Raimundos: Alcançando o patamar de banda grande

Resenha - Lavô Tá Novo - Raimundos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Luis Fernando Ribeiro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após o lançamento do disco de estréia, os RAIMUNDOS já alcançavam o patamar de banda grande, figurando facilmente entre as bandas mais importantes do cenário nacional. O segundo disco, "Lavô tá Novo", de 1995, foi lançado por uma grande gravadora, a Warner Music e foi produzido por Mark Dearnley (Black Sabbath, AC/DC).

5000 acessosRaimundos: por que Digão se chateou tanto com a saída de Rodolfo5000 acessosUruca: Os 9 mais azarados da história do Rock

O disco é tão importante na carreira da banda, que mais recentemente, em 2000, na gravação do "MTV Ao Vivo", apenas uma faixa de "Lavô tá Novo" ficou de fora. A gravação é mais limpa que outrora, mas o estilo que consagrou a banda ainda está intacto, a mistura de punk, harcore e forró pode ser ouvida em todo o decorrer do disco.

A faixa de abertura curiosamente é a mais diferente do restante do disco, "Tora-Tora" é uma música com riffs pesadíssimos, que beiram o Heavy Metal e com uma letra e andamento bastante carregados. Em suma, uma ótima faixa de abertura, que funciona ainda melhor ao vivo.

Algumas leves mudanças em relação ao primeiro disco já podem ser notadas, a duração das músicas é uma delas. Em "Lavô tá Novo" as músicas são ligeiramente mais longas e trabalhadas, fruto da breve experiência já adquirida pela banda.

Na segunda faixa já temos um dos maiores clássicos da banda. "Eu Quero Ver o Oco" é divertida e mantém um ritmo empolgante em toda sua extensão. Canisso e Fred formam uma 'cozinha' bastante coesa nesta música e Rodolfo interpreta a letra de forma muito descontraída.

Após a 'sacana' introdução, "Opa! Peraí, Caceta" da sequência no disco com riffs interessantíssimos de Digão com direito a inclusão de metais acompanhando as guitarras. É possível notar a partir daí que o baterista Fred também apresenta uma grande evolução em relação ao primeiro disco, apesar de continuar tocando de forma simples e eficaz, o mesmo apresenta mais variações em seu instrumento.

"O Pão da Minha Prima" é uma música simples marcada pela levada de baixo do Canisso e a letra descontraída sobre o relacionamento de um padeiro com a prima do interlocutor, visando chegar às vias de fato. É outra das músicas mais populares do disco.

"Pitando no Kombão" é um Hardcore bem direto sem muitas variações, mas com um refrão bastante 'pegajoso'. Sua letra retrata várias aventuras dentro de uma Kombi.

Ainda no ritmo do Hardcore, mas um pouco mais melodioso, "Bestinha" dá sequência ao desfile de clássicos da banda. Com uma letra um pouco mais pomposa do que o de costume, mas sem deixar de ser uma letra dos RAIMUNDOS.

Com um triângulo ditando o ritmo, "Esporrei na Manivela" tem uma das letras mais sujas do disco, mas é uma música incrível, onde Digão desfila toda sua categoria como guitarrista. Apesar da letra sacana, a música é bastante carregada e pesada.

"Tá Querendo Desquitar (Ela Tá Dando)" é um típico forró misturado com leves pitadas de Hardcore, com a participação do sanfoneiro Zénilton. Uma música basicamente engraçada e carregada das principais influências da banda fora do rock.

A curta "Sereia da Pedreira" é marcada pela velocidade e pelo vocal melodioso de Rodolfo. Impossível não acompanhar o refrão. Uma música totalmente HC.

Rumando ao final do disco, temos o maior clássico do álbum, senão o maior de toda a carreira da banda. "I Saw You Saying (That You Say That You Saw)", apesar da letra não demonstrar, é bastante emotiva e carregada de melodias marcantes. Seus curtos solos e a interpretação de Rodolfo tornam essa uma música fantástica, funcionando ainda melhor ao vivo.

"Cabeça de Bode" é a menos conhecida do álbum, tanto que foi a única que não apareceu no disco "MTV Ao Vivo" gravado pela banda. Uma música bastante pesada, mas com uma letra bem fraca. Não empolga.

Por fim, "Herbocinética" fecha o disco com chave de outro. O andamento da música não chega a empolgar, mas o refrão é matador e o solo é um dos melhores já feitos por Digão, daqueles que convidam a fazer 'air guitar'.

Ao final da audição você tem plena certeza que escutou um disco clássico, a relevância de "Lavô tá Novo" para o rock nacional e a carreira dos RAIMUNDOS é incontestável. Daqui saíram verdadeiros petardos como "Tora-Tora", "Eu Quero Ver o Oco", "O Pão da Minha Prima" e "I Saw You Saying (That You Say That You Saw)". "Lavô tá Novo" abriu várias portas para os RAIMUNDOS rumo ao ‘mainstream’, mesmo com um disco totalmente não-comercial. Eles definitivamente haviam criado algo grande, tanto que até hoje, quando as atividades da banda voltaram ao Underground, o RAIMUNDOS é ainda muito lembrado pelos antigos fãs.

Indispensável.

Raimundos – Lavô Tá Novo (1995 – Warner Music)

Track List:

01 - Tora-Tora
02 - Eu Quero Ver O Oco
03 - Opa, Peraí. Caceta!
04 - Pão da Minha Prima
05 - Pitando No Kombão
06 - Bestinha
07 - Esporrei Na Manivela
08 - Querendo Desquitar (Ela Ta Dando)
09 - Sereia da Pedreira
10 - I Saw You Saying (That You Say That You Saw)
11 - Cabeça de Bode
12 - Herbocinética

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

RaimundosRaimundos
Por que Digão se chateou tanto com a saída de Rodolfo

2067 acessosPipocando Música: as oito maiores tretas das bandas!834 acessosRaimundos: veja entrevista de Digão no Minha Brasília1385 acessosPipocando Música: 10 bandas que abusaram dos palavrões1499 acessosRoberto Carlos: Andreas Kisser e Digão em DVD com o cantor e filho2832 acessosRaimundos no Rock in Rio: vídeos de show com Fred na bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Raimundos"

Letras Estúpidas 2Letras Estúpidas 2
O mais tosco e vulgar no Rock nacional

RaimundosRaimundos
Veja HQ baseada na letra de "Puteiro em João Pessoa"

Rock NacionalRock Nacional
Os 15 melhores riffs de guitarra

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"


UrucaUruca
Os 9 mais azarados da história do Rock

Rock In Rio IRock In Rio I
Pra quem tem menos de quarenta anos fica difícil imaginar

TatuagensTatuagens
Forma de expressão artística há mais de 3.500 anos

5000 acessosXia Vigor: garotinha de 7 anos incorpora Axl Rose em performance5000 acessosVocê sabe que o rock está moderninho quando...5000 acessosBlender: as letras mais repulsivas do Heavy Metal5000 acessosRegis Tadeu: uma declaração apimentada sobre público de Metal Extremo5000 acessosTony Iommi: mostrando para amadores como tocar "Into The Void"5000 acessosThe Rev: um dos músicos mais brilhantes perdidos na última década

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Luis Fernando Ribeiro

Estudante de Programação de Computadores e Analista de sistemas. Fui apresentado ao Heavy Metal aos 14 anos, quando através do intermédio de um amigo, gravei algumas fitas do Metallica, Destruction e Blind Guardian.

Mais matérias de Luis Fernando Ribeiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online