Simple Minds: Veteranos escoceses encontram o equilíbrio

Resenha - Big Music - Simple Minds

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Roberto Rillo Bíscaro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Formado no ocaso dos 70's na Escócia, o SIMPLE MINDS produziu discografia com sonoridade que vai desde art rock até coisas bombásticas a la U2. Grosso modo, o grupo oscilou entre ênfase nos teclados ou na guitarra, dependendo do álbum. Graças à recusa de BRYAN FERRY em gravar a canção, a banda teve seu maior sucesso em 1985, com Don't You Forget About Me, um dos símbolos da década.

Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O trabalho novo indica que finalmente alcançaram equilíbrio no uso de guitarras e sintetizadores, distribuídos parcimoniosamente entre as 12 faixas componentes de Big Music.

Jim Kerr e Cia não deixaram de ser bombásticos, mas dá pra perceber que a sonoridade oitentista veio temperada com discretas, porém eficientes, doses de contemporaneidade dance.

Com canções agitadas, Big Music elabora a síntese perfeita entre os elementos citados na musculosa abertura, Blindfolded, que começa com elementos de house noventista, mas logo se desenvolve em típica explosão oitentista dançante com guitarra cristalinamente gelada secundada por suntuoso tapete de teclados. Para dançar com lágrimas de saudade da década de 80 em alguma boate retrô. Midnight Walking, Concrete and Cherry Blossom (loucura minha ou tem cheirinho de Don't You....?) e Imagination palmilham a mesma seara.

Broken Glass Park e Blood Diamonds são menos agitadas, mas têm aquela sonoridade tecladística tão geladinha que nós oitentistas tanto amamos. Big Music tem guitarras mais sujas e é pesadinha enquanto Human desperta vontade de levantar a mão e cantar junto no refrão.

Num ano que viu expoentes 80's como ERASURE e INFORMATION SOCIETY reaparecerem com bons álbuns, o SIMPLE MINDS engrossa a lista com Big Music.

Track List
1 - Blindfolded
2 - Midnight Walking
3 - Honest Town
4 - Big Music
5 - Human
6 - Blood Diamonds
7 - Let the Day Begin
8 - Concrete and Cherry Blossom
9 - Imagination
10 - Kill or Cure
11 - Broken Glass Park
12 - Spirited Awaay




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Simple Minds"


Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaOut
Os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista

Simone Simons: Rammstein me faz querer mexer a bundaSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"


Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Roberto Rillo Bíscaro é professor universitário e edita o Blog do Albino Incoerente desde 2009.

Mais matérias de Roberto Rillo Bíscaro no Whiplash.Net.

adGoo336