Resenha - Live at the Joint - December, 15, 1996 - Black Crowes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Bernardi
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Que os Black Crowes são considerados doidos de pedra por fazerem um som cheio de referências aos anos 60 e 70 em plena era dos DJ's e seus barulhinhos eletrônicos todo mundo já sabe. Agora, o que não se sabe é o que Chris Robinson & cia. tinham na cabeça neste dia. O CD em questão, na verdade um bootleg encontrado nas mãos de colecionadores em sites de troca na internet, é nada menos que o registro de um show dos "Corvos Negros" na famosa casa de espetáculos "The Joint" em Las Vegas, numa noite em que a banda premiou os presentes com 11 versões de clássicos do rock'n roll e somente 5 músicas próprias.

65 acessosMagpie Salute: sai LP da banda de ex-Black Crowes5000 acessosBlack Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward

Bom, chega de bla-bla-bla e vamos ao que interessa: o som. A trupe de Atlanta, Georgia, começa a peleja sem dó e com muito veneno, já destilando uma versão de "Jailhouse Rock" mais próxima àquela do Jeff Beck Group do que à de Elvis Presley. E o ritmo não cai, com a maravilhosa "Feeling Alright", que ficou famosa na voz de Joe Cocker, uma das maiores influências dos irmãos Robinson. Falando em influências, quase todos os artistas que formaram as raízes sonoras dos Black Crowes foram homenageados no show: de Little Feat, com a belíssima "Willin'" até Bob Dylan, com a emocionante "Girl From the North Country", passando também por releituras de sons do mago do soul Otis Redding e da Allman Brothers Band. Como se não bastasse, dois membros da banda de Gregg e Duane ainda participaram como convidados: o guitarrista Warren Haynes e o falecido baixista Allen Woody, ambos também fundadores da visceral Gov't Mule.

Já que tocamos no assunto banda, fica impossível deixar passar em branco o talento individual dos componentes: Chris Robinson, excepcional vocalista, com seu timbre a la Rod Stewart (nos bons tempos, é claro) mostrou mais uma vez porque é um dos melhores frontman da década de 90. A dupla de guitarristas Rich Robinson, sempre seguro nas bases e nas intervenções de slide guitar e Mark Ford, que é conhecido por solar demais (uma das razões pela qual foi expulso da banda alguns anos depois), mostrou estar entrosadíssima. O tecladista Ed Harsch foi provavelmente o maior destaque da banda, com frases de piano e texturas de órgão Hammond que levantavam o público quando o sujeito solava (também pudera, quem já tocou com um "tal de Albert King" não pode ser pouca coisa). E a base desta construção também não fica atrás: o baixista Jonny Colt e o baterista Steve Gorman seguram muito bem as coisas na cozinha.

Um dos momentos mais inspirados da noite foi quando, comandados por Harsch, eles soltaram uma versão quase literal da balada "The Night They Drove Ol'Dixie Down", dos vovôs da The Band, que com os seus "na-na-nas" no refrão levou o povo à loucura. E, como todo show que se preza, o encerramento foi com chave de ouro: uma sequência matadora de standards dos Rolling Stones, que se iniciou com "Thorn and Frayed", passou por "The Silver Train" e terminou com a agitada "Happy" para não deixar pedra sobre pedra.

Depois desta data, ocorreram grandes mudanças na formação da banda e constantes brigas entre Chris e Rich, que culminaram com o lançamento do meia-boca "Three Snakes And One Charm". Mas parece que de 99 para cá, a banda encontrou novamente o seu caminho, com o ótimo By Your Side e a parceria com Mr. Jimmy Page. Sorte dos fãs.

Nota: 11 (10 é pouco!)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

65 acessosMagpie Salute: sai LP da banda de ex-Black Crowes77 acessosThe Magpie Salute: vídeo de banda com membros do Black Crowes0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Crowes"

Groupie DirtGroupie Dirt
A vida íntima de Bon Jovi, Biohazard, Black Crowes e Blur

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Crowes"

Black SabbathBlack Sabbath
Mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward

Guns N RosesGuns N' Roses
Pobreza, sexo, drogas e Rock n' Roll em nova biografia

Rob HalfordRob Halford
11 coisas que você não sabia sobre ele

5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock5000 acessosGigwise: as capas mais polêmicas dos anos 20005000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica5000 acessosSlipknot: Veja Corey Taylor cantando "Creep" do Radiohead5000 acessosAnimais e rockstars: você consegue identificar quem é quem?5000 acessosSlipknot: Corey Taylor treta com fã e expulsa o cara do show

Sobre Thiago Bernardi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online