Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemKirk Hammett relembra "Metallica x Napster": "avisamos todo mundo o que aconteceria"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"


PRB

Jason Becker: "Eu tenho amor à vida"

Por Henrique Machado
Fonte: Blabbermouth
Em 19/03/07

A Revista Guitar World entrevistou em 2007 o guitarrista Jason Becker (DAVID LEE ROTH, CACOPHONY). Algumas partes da entrevista estão logo abaixo.

Por causa das suas limitações físicas, a sua criatividade se expandiu em outras direções?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jason: "Eu me lembro quando estava começando a perder a hablidade de tocar licks rápidos e minhas mãos tremiam e caiam da guitarra. Isso me forçou a criar um novo estilo lento de tocar. Eu estava muito inspirado e gravei 'Meet Me in the Morning', do Bob Dylan. Então quando eu não podia tocar mais eu fiquei inspirado pelo mundo da música classica. Agora eu estou mais empolgado com a música indiana e pelo funk que é evidente no meu novo trabalho. Não estar apto para tocar faz com que você esteja apto para ouvir e entender melhor. A prática constante na guitarra pode ser legal, mas se desviar um pouco para a música universal dentro de você também pode ser".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que te inspirou para comprar sua primeira guitarra? Qual foi?

Jason: "Meu pai, tio e Bob Dylan me inspiraram a tocar. Meu pai era um ótimo violonista clássico. Ele teve aulas com um estudante de Andre Segovia. Meu tio é muito fã de Roy Buchanan. Eu amei tudo que eles fizeram. Para mim Dylan ainda é o mais legal e o maior, suas melodias e letras eram muito agitadas. No meu quinto natal na Terra (1974) me deram um violão, que eu ainda tenho. Meu pai tentou me ensinar algumas notas e a ler música, mas eu desanimei com aquilo. Um ano depois meu irmão ganhou um pequeno Xilofone de brinquedo. Papai ensinou para ele uma canção de Dylan, então eu disse: 'ei, por que você não me ensina aquele som legal?' Então ele me ensinou. Daí em diante eu passei a tocar e cantar todas as músicas do Dylan".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jason, sua coragem e habilidade para tocar são irreais. Como você faz para manter seu alto astral?

Jason: "Acho que a resposta mais curta para isso é que eu tenho amor à vida. Eu amo as pessoas e a mim mesmo. Eu sou amado e bem cuidado pela minha família, amigos e o guru Amma (Nota do Editor: Jason é discípulo do guru hindu Amma Mata Amritanandamayi Devi). Eu ainda estou apto para criar, mas num caminho diferente. Eu não quero falar sobre o ALS pois é tão ruim quanto o inferno (Nota do editor: ALS são as iniciais pelo qual é conhecida a Doença de Lou Gehrig, que acometeu o músico há alguns anos). Você não pode imaginar (bom alguns de vocês podem), mas dentro de mim houve uma transformação muito grande. Algumas pessoas pensam que como não posso me mexer estou vegetando. Errado. Só seja como você é, aguarde e se precisar de algo uma pessoa legal virá cuidar de você. Eu estou exagerando um pouco, mas é como eu enxergo a coisa. Eu tenho motivos de sobra para viver, tenho esperanças e sonhos. Eu não vivo a dor todo o tempo, eu dou risadas e brinco, faço música, escrevo, faço amor e festas. Tenho meu dias tristes como qualquer um".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Qual a lição mais importante que você recebeu de tantas horas tocando com Marty Friedman?

Jason: "Foram muitas, principalmente ser você mesmo, ser único, não fazer o que já foi feito. Ele me ensinou muito sobre a beleza das harmonias e ritmos não convencionais. Ele criou um exercício que costumávamos fazer juntos. Nós tinhamos que ficar tocando solos e acordes, mas não tínhamos idéia do acorde que o outro iria tocar. Nós deviamos tentar fazer o solo parecer besta tocando os mais inesperados acordes que viessem à cabeça. O exercício sugeria que treinássemos para dar o bend até uma nota boa, e aprender frases esquisitas. Nossos ouvidos também se acostumariam com progressões interessantes, e então descobriríamos novas idéias legais para músicas. Todo dia eu aprendia algo novo com Marty. Você pode aprender muita coisa só treinando uma música dele. E eu fiz isso. Pra falar a verdade, eu não seria nada sem a sua influência. Ah sim, e ele me mostrou a música japonesa".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como foi trabalhar com David Lee Roth? Vocês ainda têm contato?

Jason: "Foi como uma explosão. Ele foi muito legal comigo. Ele sempre me elogiava mas não tinha medo de dizer se eu estava sendo um idiota. Ele é como o mais selvagem cachorro selvagem que você pode esperar, mas tem o seu lado calmo também. Ele conheceu uma garota legal em Vancouver e me perguntou como faria para conquistá-la. Ele é meio brincalhão mas tem um lado sério. Ele intercedeu em um atrito que tive com Bob Rock. Dave é muito diplomático. Todos os caras daquela banda me acolheram em suas asas, amo a todos. Eles sabiam que eu estava com problemas de saúde, todos compreenderam exceto dois, cujos nomes não vou mencionar - mas posso dizer que um deles é um empresário bem conhecido..."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Jason Becker: assista a emocionante visita que Eddie Van Halen fez ao guitarrista

Jason Becker: os 10 discos que mudaram a vida dele