Resenha - Violent Mosh - Violator

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Drustan
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Se em 2002 já haviam impressionado pelo ótimo CD-demo "Killer Instinct", agora com este MCD intitulado "Violent Mosh", o VIOLATOR definitivamente coloca seu nome como uma das melhores e mais promissoras bandas da atual cena de Thrash Metal nacional!

Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich Nietzsche

Tudo em "Violent Mosh" nos faz relembrar os saudosos anos oitenta: a começar pela excelente parte gráfica (com direito até ao tradicional mural de fotos!) passando pela produção e chegando ao massacre sonoro executado no decorrer das seis faixas, distribuídas em pouco mais de vinte e oito minutos, com uma verdadeira aula de como se deve fazer um Thrash Metal agressivo, pesado, honesto e sem se deixar levar por influências moderninhas.

Músicas como "Thrash Maniacs" (não poderia haver título melhor!), "Let The Violation Begin" e "Artillery Attack" possuem todo aquele feeling das tradicionais bandas "old school", com riffs cortantes, palhetadas mortíferas, baixo e bateria trabalhando juntos com a precisão de um relógio suíço, vocais rasgados e backing muito bem encaixados e perfeitos para o estilo.

O único ponto negativo é justamente o fato de ser apenas um MCD, pois um trabalho como este merece no mínimo um CD completo - aliás, não somente um CD, mas também uma versão no formato do bom e velho vinil!

Resumindo: se você é adepto do colete cheio de patches, do jeans surrado, do velho tênis de cano alto branco e ainda fanático por ASSASSIN, SACRIFICE, DARK ANGEL e VIO-LENCE, entre outras pérolas do estilo, não perca tempo e corra atrás deste MCD, que com certeza lhe garantirá muitas bateções de cabeça...

Faixas:
Let The Violation Begin
Thrash Maniacs
Artillery Attack
The Plague Never Dies
The Shadow Of Death (bonus)
Killer Instinct (bonus)
Total time: 28:21

Formação:
Pedro Arcanjo (vocals, bass guitar)
Pedro Dias (lead guitar)
Juan Lerda (lead guitar)
David Araya (drums)

Contatos: SQN 214 Bloco K Apto. 307
Brasília - DF
CEP 70873-110

Website: www.violator.dk3.com
Email: contato@viothrash.cjb.net.

Material cedido por Kill Again Records
Website: www.metalblood.hpg.com.br.


Outras resenhas de Violent Mosh - Violator

Resenha - Violent Mosh - Violator



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Violator"


Metal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o SepulturaMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

Mad Max: inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outrosMad Max
Inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outros


Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Tatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzschePensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche


Sobre Drustan

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.