Em 25/12/1984: Charles Gavin entrava nos Titãs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo de Andrade, Fonte: A vida até Parece uma Festa
Enviar Correções  

O ano de 1984 não poderia terminar da melhor maneira para os Titãs. Poucos meses antes, aqueles oito caras usando roupas coloridas e extravagantes, de penteados esquisitos e com coreografias , invadiram os lares brasileiros com "Sonífera Ilha".

Anos 90: Discos "estranhos" de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas havia uma insatifação "desde os primórdios" da banda: o baterista, André Jung, não correspondia ao tipo de som que os músicos queriam. A solução foi encontrar um baterista mais "rock and roll".

As discussões sobre os rumos do conjunto, como por exemplo o repertório de discos, eram feitas por votos. Por 6 votos a um, os Titãs escolheram a demissão de André. O único voto a favor foi de Nando Reis.

Vários nomes foram lembrados para assumir as baquetas, entre eles o do Ex-baterista do Ira!, Charles Gavin.

O convite foi feito no dia 25 de dezembro de 1984. Branco Mello e Sérgio Britto telefonaram para o baterista, que na época tocava com o RPM.

Branco: "Nós vamos promover uma mudança nos Titãs. A gente está procurando um som mais pesado e não queremos mais o André como baterista. O cara é gente fina, mas é uma questão musical. Você topa?"

Por camaradagem ao colega de instrumento, Charles relutou um pouco e argumentava que André era um grande baterista.

Britto e Branco deixaram claro que se Charles não quisesse o posto, iriam convidar outro músico, pois a decisão já estava tomada.

"Então, serei eu mesmo", disse Charles.

Os Titãs ensairam com Charles, escondidos de André, por uma semana. A demissão do baterista foi em primeiro de Janeiro de 1985.

Charles não teve coragem de avisar ao RPM sobre sua saída. O baterista gostava de ensair com os caras, mas a banda não fazia shows, ao contrário dos Titãs, que estavam bombando.

Numa tarde, no começo de 1985, Paulo Ricardo liga a tv e assiste à uma matéria sobre um show dos Titãs em São Paulo e vê Charles como um dos integrantes.

O baixista ficou furioso. Ligou para a casa de Charles e seu irmão, César, teve que ouvir poucas e boas do cantor.

Apenas no dia seguinte, Charles telefonou para Paulo Ricardo e explicou suas razões. Já era tarde. Charles Gavin já era um Titã.

Fontes:
Titãs- A vida até parece uma festa,
A Ira de Nasi,
RPM - Revelações por Minuto.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Anos 90: Discos estranhos de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90Anos 90
Discos "estranhos" de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90

Titãs: morre de COVID-19 o vocalista Ciro Pessoa, um dos fundadores da bandaTitãs
Morre de COVID-19 o vocalista Ciro Pessoa, um dos fundadores da banda

Lives de rock: Dinho Ouro Preto, Nando Reis e mais anunciam transmissõesLives de rock
Dinho Ouro Preto, Nando Reis e mais anunciam transmissões

Titãs: ouça o primeiro EP do projeto Titãs Trio Acústico, com novas versõesTitãs
Ouça o primeiro EP do projeto "Titãs Trio Acústico", com novas versões


Titãs: Paulo Miklos comenta sua saída da bandaTitãs
Paulo Miklos comenta sua saída da banda

Titãs: As incríveis coincidências nas capas de álbuns da bandaTitãs
As incríveis coincidências nas capas de álbuns da banda


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Loudwire: as 10 melhores músicas do NirvanaLoudwire
As 10 melhores músicas do Nirvana


Sobre Marcelo de Andrade

Mora em São Paulo e tem 30 anos. Fanático pelo Kiss e pelo Iron Maiden. Morou em Londres por mais de 7 anos. Seus primeiros discos foram Xou da Xuxa e Trem da Alegria.

Mais matérias de Marcelo de Andrade no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor