In The Shadows: entrevista com Benedicto Jr

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ellen Maris, Fonte: Sunset Metal Press
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda de Doom Metal, IN THE SHADOWS, que está em estúdio na pós produção de seu mais novo álbum a ser lançado no segundo semestre deste ano cedeu entrevista ao Sunset Metal Zine. Benedicto Junior, líder e tecladista da banda, fala de como o ano de 2011 foi importante para o grupo e comenta detalhes dos preparativos para o novo álbum.

Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio GarciaSlash: guitarrista escolhe seus riffs favoritos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ellen - A Banda passou por várias formações até se fixar no que é hoje. Na sua visão, como isso influenciou no desenvolvimento e personalidade musical da In The Shadows?

Benedicto Junior - Sim, tivemos varias formações e até mesmo um guitarra que veio a falecer no inicio da banda e cada mudança trazia novas experiências a banda, mas a essência sempre se manteve a mesma. Hoje, com a formação estabilizada acontece o mesmo, só que agora estamos bem mais conscientes da sonoridade. Naquele tempo, estávamos somente eu e o Marillan Ashaverus e de lá pra cá evoluímos musicalmente. Hoje, o que achávamos legal anos atrás já não é mais tanto assim e tentamos fazer o melhor em cada composição juntando aos outros membros da banda que também contribuem diretamente para esse crescimento musical.

Ellen - De quem são as composições e por que a banda assume, em sua biografia, não se prender a um "rótulo". Vocês poderiam se definir em um estilo musical?

Benedicto Junior - A maioria das composições e letras da banda são minha e do Marillan Ashaverus. Hora eu escrevo e ele faz a música, hora eu faço a música e ele a letra isso desde o inicio, mas hoje em dia todos podem compor e apresentar a banda e juntos tentaremos criar algo que soe com nosso gosto. É complicado rotular e não se prender a ele nos da uma certa liberdade de expressar o que sentimos realmente. Sempre fomos uma banda Doom Metal, mas com nosso jeito de expressar isso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ellen - Quando lançado O EP Bleeding Tears, a In The Shadows conseguiu visibilidade no exterior, mais do que no Brasil. Como vocês recebem isso?

Benedicto Junior - Sim, foi isso que aconteceu so que nunca soubemos por onde andam nossos CDs na Europa, já achei sites até na Russia vendendo eles (risos) e com o fechamento do selo perdemos o contato. Não recebemos, tivemos nossa cota e foi somente este o acordo.

Ellen - No ano de 2011, a banda deu uma alavancada. Vocês tocaram em grandes festivais, ganharam a seletiva do Metal Battle em Goiás e disputaram a final em Varginha no 13º Roça in Roll. Vocês concordam que isso se deve a "química" que ocorreu nessa formação atual?

Benedicto Junior - É verdade. 2011 foi excelente para a banda afinal se passam 12 anos na luta, tocamos muito no inicio e também em alguns bons shows no passado como Genocidio em 2001 no Miscelanea em Goiania e fomos considerados revelação do ano pelo extinto site Go In Hell.Também abrimos para o After Forever em Brasilia e o Imago Mortis, mas com outras formações. Vamos dizer que a química funcionou e continuaremos assim, já que traçamos alguns objetivos e algumas meta a seguir para o futuro.

Ellen - É certo que devido à maior visibilidade da banda, atualmente, o público esteja ansioso para o lançamento de um novo trabalho ou um álbum em definitivo. Vocês tem previsão de lançamento de um novo material?

Benedicto Junior - Nós lançamos uma demo, 2 eps e depois de 9 anos sem nada, gravamos um single da música De Profundis. Este novo trabalho é muito importante porque iremos mostrar novas músicas com a nova formação então tanto do publico como nossa a expectativa é muito grande e pretendemos lança-lo ainda este ano após o segundo semetre.

Ellen - Sobre o novo trabalho, podem adiantar algo a respeito? (falem sobre o trabalho em geral, as composições, as influencias, letras...)

Benedicto Junior - O disco se chamará Hear My Silent Cry In His Soul e estamos negociando a arte da capa com o autor do desenho do In Bleeding e também o possível lançamento por um selo europeu. Neste cd traremos 7 músicas. Atualmente 4 destas nós já tocamos nos shows que são De Profundis, The Night of Black Moon Charms, Letter to the Angel, Lucifer além de três músicas novas onde uma delas levará o nome do CD.

Ellen - Para finalizar, gostaria de saber qual a expectativa de vocês, dentro da In The Shadows, após o lançamento do novo material.

Benedicto Junior - Ainda nenhuma mesmo porque o material novo tem que no mínimo ser igual, ou melhor que o anterior e por isso a cobrança com nós mesmos é grande. Depois de lançado, deixaremos o publico dizer o que acharam e então saberemos se estamos no caminho certo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "In The Shadows"


Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio GarciaSeparados no nascimento
Ian Hill e Stênio Garcia

Slash: guitarrista escolhe seus riffs favoritosSlash
Guitarrista escolhe seus riffs favoritos


Sobre Ellen Maris

Jornalista, assessora de imprensa, manager, produtora, letrista e cantora. Colaboradora ativa da cena underground no Brasil desde 2001. Fundadora e idealizadora da União Doom Metal Brasil. Apaixonada por música, praia e leitura.

Mais matérias de Ellen Maris no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline