Steel Prophet - Steve Kachinsky, líder, compositor e guitarrista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  

A banda Steel Prophet já tem vários anos de estrada, mas só agora começa a receber o merecido reconhecimento. Seu último álbum, "Dark Hallucinations" foi lançado pela Nuclear Blast e recebeu ótimas críticas de grandes revistas especializadas em heavy metal em todo o mundo. Fora isso eles têm 3 outros discos lançados. O Whiplash! entrevistou o líder da banda, principal compositor, fundador e guitarrista Steve Kachinsky. Entrevista concedida a Mário Del Nunzio.

publicidade

Whiplash! / O Steel Prophet começou na primeira metade da década de 80, certo? Por que demorou tanto para lançarem o primeiro álbum, já que isso apenas ocorreu em 1995?

Steve Kachinsky / Sim, nós começamos na primeira metade da década de 80, eu escolhi o nome no fim de 1983, mas depois disso não conseguia achar uma formação sólida para a banda, até 1988. Aí começaram os problemas típicos de bandas iniciantes, como achar lugar para ensaio, guardar dinheiro para uma demo, tentar arrumar alguns shows, etc. Depois de mandar fitas para vários lugares ainda demorou cerca de 5 anos para arrumar um contrato.

publicidade

Whiplash! / O álbum "Dark Hallucinations" acabou de ser lançado. Você gostaria de mudar alguma coisa nele, se pudesse ou está totalmente satisfeito?

Kachinsky / Bom, não estou totalmente satisfeito com o álbum, mas estou com a maior parte dele. Gostaria de tirar algumas notas vocais meio vazias e remixar algumas das partes com várias guitarras, deixando-as mais altas, e aumentar um pouco os teclados.

publicidade

Whiplash! / Por favor, comente sobre seus discos anteriores ao "Dark Hallucinations".

Kachinsky / Ok, vou aproveitar e comentar sobre a demo tape "Inner Ascendence". Essa é bem rápida, com vocais altos e músicas com arranjos e riffs complexos. A produção foi boa, pois Joe Floyd, do Warrior, gravou e Bill Metoyer mixou para nós. Ela é só uma demo tape, mas foi pirateada por um selo chamado "Reborn Classics", que fez dela um CD Split, com a demo "Shadow Thief" do Jag Panzer. Sobre o "The Goddess Principle"... Ele começou com uma demo pré-produzida para um selo holandês chamado Foundations 2000. Nós assinamos com eles em 1992, mas nunca tivemos fundos para gravarmos um disco oficial. Como você pode imaginar, a produção é muito fraca, pois foi feita com uma mesa de 8 canais, mas nós realmente colocamos muito esforço e trabalho duro nele. Nós passamos mais de um mês colocando todos os vocais e harmonias de guitarra quase perfeitas. Musicalmente, é nosso disco mais complexo, progressivo e "thrashy". Junto com "Dark Hallucinations", é o meu favorito. Sobre o EP "Continuum"... Não sou muito fã dele. O fizemos muito correndo. Nos disseram para gravá-lo para arrecadar dinheiro para uma futura turnê, a qual nunca fizemos. Nós refizemos algumas músicas da demo "Inner Ascendence" e colocamos algumas novas também. Os vocais e as guitarras estão meio descuidados, há algumas notas notas meio mal executadas no vocal e guitarras. A produção é melhor que em "The Goddess Principle". O estilo é mais ou menos o mesmo que no primeiro disco, mas deveria ter sido melhor. Sobre "Into The Void (Hallucinogenic Conception)", este é o que tem melhor produção dos lançamentos pelo selo Art Of Music. As músicas estão longe da complexidade dos dois primeiros discos pois estava cansado de escrever essas músicas difíceis de tocar e aprender. Normalmente levava um bom tempo sentado passando as músicas para o Horacio [Colmenares, atualmente no New Eden] e JT. Somente decidi fazer músicas mais simples e diretas para economizar tempo e frustração. Não é problema com eles, eles realmente já não estavam mais interessados na banda aquele tempo e tínhamos que achar novos músicos. O disco é bastante similar a um CD do Iron Maiden em estilo e complexidade. Devo dizer que há também uma grande influência doom.

publicidade

Whiplash! / "Dark Hallucinations" foi o primeiro disco do Steel Prophet lançado pela Nuclear Blast. Como ele tem vendido? Você sente diferenças na promoção e distribuição feita pela Nuclear Blast?

Kachinsky / Vendeu mais de 7000 cópias na primeira semana! Acho que a divulgação feita pela Nuclear Blast é fantástica! Nós fizemos uma boa turnê, aparecemos em todas as grandes revistas européias e há bastantes anúncios. É uma grande diferença em relação à Art Of Music.

publicidade

Whiplash! / O Steel Prophet gravou várias músicas para tributos, como o "A Call To Irons", do Iron Maiden, "Overload", do Metallica, o futuro tributo ao Dio, um tributo ao Judas Priest, e um ao Accept, certo? Por favor, comente sobre cada um desses tributos.

Kachinsky / Bom, eu só escolhi uma música favorita de cada uma das bandas e nós gravamos. Acho que fizemos um bom trabalho, ficando fiéis às versões originais, e depois acrescentando uma harmonia de guitarra extra ou algumas texturas de teclado. Nós fizemos "Fade To Black" do Metallica, "Gangland" e "Ides Of March/Purgatory" do Iron Maiden, "Neon Knights" do Black Sabbath, "Dreamer Deceiver" do Judas Priest", "Fast As A Shark" do Accept, e, além disso fizemos "The Apparition" do Fates Warning e "Ride The Sky" do Helloween. [N. do E.: Não entraram em nenhum tributo, estão na versão digipack do "Dark Hallucinations"].

publicidade

Whiplash! / Falando de tributos, o que você acha deles em geral? Não acha que são feitos mais pelo dinheiro do que simplesmente como um verdadeiro tributo a uma banda que inspirou e influenciou outra?

Kachinsky / Estou começando a ficar cheio deles, realmente. É muito fácil arrumar algumas bandas para gravarem uma música por 500 dólares, embalar e fazer o CD com mais um pouco de dinheiro, e depois vendê-los para fãs de uma banda estabilizada. É realmente fraco da parte da gravadora. Eu amo os grupos que fizemos covers, mas estou cheio de alguém fazer milhares de dólares enquanto os fãs são roubados com vários covers fracos.

publicidade

Whiplash! / Ainda falando disso, vocês tocaram covers de Iron Maiden, Metallica e uma música do Black Sabbath no tributo ao Dio. Essas bandas causaram muitas polêmicas dentro da cena Heavy Metal recentemente. No que elas influenciaram o Steel Prophet e o que você acha da situação delas atualmente?

Kachinsky / Bom, na maior parte, eu procuro o tipo de metal que gosto em outras bandas. Não gostei muito de nenhum disco do Metallica ou Maiden desde os anos 80. Entretando, Sabbath foi consistente durante os anos. Realmente gosto dos discos com Tony Martin e do "Dehumanizer", com Dio. Realmente não ligo nem um pouco para a volta de Ozzy com Sabbath. Ozzy não pode cantar, ele fala como um bobo. Eu respeito seu trabalho com o Sabbath nos anos 70, e amo o período com Randy Rhoads, mas não consigo mais aguentá-lo.

Whiplash! / Por favor, comente sobre as letras do "Dark Hallucinations"... Há uma adaptação do livro "Fahrenheit 451" de Ray Bradbury, certo? Como teve essa idéia? E por que não colocaram as músicas que fazem parte dessa história conceitual em ordem no disco?

Kachinsky / Começando o disco está nossa adaptação para esse livro. Não colocamos na ordem da história, pois a ordem musical soava melhor de outra forma, mas você pode facilmente programar o CD player para tocar os capítulos I a V em ordem. Este livro é na tradição de grandes livros de ficção científica. Tem a ver com nosso mundo no futuro, onde livros são ilegais devido a um autoritário sistema que os julga "perigosos", o público deve ser protegido deles a qualquer custo. Foi afirmado que livros só dão às pessoas fantasias e idéias que uma sociedade real nunca poderá viver. E isso só torna a população infeliz num todo, então livros são ilegais. Qualquer um pego com livros os terá queimados em público, o que normalmente resulta em suas casas sendo reduzidas a cinzas, e é preso. TV e drogas deixam a população em paz e sob controle. Esse livro sempre foi um de meus favoritos, e, quando comecei a escrever as letras para esse disco, não queria me repetir, e, como nunca havia adaptado uma história que já existisse, decidi tentar isso.

Whiplash! / Há uma versão digipack do álbum que contém covers do Fates Warning e Helloween. "Ride The Sky", do Helloween, ganhou uma das melhores versões de Helloween que já ouvi. Ela foi feita para o tributo ao Helloween, que foi cancelado, certo? Por que foi cancelado?

Kachinsky / Muito obrigado pelos elogios a "Ride The Sky". Sim, essa música foi feita para estar no tributo ao Helloween da Nuclear Blast, mas eu ouvi que eles não arrumaram bandas suficiente para o tributo, e então cancelaram- no. Mas só ouvi falar isso.

Whiplash! / Por que só colocar a música na versão digipack? Alguns fãs reclamam de bandas que lançam versões diferentes do mesmo disco, com uma música diferente ou algo assim, e dizem que é só para vender um pouco mais, já que alguns fãs sentem a necessidade de comprar mais de uma cópia do mesmo disco... O que você acha disso?

Kachinsky / Bem, realmente não tenho nenhum tipo de influência sobre nosso selo, eles apenas fazem o que decidem ser melhor. O negócio deles é vender discos, e então não é surpresa que eles façam algo como você disse para vender um pouco mais. Pessoalmente, não gosto de múltiplas versões de um disco, me parece desleal com os fãs.

Whiplash! / Quais você considera suas mais importantes influências tocando e compondo?

Kachinsky / Diria que, nas composições, Priest, Rainbow, Sabbath, Trouble, Mercyful Fate, Blue Oyster Cult, Free, Be-Bop Deluxe, Vio-Lence, Forbidden, Queen, Zeppelin, Rush, the Byrds, Hendrix, Discharge, Agent Steel e Accept. Agora, como guitarrista solo, diria Jeff Beck, Leslie West, Paul Kossoff, Buck Dharma, Randy Rhoads, Ritchie Blackmore, Tony Iommi, Brian May, Bill Nelson, Michael Schenker, etc.

Whiplash! / Como você descreveria a música do Steel Prophet para alguém que nunca escutou?

Kachinsky / Mantém a tradição de bandas como Rainbow, Iron Maiden e Metallica. As guitarras e vocais são bem tradicionais, mas aí nós colocamos batidas "rajadas", samples, harmonias de guitarra extra, teclados, toques psicodélicos, para adicionarmos nossa personalidade à cena. Eu acho que se for totalmente power metal tradicional pode ficar um pouco chato, mas, adicionando novos elementos na quantidade certa, podemos colocar nossas influências na cena.

Whiplash! / Algumas pessoas dizem que o Steel Prophet, assim como outras bandas como Hammerfall, Pegazus e Primal Fear, só copiam bandas dos anos 80. O que você acha disso?

Kachinsky / Não acho que seja verdade que o Steel Prophet faça isso. Como acabei de dizer, tentamos adicionar nosso toque a tudo. Não sei se as outras bandas que você disse fazem isso, mas todos têm uma opinião diferente.

Whiplash! / Vocês acabaram de fazer uma turnê européia com o Gamma Ray e Edguy. Como foi isso?

Kachinsky / Os públicos foram excepcionais em todos os lugares, e foi "sold out" ou quase isso todas as noites. Isso foi muito bem, já que os lugares que tocamos variavam de 500 a 2000 pessoas! Kai Hansen, do Gamma Ray, teve alguns problemas antes na turnê. Isso os levou a cancelar uma noite em Nuernberg, então Edguy foi headliner e Steel Prophet abriu. Para nossa surpresa, o lugar estava cheio, de qualquer jeito, e o público deu às duas bandas excelente recepção. Na outra noite, em Salzburg, Áustria, o vocalista do Freedom Call foi chamado para segurar a maioria dos vocais, com o nosso vocalista e o vocalista do Edguy fazendo algumas músicas para ajudar Kai. Kai então teve um dia livre e estava bem o suficiente para cantar em Biella, na Itália, para o próximo show. Nosso vocalista, Rick, cantou "Future World" na maioria das noites da turnê de qualquer modo, para ajudar Kai.

Whiplash! / Vocês têm feito muitos shows nos EUA recentemente? Como você compara o público de Heavy Metal europeu com o americano?

Kachinsky / Nós tocamos aqui nos EUA cerca de dois meses atrás com o Destiny's End. Não havia muita gente. Europa é muito melhor para o metal que EUA. Nenhuma banda de power metal tem sido reconhecida nos EUA, nem bandas americanas nem européias.

Whiplash! / Como está a cena metálica nos EUA atualmente? Há algumas ótimas bandas americanas que não tem nem mesmo um contrato para lançar seus discos no país, o que você acha disso?

Kachinsky / Não há nenhuma explosão True Metal nos EUA, mas há um crescente interesse em power metal e prog metal. Iced Earth, Blind Guardian e Hammerfall estão tendo alguma atenção. Acho que é sempre um problema se boas bandas não tem um contrato, mas normalmente as pessoas de gravadoras não reconhecem sempre as boas bandas.

Whiplash! / Por favor, deixe uma mensagem para seus fãs brasileiros e os leitores do Whiplash.

Kachinsky / Agrademos pelo suporte, e esperamos visitar vocês em turnê em breve! Desejo o melhor a todos!

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Bruce Dickinson: ex-Metallica mostra foto rara do peludo vocalista na piscinaBruce Dickinson
Ex-Metallica mostra foto rara do peludo vocalista na piscina

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin