Mulheres no Rock: "A vida começa aos 40"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Gonçalves Lacerda
Enviar correções  |  Ver Acessos

Hoje em dia, ver belas cantoras e instrumentistas de 40 anos ou mais nos palcos está cada vez mais comum, sendo que muitas delas superam as mais "novinhas" em energia e carisma, o que prova que talento, beleza e sensualidade não tem idade. Mas até a década de 70, era algo totalmente inusitado encontrar uma artista/musicista nesta faixa etária ainda na ativa, e muito menos vista como símbolo sexual. A maioria delas anunciava o fim de suas carreiras quando ainda eram bem jovens, fosse para "constituir família" ou simplesmente para manter na memória do público a imagem que as consagrou como divas. Sem falar das que, lamentavelmente, nem sequer conseguiram completar três ou quadro décadas de vida, vitimas, por exemplo, do uso abusivo de substâncias psicotrópicas (legais ou não).

Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

JANIS JOPLIN

Uma das primeiras e mais célebres integrantes do fatídico "Clube dos 27." Perda precoce e trágica de um talento incomparável e inesquecível.

Leia também:

O Clube dos 27: 17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídicaO Clube dos 27
17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídica

TINA TURNER

Foi uma das primeiras a quebrar este tabu. Além de ter emplacado o álbum "Private Dancer" (1984) entre os mais vendidos da história até os dias de hoje, a cantora, então com 45 anos de idade (!!!), não se contentava em levar aos palcos apenas o seu vozeirão e o penteado que virou sua marca registrada (exótico até mesmo para os inusitados anos 80). TINA TURNER usava e abusava de vestidinhos curtíssimos, exibindo sua forma física de causar inveja até em garotas de 15 anos. Seu megaestrelato tardio foi de fundamental importância, pois abriu caminho para que mulheres até então consideradas "velhas" pela sociedade tivessem a mesma coragem para quebrar este padrão estético. Tina era inegavelmente e incontestavelmente talentosa e sua atitude sexy não podia ser acusada de apelativa, mas sim um símbolo de sua coragem e determinação, coroada pela incrível volta por cima após o fim de um conturbado casamento.

Quando TINA TURNER veio ao Brasil, em 1988, a frase que mais se ouvia das mulheres nas ruas era "quando eu tiver 40 anos, também quero ter aquelas pernas."

Por falar em 45 anos, lembro daquela famosíssima frase atribuída a MICK JAGGER: "Prefiro estar morto a cantar Satisfaction quando eu tiver 45 anos". O mundo do rock'n'roll agradece imensamente ao cantor por ter, tão descaradamente, descumprido sua promessa. E falando especificamente das mulheres, o que se vê na atualidade são as "quarentonas" se soltando cada vez mais das amarras morais que as obrigavam no passado a forçar uma aposentadoria precoce para obedecer a padrões estéticos que desvalorizam as pessoas maduras. Pelo jeito, estes preconceitos estão cada vez mais antiquados...

Confira algumas roqueiras que já chegaram ou passaram dos 40 e continuam tão ou mais poderosas do que quando tinham 17.

SHARON DEN ADEL e TARJA TURUNEN

ANGELA GOSSOW

DORO PESCH

JOAN JETT e CHERIE CURRIE

LITA FORD

Leia também:

Lita Ford: O clássico terceiro álbum da carreira solo

Lembra de mais alguma? Poste aqui nos comentários!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Tina Turner"Todas as matérias sobre "Tarja Turunen"Todas as matérias sobre "Sharon Del Adel"Todas as matérias sobre "Doro Pesch"Todas as matérias sobre "Lita Ford"


Nightwish: Vendemos mais na minha época que na anteriorNightwish
"Vendemos mais na minha época que na anterior"

Tarja Turunen: Nightwish é uma banda de metal, eu faço rockTarja Turunen
Nightwish é uma banda de metal, eu faço rock


Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara


Sobre Karina Gonçalves Lacerda

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor