic Metal: As dez cantoras mais influentes e impressionantes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Floyd, Fonte: Confraria Floydstock, Press-Release
Enviar correções  |  Comentários  | 

Como muitos seguidores da Confraria Floydstock podem ter notado, há algum tempo, introduzi na minha rotina musical, a pesquisa pelo metal sinfônico.

3983 acessosFinlândia: as dez melhores bandas de Heavy Metal do país5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião

Passado mais de um ano ouvindo outras bandas além do tripé Nightwish, Epica e Tarja, absorvi, me surpreendi e me encantei com muita coisa, sobretudo com vozes e cantos até então por mim desconhecidos.

Resolvi elencar dentro de alguns critérios, dez cantoras do estilo que me impressionaram e expô-las aqui, a seguir, com alguns breves comentários.

10 - Anette Olzon (ex-Nightwish):

O fato de Anette encarar a batata quente de substituir a já consagradíssima no meio, Tarja Turunen, e sendo ela advinda do canto pop não lírico, mas conseguindo excelentes performances tanto no estúdio, quanto ao vivo, como na ao meu ver e ouvir, melhor canção do grupo, "The Poet and The Pendulum", já lhe garante um lugar nesta lista;

9 - Sharon den Adel (Within Temptation):

Outra que também sabe reinar duplamente, entre um canto mais acessível e algo mais lírico, Sharon vai da doce balada orquestrada até o rock acelerado, com total domínio do assunto.

8 - Ailyn (ex-Sirenia):

O grupo nórdico Sirenia traz clara a proposta de coadunar o peso viking com o canto da sereia, e Aylin enquanto esteve no microfone da banda, fez seu papel com maestria, propagando seu belo canto macio.

7 - Lisa Middelhauve (ex-Xandria)

Inicialmente por mim injustamente subestimada, Lisa Middelhauve calou minha boca após vê-la por mais tempo e atenção, numa apresentação ao vivo onde ela evoluiu toda sua versatilidade de alternar timbres, do mais mavioso, passando pelo anasalado e até mesmo um grave que primeiramente me pareceu ser até masculino.

6 - Darkyra Black (ex-Darkyra):

Esta, infelizmente eu fui ouvir depois de ler a notícia que ela estava se desligando de sua banda por esttar com um câncer aos 32 anos.

Ao ouvir o seu primeiro disco, "Dragon Tears", a canção "Cold Cold Stone" foi arrebatadora, sobretudo num dado momento onde o agudo dado pela vocalista arrepia até a alma.

5 - Marcela Bovio (ex-Elfonia e ex-Stream Of Passion):

Tanto no Elfonia onde era mais progressiva, tanto no Stream Of Passion, a categoria e elegância vocal de Marcela Bovio é indescutível. Mas definitivamente, foi a canção "Lost" que me pegou de jeito.

Sabine Edelsbacher (Edenbridge):

Uma das mais gratas surpresas musicais que tive de um ano para cá fora a estupenda banda austríaca Edenbridge e sua frontwoman Sabine Edelsbacher, que com extrema simplicidade, porém domínio absoluto de seus tons sopranos suaves, me fizera mergulhar na obra do grupo.

3 - Tarja Turunen (ex-Nightwish, hoje solo):

A rainha pioneira de tudo isso, e certamente a inspiração para todas as outras. Seria óbvio e cômodo colocá-la no topo, porém, ainda que Tarja seja a Diva-mor, canta somente no tom lírico, uniformemente, sem muitas variações, o que não faz dela menos espetacular.

2 - Floor Jansen - (ex-After Forever, ex-Revamp e Nightwish):

Floor Jansen já brilhava nas suas bandas anteriores, mas conseguiu se superar no Nightwish, sendo Tarja, Anette e ela própria numa só, conseguindo ser o que as canções precisam que ela seja, ora roqueira visceral, ora a primadonna lírica.

1 - Simone Simons (Epica):

Minha medalha de ouro é Simone Simons. A baixinha ruiva é absoluta com microfone nas mãos, navegando entre os graves e agudos, algumas vezes num curto espaço de tempo, em versos sequenciados, um primor de mezzo-soprano.

Porque música é assunto para a vida toda!

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de agosto de 2016

FinlândiaFinlândia
As dez melhores bandas de Heavy Metal do país

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Tuomas Holopainen e Johnny Depp

Separadas no nascimentoSeparadas no nascimento
Björk e Anette Olson, do Nightwish

NightwishNightwish
As singelas homenagens entre Tarja e Tuomas

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Sirenia"0 acessosTodas as matérias sobre "Epica"0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"0 acessosTodas as matérias sobre "Edenbridge"0 acessosTodas as matérias sobre "Xandria"0 acessosTodas as matérias sobre "Tarja Turunen"0 acessosTodas as matérias sobre "Within Temptation"0 acessosTodas as matérias sobre "Stream Of Passion"

Cradle Of FilthCradle Of Filth
"Pessoas chamam de satânico o que não entendem!"

O tempo não paraO tempo não para
Fotos do antes e depois de alguns rockstars

SlipknotSlipknot
Pornografia inspirou primeiro álbum da banda

5000 acessosMike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?5000 acessosNoisecreep: dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s5000 acessosLegião Urbana: ex-baixista Renato Rocha é encontrado morto.5000 acessosHeart: "Barracuda" surgiu a partir de uma insinuação incestuosa3373 acessosLoudwire: 10 momentos inesquecíveis de James Hetfield5000 acessosClassic Rock: elegendo os 10 melhores álbuns de estréia

Sobre André Floyd

Amante e ouvinte constante de música. Editor do blog Confraria Floydstock.

Mais matérias de André Floyd no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online