Heavy Metal do Brasil: algumas bandas esquecidas dos anos 1980

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
ENVIAR CORREÇÕES  

É difícil para quem não acompanhou as lutas das bandas de Metal dos anos 1980 perceber como as coisas eram realmente difíceis naqueles tempos. Ainda mais comparadas com as facilidades que existem hoje. Longe de mim querer voltar àqueles tempos, porque era realmente duro.

Duff McKagan: "Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"Metal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não vou ficar aqui enchendo linguiça falando de como era difícil, mas para se ter uma ideia, e é sobre isso que vou falar, muita banda que rodou o circuito de casas de shows da época não deixou nenhum registro, nem uma demo. E não foi por preguiça, ou qualquer outra coisa. Muitas não gravaram porque era muito caro, fora os problemas de equipamentos e de estúdios.

Eu peguei as revistas Metal que tenho em casa e fiz uma pesquisa daquelas bandas que conquistaram algum espaço, e até reconhecimento da mídia especializada, porém não sobreviveram.

Por uma razão de método, só menciono bandas que não deixaram registros fonográficos na época. Vou deixar de fora bandas que participaram de coletâneas. No momento oportuno, escreverei sobre elas também.

Aqui vai a lista:

Cérbero

Banda paulistana com uma história muito interessante. Consta que estavam acertados para gravar o lendário "SP Metal I", porém numa virada do destino, a banda decidiu se mudar para os USA. Venderam todo o equipamento, pediram os vistos e voilà, três componentes foram agraciados e o baixista, sempre ele, teve seu visto negado. A banda até tentou continuar por lá, mas perceberam que a liga não era a mesma e o sonho foi por água abaixo. Uma pena, pois nos tempos em que tocaram por aqui, a banda conseguiu já tinha adquirido uma aura fantástica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foi somente em 2005 que eles conseguiram gravar "Cerbero - Official Bootleg Live At The Rainbow SP" que como o nome diz foi uma coletânea gravada ao vivo com equipamento quase mínimo, como a banda afirma.

Obrigado à página de Celso Barbieri pelas informações.

Água Brava

Lendária banda carioca que frequentou quase todos os números da revista Metal tamanha a sua fama em terras cariocas. Capitaneada pelo baterista Jacaré, a banda mesmo com todo o prestígio adquirido, não conseguiu gravar nada na época. Foi somente em 2011 que a banda conseguiu lançar seu CD com músicas da época.

Obrigado à página Água Brava Rock.

Deem também uma olhada na matéria publicada abaixo.

Água Brava: finalmente de volta, 25 anos depois

Ozone

Banda paulistana de hard'n'heavy formada só por garotas, e se não estiver enganado uma das primeiras no Brasil. Talvez não seja mais antiga que a Volcana. Chegou a fazer vários shows abrindo para bandas maiores da época angariando uma boa reputação. Apareceu até numa famosa rede de televisão pela apresentação no Teatro Mambembe e em outros programas. Sinceramente, o não lançamento de nenhum só se explica pela época.

A primeira e única demo foi lançada em 1994 e se chamava "...but we got the biggest balls of them all".

Confira matéria do meu amigo Will Dissidente no link abaixo.

Ozone: pioneira "all girl band" do metal brasileiro

Armada

Não confundir com o Armhada, banda da atualidade, que já tem trabalho consagrado. Banda formada por dois guitarristas alunos de Joe Lee Marcus do Máscara de Ferro. A banda ensaiava e chegou a gravar uma demo no estúdio que eu frequentava. Chegou a realizar alguns pequenos shows.

Warlock

Não, não é a banda alemã da maravilhosa Doro Pesch, mas uma banda carioca que fez shows pela cidade. Detalhe que a revista de número 11 enfatiza o fato de terem composições próprias em inglês em show realizado no Teatro do Planetário.

Kronus

Presente no já citado show. A revista mostra foto da banda ao vivo, mas não menciona mais nada sobre eles.

Byzarro

Aparece em matéria no mesmo número da revista enfatizando duas bandas do Rio Grande do Sul: eles e o Astaroth. Segundo a matéria, a banda fazia um hard rock ao estilo Whitesnake e já tinha uma certa rodagem.

Jaguar

Nota de show no mesmo número da revista. Uma nota bastante elogiosa, por sinal, que mostra uma banda madura, mas que só tocou covers. Não há registro de material próprio.

Nefesh

A banda apareceu no número 26. Foi formado Fausto Schneider, ex-guitarra do Centúrias. A banda teve o apoio de uma agência de publicidade, mas mesmo assim ficou só na fita demo com duas músicas: "Pequena Selvagem" e "Depois do Sinal".

Destroyer

Aparece em uma nota de show no número 37. A revista ficou bastante impressionada pelo som da banda rotulado como power/speed subgêneros que faziam bastante alarde na época.

Spectrus

Nota de show na mesma revista relatando a experiência da banda ao superar as dificuldades técnicas que surgiram nos palcos. Tocaram composições próprias que foram elogiadas. No mesmo número há uma carta escrita pela própria banda sobre as dificuldades encontradas em um outro show no Rio de Janeiro.

Megaton

Fez o citado com o Spectrus, porém as dificuldades técnicas atrapalharam a banda que tocou suas composições de black metal.

Proteus

Aparece em matéria "Posers em alta" no número 39. Mais conhecida como banda de Ciro Bottino (sim, o cara da tevê), fazia um hard rock daqueles que o público da época adorava odiar. Fez vários shows, porém nunca conseguiu fazer o tão sonhado registro fonográfico.

Anschluss

Aparece na matéria "Metal em ação" da mesma revista comentando show no Circo Voador. Pela matéria detém-se que a banda tinha influência de Slayer e outros grandes nomes do thrash da época.

Comando

Aparece na mesma matéria. Citada como iniciante, porém com potencial.

Attica

Mesma reportagem que diz que a banda tem bom instrumental, porém faltando-lhe carisma.

Fallen Angel

Banda de Brasília que aparece na citada matéria abrindo para o Made In Brazil.

Fim de Mundo

Idem.

Necromancia

Idem.

Slogan

Banda formada por Renatinho, ex-integrante do Harppia. Na mesma revista já citada.

Agnus Dei

Banda carioca de hard rock que aparece em nota na mesma revista.

Necromancer

Banda carioca citada na mesma revista abrindo para o Overdose e o Mutilator.

Tormenta

Apareceu em matéria "Sangue Novo" no número 48. Já faziam em 1987 death/thrash metal, chegando a abrir um show do Viper e a gravar uma demo com quatro músicas: "Savage Murderers", Atomic Destruction", War Sons" e "The Curse".

Controlle

Aparece na mesma matéria. Tocava hard rock e chegou a abrir um show do grande Golpe de Estado. Gravaram uma demo em português com quatro músicas: "Sem Você", "Mesmo Que Eu Me Dane", "Droga do Amor" e "Controlle I".

Se você foi membro dessas bandas, ou de outras que ficaram de fora, ou ainda conheceu as bandas, por favor, entre em contato com a página que eles me mandarão os comentários e/ou material que por ventura vocês tenham. Desculpem os interessados, mas os comentários estão desativados por causa da reinante falta de educação que mesmo numa matéria singela e respeitosa como essa podem dar as caras ofendendo a mim e as bandas citadas. Eu posso até merecer, mas as bandas, com certeza, não.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Matérias

Duff McKagan: Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!Duff McKagan
"Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"

Metal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280