Unleashed: "meus pais nem sabem ao certo quem foi Jesus"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Uamoti, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O site Gasp.com entrevistou recentemente o frontman do UNLEASHED, Johnny Hedlund, para conversar sobre o último disco da banda, Hammer Battalion, bem como sobre o Cristianismo e o Natal.

Gastão Moreira: A coleção do VJ, apresentador e jornalista musicalBlack Sabbath: O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi

Gasp.com: Tenho que dizer que absolutamente adoro "Hammer Battalion"; para mim é um dos melhores discos que vocês lançaram em um bom tempo. Tem um pouco da melhor musicalidade que escutei de vocês. Quando coloquei o disco para tocar levei um puta susto quando você grita no começo de "The Greates Of All Lies".

Hedlund: "Era exatamente esse o efeito que queríamos e falamos sobre isso; e quando compro um disco novo me certifico de que aquele é o volume quando começa a tocar; é engraçado você falar isso porque foi exatamente sobre o que conversamos. Pensamos em talvez colocar uma música mais lenta ou com andamento médio, mas depois decidimos que não, queríamos aquele efeito. Você sabe, ajustar o ritmo desde o início. Nós discutimos sobre qual música seria a primeira, pois isso sempre é um problema. Todos pensam diferente na banda, mas no fim decidimos por aquela música. Fico feliz que vocês tenham falado isso porque eu votei naquela música (risos)".

Gasp.com: Foi uma boa escolha. Vocês têm várias músicas anti-cristãs no disco, como 'The Greatest Of All Lies' e 'Long Before Winter's Call', quero dizer, no geral parece haver muito nihilismo dentro da cena de death metal sueco. É essa a reação a como vocês foram criados? Pessoalmente me senti assim porque fui criado em uma família cristã e fui ensinado que a bíblia era a verdade absoluta, e quando fiz 15 ou 16 anos me tornei um nihilista. Você se sente da mesma forma?

Hedlund: "Não, de maneira alguma. Na verdade meu pai e minha mãe nem sabem ao certo o que é Jesus Cristo, apenas tem um pouco de noção. Minha avó e meu avô provavelmente foram as únicas pessoas em casa que não iam à igreja porque não se interessavam, e eles não viam vantagens em ir à igreja. Eles não têm nada contra pessoas Cristãs, essa não é a questão, mas eu não fui criado dessa maneira. Mas a sociedade na qual eu vivo é Cristã e a maior parte do mundo ocidental é baseada na moral Cristã, e nós somos criados dessa maneira quer gostemos ou não; é isso ou outra coisa. Todo nosso livro de jurisprudência é escrito por causa do que aconteceu há muito tempo quando o Cristianismo tomou conta do mundo ocidental".

"Em relação a isso, não tenho nada contra os Cristãos, não é essa minha tarefa nesse mundo; minha tarefa é questionar e criticar o que eles chamam de fato, essa é minha tarefa nos dias de hoje e eu não mais bombardeio o Cristianismo, deixou de ser divertido; sei que fiz isso quando mais novo, mas o que acho divertido é olhar para o Cristianismo ou o Islã e pegar o que eles dizem ser fato, o que dizem ser correto, porque então estamos falando de política ou ciência, e se olharmos para o que eles dizem como ciência queremos questionar e ver se é correto, e é isso que faço com muitas de minhas letras hoje em dia, quero aprofundar e ver se estão corretos".

"Quero dizer, você pode fazer uma pergunta muito, muito simples em relação ao que eles chamam de noite de Natal e Cristo, e se você olhar na bíblia é muito difícil achar qualquer evidência de que Jesus Cristo nasceu no inverno, e se você REALMENTE acredita na bíblia você verá que se Jesus viveu ele provavelmente nasceu em torno de setembro ou outubro, e muitos dos intelectuais Cristãos de hoje concordariam com isso. Então é uma bela de uma grande mentira as pessoas ainda celebrarem a noite de natal em 25 de dezembro, e por que razão, eu pergunto".

"Mas eu sei a razão e foi por isso que nós intitulamos o último disco de 'Midvinterblot', porque o solstício de inverno sempre foi a razão da estação de inverno e é aí que o Sol vira. Na verdade todas as tribos nativas há muito tempo sempre celebraram o Sol, mesmo antes dos Vikings, e estes foram um povo que viveu no clima frio e precisava celebrar. Mesmo os Maias celebraram o Sol de alguma forma, e isso é feito em 21 e 22 de dezembro, que é o que chamamos de Midvinterblot ou solstício de inverno. E dois ou três dias depois temos o Natal, o que é mais um dia de bônus, um dia comercial do meu ponto de vista, e nós provavelmente o celebramos do mesmo jeito, mas é uma tradição Pagã e não tem nada a ver com Jesus Cristo, e é engraçado porque hoje em dia muitos dos intelectuais Cristãos concordariam com isso, mas há 20 anos atrás quando eu estava crescendo ninguém concordaria e diria 'claro, é o aniversário do menino Jesus e blá blá' e era um fato, bem como o fogo é quente e água é molhada (risos), e isso há 20-25 anos atrás, e são coisas como essa que me surpreendem e é engraçado como as pessoas vão tão longe com uma mentira que quase acreditam nela. Por ser ciência você não precisa entender de foguetes para olhar esses fatos. (Anders entra e pergunta a Johnny, em sueco, se ele quer uma bebida). É bacana as pessoas virem me oferecer uma bebida (risos). Espero que isso responda sua pergunta".

A entrevista completa (em inglês) está neste link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Unleashed"


HailMetal.com: Os cinqüenta melhores álbuns de Death MetalHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal


Gastão Moreira: A coleção do VJ, apresentador e jornalista musicalGastão Moreira
A coleção do VJ, apresentador e jornalista musical

Black Sabbath: O acidente que tirou as pontas dos dedos de IommiBlack Sabbath
O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi

Separados no nascimento: Dave Mustaine e Mika HakkinenSeparados no nascimento
Dave Mustaine e Mika Hakkinen

Ozzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in RioOzzy Osbourne
Comendo oferenda de macumba no Rock in Rio

Ultraje a Rigor: Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos StonesUltraje a Rigor
Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos Stones

Bruce Dickinson: não ouve música, só rádios de notíciasBruce Dickinson
Não ouve música, só rádios de notícias

Shaman: um dossiê do depois da primeira formaçãoShaman
Um dossiê do "depois" da primeira formação


Sobre Uamoti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Uamoti no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336