Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemIron Maiden: Bruce fala sobre groupies; "parei de transar com elas quando me apaixonei"


Stamp

Resenha - Strange Beautiful Music - Joe Satriani

Por Rafael Carnovale
Em 28/09/02

Nota: 8

"Isso aí é cd só pra guitarrista. Você nunca vai conseguir ouvir!". Foi o que um amigo me disse quando mostrei-lhe este cd. A alegação dele é que cd’s solo de guitarristas virtuosos como Satriani, Vai, Malmsteen, são apenas para encher o ouvido de seus fãs com solos mirabolantes e sem sentido, criando vez por outra um climinha para uma ou duas músicas... e eu fiquei me perguntando, será que é verdade? No fundo eu já sabia que não, pois sempre fui fã do estilo de "Mr Satch", e apesar de suas incursões pela eletrônica em seu último cd, "Engines of Creation", gostei sempre de suas músicas, principalmente pela capacidade que ele tem de fazer a guitarra "cantar".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao por o cd para tocar notei que o bom e velho Satriani está de volta. As primeiras faixas "Oriental Melody" (com seu clima meio soturno, mas muito legal) e a pop "Belly Dancer" (me lembrou um pouco o clássico "Summer Song") são músicas muito agradáveis a qualquer ouvinte. Existem solos? Existem, afinal o cara é guitarrista! Mas ele sabe muito bem encaixar seus solos sem torna-los maçantes ou cansativos. Faixas como "Starry Night", "Chords of Life", "Sleep Walk" e "What Breakes a Heart" são feitas para relaxar e curtir um clima calmo, com bases leves e solos melódicos ao extremo, sem exagero de notas, com destaque para a última, que cativa ao extremo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Já faixas como "Mind Storm" (com bases bem agressivas), a eletro-rock (será que existe isso?) "Seven String" (com guitarras sintetizadas e uma pegada blues muito característica do cd "Joe Satriani"), e a pesada "The Journey" mostram um Satriani bem rockeiro, com uma banda de apoio excelente e bases cortantes com solos virtuosos e habilidade no quesito velocidade/melodia. O destaque? Todas as faixas são muito boas, mas eu apontaria duas: "You Saved My Life", pela beleza de todo seu conjunto, de longe uma das mais bonitas baladas de Joe, e "Hill Groove", por justamente ter a famosa mistura de blues, rock e metal que Joe faz com muita habilidade. E se você acha que Joe Satriani não dá espaço para seus comparsas de banda está enganado: Matt Bissonette (Baixo) e Jeff Campitelli (Bateria) aparecem bem no cd, com seus instrumentos bem colocados e bem audíveis, mostrando que Joe montou uma senhora banda para ajudá-lo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu discordei do que me foi dito sobre este cd, achando-o muito bom, tanto para músicos quanto para apenas ouvintes... e você? Me diga no fórum o que achou.

Site Oficial: www.satriani.com

Lançado pela Sony Music Brasil.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.