Blaze Bayley: Um exemplo de superação a ser seguido

Resenha - Infinite Entanglement - Blaze Bayley

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nilton Rodrigues
Enviar Correções  

9

Blaze Bayley é mais que um herói do cenário underground, é um exemplo de superação a ser seguido.

Haja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do Rock

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Grandes escritores de ficção-científica já sabiam que o papel do gênero é emular a realidade através de analogias que todo mundo reconhece. Sempre foi mais do que apenas robôs, naves espaciais e alienígenas. De alguma maneira, essas histórias sempre serviram para tocar em pontos vitais da existência humana. O que Blaze Bayley fez em seu oitavo disco de estúdio é justamente seguir essa cartilha, traçando em 12 faixas, conceitos líricos que nada mais são do que uma válvula de escape para sua atribulada vida pessoal e profissional. Infinite Entanglement é, paradoxalmente, um álbum conceitual de ficção-científica baseado em fatos reais.

A história do disco é sobre Willian Black, um homem que embarca em uma viagem espacial de 100 anos, encarando questões sobre perda de humanidade, paranóias e medos interiores, um verdadeiro prato cheio para Bayley desfilar letras intimistas que são marcas registradas da sua carreira solo.

Técnicamente, a produção está muito superior ao disco anterior, The King of Metal, apesar do uso de apenas uma guitarra torne o som menos potente do que em seus dois primeiros lançamentos, por exemplo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco é uma recaptulação do que já foi feito até aqui: refrões bem trabalhados, guitarra melódica pontuada por momentos extremamente pesados e belos arranjos clássicos, como a participação do belga Thomas Zwijsen, no violão.

Infinite Entanglement é um grande álbum de heavy metal, com uma banda afiada e uma voz poderosa que já sofreu muito nas mãos preguiçosas dos haters que sequer deram uma chance para a sua carreira solo. Para quem conhece sua trajetória, Blaze Bayley é mais que um herói do cenário underground, é um exemplo de superação a ser seguido. Ao ver suas entrevistas e seu ponto de vista sobre a vida e seu posicionamento em relação aos fãs, a sensação que fica é que escutar Blaze Bayley e seus desabafos pesados em forma de ficção-científica é um privilégio.

01. Infinite Entanglement
02. A Thousand Years
03. Human
04. What Will Come
05. Stars Are Burning
06. Solar Wind
07. The Dreams Of William Black
08. Calling You Home
09. Dark Energy 256
10. Independence
11. A Work Of Anger
12. Shall We Begin




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Haja pente: os músicos mais cabeludos e barbudos do RockHaja pente
Os músicos mais cabeludos e barbudos do Rock

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido


Sobre Nilton Rodrigues

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280