Dani Filth: "Me incomoda ter que agradar à imprensa!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Examiner.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O vocalista do CRADLE OF FILTH , Dani Filth recentemente concedeu uma entrevista ao Examiner.com na qual falou sobre "The Gospel of Filth: A Black Metal Bible", livro que escreveu juntamente com o renomado jornalista musical Gavin Baddeley. Abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa.

Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraMetallica: foto rara de formação original do grupo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você acha que "The Gospel of Filth" ajudará a re-colocar o véu misterioso que o CRADLE OF FILTH havia abandonado, ou você vê isso como segurar um espelho para o mundo, mostrando a todos que há um pouco de "Filth" em todos nós?

Dani: "Eu não acho que nós perdemos aquele véu misterioso, eu acho que as pessoas têm mais percepções sobre nós agora.
Todo mundo tem uma opinião sobre esta banda e algumas pessoas foram cansando por causa do tempo e da exposição. Dito isto, eu também concordo com a coisa do 'espelho'. Este livro revela que sempre houve um profundo fascínio com todas as coisas escuras, tabu e ocultismo, da mais humilde mente até os reis e estudiosos, e que é da natureza do homem vagar pelo caminho dado a ele, para às vezes, saborear seus cantos mais escuros e prazerosos."

Você nunca ficou incomodado pela desmistificação da banda, ou agora você se vê como uma espécie diferente, um tipo de mostro mais evoluído?

Dani: "Agora nós estamos muito diferentes e mais evoluídos em todos os sentidos. A única coisa que sempre me incomodou foi ter que agradar à imprensa, jogar os seus jogos idiotas para começar uma história lá fora, como estar sempre em torno do Halloween e posando em cemitérios. Eu sempre quis 'chegar lá', mas não à custa da minha alma."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"The Gospel of Filth" é o encerramento dos últimos 15 anos de provações, tribulações, alegria e caos na carreira da banda?

Dani: "Devo admitir que quando o livro foi concluído, foi um grande alívio, porque ele levou um longo prazo de dois anos para ser finalizado. Isto foi devido principalmente à aquisição e pesquisa do conteúdo, e nos meses subseqüentes, começamos a fazê-lo funcionar - não só como a visão mais abrangente do lado escuro já publicado, mas também em uma escala muito menor, mais intimista, como procurar fazer conexões com as ideologias dos nossos álbuns, cujos temas são abordados como um ponto de partida, de cada capítulo.
Por exemplo, em 'Cruelty and the Beast...' o ponto crucial é a serial killer, 'The Principle of Evil Made Flesh' - uma mulher fatal, 'Damnation and a Day' - o satanismo, e assim por diante."

Para ler o artigo completo clique aqui.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Cradle Of Filth"


Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Cradle of Filth
Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?

Cradle of Filth: Dani Filth alfinetando o Kiss em 1999Cradle of Filth
Dani Filth alfinetando o Kiss em 1999


Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Metallica: foto rara de formação original do grupoMetallica
Foto rara de formação original do grupo


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280