Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemMorre aos 43 anos Andrew LaBarre, ex-guitarrista e vocalista da banda Impaled

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagem"Éramos nós contra o mundo" relembra Bill Ward, sobre o início do Black Sabbath

imagemHalford relembra o dia que caiu em pegadinha armada por Tony Iommi e Geezer Butler

imagemAndreas Kisser explica por que o Sepultura mistura Metal com música brasileira

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou


Airbourne 2022

Resenha - Japan Live '95 - Dokken

Por Thiago Sarkis
Em 26/06/04

Nota: 6

A Sanctuary resolveu bisbilhotar o arquivo do Dokken para achar material capaz de dar suporte ao lançamento do novo álbum, "Hell To Pay". O tiro saiu pela culatra. Este ‘bootleg’ agora tornado oficial rodou meio mundo antes de aqui chegar. Os fãs possuem, ouvem, e tudo mais. Ademais, a qualidade da gravação é boa para um ‘bootleg’, mas fraca na perspectiva de uma divulgação deste porte.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conte com meu apoio ao alegar "propaganda enganosa" caso você venha a comprar o trabalho de estúdio que Don Dokken está para lançar, impulsionado pela performance da banda em "Japan Live ‘95". Este CD aqui nada tem a ver com a realidade do conjunto hoje, o qual está mais pra projeto solo do vocalista que qualquer outra coisa.

Os sentimentos conseqüentes deste álbum e da ótima performance dos músicos são os seguintes: 1. Saudade da formação clássica do Dokken com Jeff Pilson e George Lynch; 2. Que guitarrista fantástico é Lynch. Ao invés do novo Dokken, compre os projetos dele. 3. Don Dokken já conseguiu cantar um dia. É mesmo, nem me lembrava.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os leitores devem achar que estou sendo radical demais ou gosto de espinafrar os discos. Não é isso. Quero mais é ouvir música boa. E isso tem de sobra aqui. Só não concordo com um lançamento descarado como este, onde o conjunto magnífico que FOI o Dokken tem o talento de seus músicos, em maravilhosa sintonia há nove anos atrás, aproveitado para alavancar as vendas do grupo, o qual atualmente não dá nem pro cheiro. Como bootleg é nota 9. Ao vivo oficial? É 6.0.

Site Oficial – http://www.dokken.net

Don Dokken (Vocais)
George Lynch (Guitarras)
Jeff Pilson (Baixo – Vocais)
"Wild" Mick Brown (Bateria – Vocais)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Material cedido por:
Sanctuary Records – http://www.sanctuaryrecordsgroup.co.uk
Email: [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guitarra: dez canções mais difíceis pra quem tem mãos pequenas

Ozzy Osbourne: George Lynch chorou após ser dispensado da banda



Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.