RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO que faltou para o Overkill entrar no "Big Four" do thrash, segundo D. D. Verni

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemEmpresário do Kiss afirma que a última turnê da banda vai acabar em 2023

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo


Black 'n Blue: Literalmente Azul & Preto!

Resenha - Nasty Nasty - Black'n Blue

Por Vitor Sobreira
Postado em 06 de setembro de 2015

Nota: 8

O potencial e a qualidade, em alguns casos, podem levar algum tempo para serem descobertos, explorados e aceitos por um publico alvo, mas como tudo nessa vida acontece na hora certa, vemos aqui que o grupo norte-americano Black ´n Blue, soube criar como ninguém, um ótimo trabalho , e que inclusive, completará 30 anos em breve !

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O vocal de Jaime St. James sem dúvidas é muito bom, pois vemos que neste album, canta com muito 'feeling' e um estilo bem peculiar, e, auxiliado por seus aplicados comparsas, gravou um dos melhores registros de sua carreira. Um album solido e variado, com um peso agradável e bem produzido, que sempre fará você ter vontade de escutar ao menos uma música dele. Imagine só, no mesmo disco, a diversidade entre faixas aceleradas, com toques macios e fortes do AOR, além da sujeira característica do Hard/Rock´n´Roll... Ok, confesso que isso não é nem um pouco exclusivo, até por que inúmeras bandas dessa época de ouro seguiram esse mesmo 'pensamento filosófico', mas, vindo de quem sabe fazer, já é outra história.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No entanto, influencias sempre existem e coexistem (o que não é nenhum demérito, desde que se tenha bom senso), mas a sonoridade forjada pela banda, possui algo a mais, com toda a certeza. Apenas como curiosidades, a produção de 90% das músicas foi assinada por ninguém menos que nosso amigo (literalmente) linguarudo, Gene Simmons, que por sua vez, "misteriosamente" anos mais tarde, copiaria descaradamente os riffs iniciais da faixa titulo "Nasty Nasty", usando-os na música 'Domino", do álbum Revenge, do Kiss. Tudo bem que ele é co-autor da música (e de mais duas outras também), mas se a situação fosse inversa, o bicho ia pegar e feio nos tribunais ! No entanto, o álbum ainda conta com as participações mais do que especiais de Ron Keel, Peter Criss e do tecladista John Purdell (Quiet Riot, Cinderella, Ozzy e outros), além de Jonathan Cain (Journey), que produziu a forte e "AORizada" "I'll Be There For You".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quer mais músicas ? Então curta as batidas fortes e rápidas de "Kiss of Death", a densidade séria e direta de "Rules", as melodias e a cadencia de "I Want It All (I Want It Now)" (que conta com um solo de guitarra muito legal) e o 'gran finale' com "Best Of The West", possuidora de um ritmo contagiante e pesado, ideal para uma boa farra. Resumindo : pode ouvir todas as faixas sem medo, pois em cada uma você encontrará uma surpresa.

Este é mais um disco que merece ser curtido pra valer e com o som bem alto, pois é Hard Rock de primeira. E então, vai encarar ?!

Track List :

1 - "Nasty Nasty"
2 - "I Want It All (I Want It Now)"
3 - "Does She or Doesn't She"
4 - "Kiss of Death"
5 - "12 O'Clock High"
6 - "Do What You Wanna Do"
7 - "I'll Be There for You"
8 - "Rules"
9 - "Best in the West"

Line Up :

Jaime St. James - Lead and Backing Vocals
Tommy Thayer - Guitars and Backing Vocals
Jeff Warner - Guitars
Patrick Young - Bass
Pete Holmes - Drums

John Purdell - Keyboards on "Kiss of Death"
Peter Criss & Ron Keel - Vocals on "Best in the West"

Lançamento : Agosto de 1986 - Geffen Records

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.
Mais matérias de Vitor Sobreira.