RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Týr: blog enumera os melhores álbuns do grupo

Por Renato Spacek
Fonte: O Caralho a 4
Postado em 11 de abril de 2011

Formado em 1998 nas Ilhas Faroe, o Týr é uma banda que mistura Viking Metal com Metal Progressivo de uma forma extremamente singular, pois além da banda fazer um som totalmente limpo - isso inclui os vocais - visam também em tocar músicas folclóricas antigas em forma de Metal. Um ponto característico do grupo é o fato de vocais masculinos predominarem em várias partes, majoritariamente nessas músicas folclóricas citadas acima.

Muitas de suas músicas são cantadas em feroês, idioma oficial das Ilhas Faroe, um estado independente da Dinamarca, porém o grupo também escreve letras em inglês. Sem dúvida alguma uma das minhas bandas preferidas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

By The Light Of The Northern Star (2009)

Lançado em 2009, é o meu disco preferido da banda e, diga-se de passagem, um dos meus discos preferidos entre todos do Metal. O disco é um pouco diferente dos anteriores por focar mais nas temáticas e no lado Viking da banda, no peso e na velocidade, dando assim um ar mais Power às músicas em certos momentos. O lado progressivo fica um pouco de lado, contudo não completamente, pois ainda temos andamentos um pouco mais complexos por parte da bateria, e as mudanças abruptas de tempo típicas do grupo. Apesar do peso e velocidade um pouco fora do normal, o lado folclórico da banda não fica de fora, pois músicas como Tróndur Í Gøtu e Turid Torkilsdóttir retratam bem esse lado do grupo e a cultura feroense.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Land (2008)

De acordo com a banda, o álbum 'Land' contém majoritariamente músicas folclóricas feroenses, mas também musicas tradicionais da Islândia e da Noruega, em forma de Metal, consequentemente, a linguagem prevalecente nesse disco é o feroes. E pode-se dizer que foi no Land que começou a mudança na músicalidade da banda, onde o progressivo com andamentos mais complexos e rebrucos começou a dar lugar pra um Heavy Metal épico, ainda com influências progressivas, que fluem com mais facilidade devido à sonoridade mais "maleável". No mais, a banda continua com linhas instrumentais bem elaboradas, coros de vozes graves que entoam cantos nórdicos e toda aquele clima Viking que a banda consegue criar apenas com guitarra, baixo e bateria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ragnarok (2006)

Misture Heavy Metal com coros nórdicos, riffs épicos, interlúdios totalmente folclóricos, músicas tradicionais europeias, adicione andamentos progressivos vocais impecáveis e obtenha como resultado o Ragnarok, terceiro disco do grupo, que mostra perfeitamente o auge e o equilibrio da mistura da banda entre Metal Progressivo, músicas folclóricos e o mais épico Viking Metal. Em "Ragnarok" a banda se mostra mais pesada, madura do que em seu disco antecessor, Eric The Red, além de ter concretizado e estabilizado seu som totalmente.

Veja imagens dos discos e da banda no link abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Týr: blog enumera os melhores álbuns do grupo


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Renato Spacek

Brasiliense e amante do Metal, reside no exterior e tem preferência pelos subgêneros Folk, Power e Groove, mas não se limita a isso, pois também aprecia outros estilos tais como Thrash Metal, Hard Rock, Glam Metal, Death Metal e Black Metal, mas é bem seletivo com os dois últimos. É baixista e conheceu o Rock através do KISS, em 1999, entretanto sua banda preferida é o Dream Theater. Fã de Tolkien, adora os Estados Unidos e a Suécia.
Mais matérias de Renato Spacek.