Black Sabbath e Led Zeppelin: As bandas fizeram jams nos anos 70?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ivan Júnior Urnau, Fonte: Livro do Black Sabbath, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

A dúvida é esclarecida no livro de Martin Popoff, "BLACK SABBATH: Destruição Desencadeada", lançado originalmente em 2006.

3938 acessosKrisiun: banda agradece e Ward conta como conheceu brasileiros5000 acessosLista: as dez melhores músicas para se ouvir na estrada

A amizade do Sabbath com o Led Zeppelin eventualmente gerou rumores das "Black Zeppelin Tapes". Começou com uma conversa entre um editor de livros e um anônimo ex-empresário da banda, na qual o curioso editor aponta para uma caixa no canto do escritório, marcada "Black Zeppelin Tapes". Uma explanação assegura que, num certo ponto, o Black Sabbath e o Led Zeppelin ensaiavam em estúdios muito próximos um do outro, e então, por brincadeira, eles decidiram trocar os vocalistas. Os resultados, aparentemente, foram registrados em fita?

"Não, nós nunca, jamais fizemos isso", conta Ozzy. "Não, o que aconteceu, numa ocasião, quando eles tinham a Swan Song e nós estávamos flutuando entre empresários e gravadoras, foi que eles vieram e tentaram fazer com que fôssemos contratados pela Swan Song, e fizemos uma jam session no estúdio, mas nós nunca chegamos a gravar, até onde eu sei". Robert Plant já cantou com o Black Sabbath? "Acredito que sim, mas não acho que foi gravado. Pode ter sido. Jimmy Page não estava lá. Eram John Paul Jones, John Bonham, Robert Plant e a gente."

Geezer acrescenta: "Nós crescemos com o Plant e o Bonham. Bonham foi padrinho de casamento do Tony. Eu fui à casa do Plant e fiz uma jam com ele, mas a única vez em que as duas bandas inteiras se juntaram foi quando estávamos fazendo o Sabbath Bloody Sabbath. Eles foram nos ver no estúdio e fizemos uma jam, por alguma razão. Essa foi a única vez que as duas bandas tocaram juntas, de verdade. Acho que só levamos alguns blues, nós todos começamos como bandas de blues."

Infelizmente, ninguém gravou os eventos, de acordo com Geezer. "Nem consigo me lembrar do que tocamos. Provavelmente, estávamos completamente chapados (risos). Nosso empresário gravava tudo o que fazíamos ao vivo, mas isso não."

"Havia uma espécie de troca entre o Sabbath e o Zeppelin", afirma Bill, adicionando um quê de intriga, numa nova direção. "Apenas no sentido de que as colaborações começaram a brotar entre os membros da nossa banda. Acredito que a colaboração mais forte tenha sido entre Geezer e Robert Plant. Quer dizer, eles estavam trabalhando juntos em algumas músicas! Agora eu sei (risos). Isso me fez lembrar de John agora, que Deus o tenha. Eu sei que John veio me visitar um dia e conversamos sobre isso. John estava um pouco preocupado a respeito das colaborações que estavam rolando, do tipo: 'Espera um pouco, isso está certo? Onde você fica nessa, Bill?' E eu disse: 'Não sei, John, eu realmente não tinha me ligado. Eu sei que Robert quer trabalhar com Geezer'. Mas não deu em nada; aquilo nem era pesado, nem nada. Nós apenas ficamos discutindo e tomando algumas cervejas. Mas nunca chegamos a trocar gravações, não que eu saiba, pelo menos. Se existissem fitas, eu adoraria escutá-las."'

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 13 de fevereiro de 2015

KrisiunKrisiun
Banda agradece e Bill Ward conta como conheceu os brasileiros

860 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?169 acessosMarcos de Ros: Tony Iommi, Dois Dedos de Prosa1459 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Regis TadeuRegis Tadeu
Depois de 40 anos, "Sabotage" ainda causa calafrios

MetalMetal
Você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 1

Tony IommiTony Iommi
"Às vezes gostaria de ser destro"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

ListaLista
As dez melhores músicas para se ouvir na estrada

ManowarManowar
A vida real e nada épica dos Reis do Metal?

Mike ManginiMike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

5000 acessosQuiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 19855000 acessosDavid Bowie: muito mais assustador que Michael Jackson5000 acessosSlipknot: banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR5000 acessosQuem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?5000 acessosJustin Bieber e Marilyn Manson: eles agora são melhores amigos5000 acessosNapalm Death: Babymetal e Slipknot são essenciais para o Metal

Sobre Ivan Júnior Urnau

Ivan Júnior Urnau, 19 anos, residente em Itapiranga - SC. Considera Pantera como da família. Fiel ao Blues, Southern Rock, e até música gauchesca, se for de qualidade e sangue no olho. Odeia qualquer movimento comercial de uma determinada banda "clássica". Considera-se um fã de Skynyrd, Sabbath, Molly Hatchet, e Pantera, acima de tudo. Diz-se sem idade o suficiente para impor conhecimento e experiência às pessoas, mas recomenda a música Sundown do Gordon Lightfoot para todas as pessoas que gostam de música boa.

Mais matérias de Ivan Júnior Urnau no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online