Vinnie Appice: "há formações que são mágicas"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flávio Monteiro, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Jeb Wright da Classic Rock Revisited falou em junho de 2007 com o baterista do HEAVEN AND HELL, Vinnie Appice (ex-BLACK SABBATH/ DIO), sobre vários assuntos. Aqui estão alguns excertos do papo:

Ozzy Osbourne: dando "chega mais" em Mônica Apor na coletivaSeparados no nascimento: Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Classic Rock Revisited: "Holy Diver" talvez seja o melhor álbum de metal dos anos 80. Você sabia que ele era assim tão bom na época?

Vinny: "Quando estávamos fazendo o 'Holy Diver' apenas tínhamos em mente colocar algumas idéias em prática. Nos divertimos muito fazendo aquele álbum. Éramos todos uns loucos. Não achávamos que estávamos fazendo um álbum clássico. Apenas fazíamos o que sentíamos. Tudo vinha do coração. Nós não tínhamos quaisquer noções preconcebidas de nada. Eu me lembro de um dos meus roadies vir até mim e dizer, 'Esse vai ser platina'. Eu disse a ele que nós manteríamos nossos dedos cruzados. Quem poderia saber que vinte e cinco anos depois a coisa ainda estaria vendendo? Você simplesmente não sabe disso na época".

Classic Rock Revisited: Qual é a sua versão acerca da razão pela qual Vivian Campbell foi despedido por Ronnie?

Vinny: "Após certo tempo Viv queria sair e tocar sua própria música - um tipo de música diferente daquele que Dio fazia. Eu não acho que Dio aprovava aquilo, nem o resto da banda. Isso causou muita tensão, então Ronnie decidiu que iria se livrar de Viv. Foi isso o que aconteceu".

Classic Rock Revisited: Você sente que a formação original foi a mais forte que Dio já teve?

Vinny: "Aquela é a formação clássica. Há certas formações de bandas que são mágicas. Quando você substitui um daqueles membros a música ainda pode soar bem, mas a mágica simplesmente não está lá. No Black Sabbath eles tiveram química com Ozzy e com Dio. Eu achei que aquela era a melhor formação para Dio. Todo o sucesso e todas as grandes canções vieram daquela formação inicial".

Para ler a entrevista na íntegra (em inglês), acesse classicrockrevisited.com.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Heaven And Hell"Todas as matérias sobre "Black Sabbath"Todas as matérias sobre "Dio"


Bruce: Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!Bruce
"Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

Black Sabbath: o filme que deu o nome ao mitoBlack Sabbath
O filme que deu o nome ao mito


Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva

Separados no nascimento: Sarah Jessica Parker e o mascote EddieSeparados no nascimento
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie


Sobre Flávio Monteiro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336