Vinil: quem compra é hipster, não audiófilo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 


De acordo com um artigo na revista The Economist de agosto de 2011, as vendas de vinil subiram 39% no ano em relação ao mesmo período no ano anterior nos EUA. O LP mais vendido do ano anterior foi ‘The Suburbs’ do Arcade Fire. Ele não é exatamente um favorito entre os audiófilos.
5000 acessosFotos de Infância: Red Hot Chili Peppers5000 acessosKurt Cobain e Layne Staley: a coincidência de suas mortes

O que fica óbvio por esses números de vendas é que a maior parte desse crescimento nas vendas se deve aos hipsters, não aos audiófilos. Claro que uma categoria pode convergir com a outra, mas a maioria dos audiófilos não é quem está comprando discos de Bob Iver e Fleet Boxes.

Interessantemente, o The Economist não lista ‘qualidade de som’, como uma das razões pelas quais as pessoas estão comprando vinil. Pagar de legal e moderno é a força motriz por trás do ressurgimento do vinil. De acordo com Steve Redmond, que é porta-voz do ‘Annual Record Store Day’ na Inglaterra, o vinil ‘é simplesmente mais legal do que um download. ’ O artigo também menciona que metade dos discos vendidos ‘não é tocado na verdade’. Uma vez que muitos álbuns também trazem um código para download, os fãs estão comprando os discos, baixando a música pelo código, e nem escutando ao vinil. Alguns compradores nem mesmo têm um toca-discos!

Mais um trecho do artigo: “Agora que toda faixa está disponível de graça em serviços de streaming como o Spotify ou através de um site pirata, os fãs de música precisam de algo mais para contar papo. Aquela edição limitada de 12 polegadas em vinil azul translúcido serve pra isso.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 29 de março de 2013
Post de 31 de outubro de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Os membros do Red Hot Chili Peppers antes da fama

Kurt Cobain e Layne StaleyKurt Cobain e Layne Staley
A coincidência de suas mortes

MirandaMiranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

5000 acessosSlipknot: Corey explica as nojentas desvantagens das máscaras5000 acessosBizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James Dio5000 acessosStoner Rock: Um guia básico para o estilo5000 acessosWhen Gabriel lies down on Genesis5000 acessosAngra: poster antigo de um dos primeiros shows da banda5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online