Tolkien: A influência do autor no rock e no heavy metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luis Fernando Ribeiro, Fonte: Encyclopedia Metallum
Enviar correções  |  Ver Acessos

John Ronald Reuel Tolkien é um dos escritores mais influentes da história moderna, autor de épicos como "O Senhor dos Anéis", "O Silmarillion" e "O Hobbit". Sua influência é tão vasta que transcende barreiras da literatura e atravessa os caminhos da música pesada. Todos nós, fãs de Rock e Heavy Metal, sabemos que esses estilos sempre foram grandes contadores de histórias e a fantasia dos contos de Tolkien é incorporada em músicas e letras por ser simplesmente um dos maiores criadores de histórias de todos os tempos.

Blind Guardian: ouça "This Storm", nova música do projeto orquestradoSlayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Uma das bandas que deixa mais claro o seu interesse pelas histórias de Tolkien, são os alemães do BLIND GUARDIAN, que já gravaram muitas músicas baseadas nos seus livros e um disco conceitual baseado na obra "O Silmarillion". O disco "Nightfall in Middle-Earth", sexto álbum de estúdio da banda, relata em detalhes a história do livro de Tolkien. Com todo o contexto do disco baseado no livro, é impossível não se impressionar com a riqueza de detalhes que as músicas trazem, fazendo você se sentir um personagem da história. O livro é um apanhado de materiais escritos por Tolkien sobre a criação do mundo que envolve a história de "O senhor dos Anéis", lançado postumamente por um de seus filhos. Algumas das principais músicas do disco são "Into the Storm", "Nightfall", "The Curse of Fëanor", "Mirror, Mirror" e "Time Stands Still (At the Iron Hill)".

Outras músicas baseadas nos contos de J.R.R. Tolkien podem ser encontradas nos demais discos da banda. No disco de estreia, "Battalions of Fear", temos as duas instrumentais "By the Gates of Moria" e "Gandalf's Rebirth", além da faixa de abertura "Majesty", com a citação direta "Running and hiding I'm left for the time. To bring back the order of devine. Hunted by goblins no Gandalf to help. With swords in the night" (Em português "Fugindo e me escondendo, fui deixado pelo tempo. Para trazer de volta a ordem divina. Caçado pelos orcs, sem Gandalf para ajudar. Com as espadas na noite"). Do terceiro disco "Tales From the Twilight World" temos a óbvia e incrível "Lord of The Rings" e algumas citações nas entre linhas de "Lost in the Twilight Hall". No disco "Somewhere Far Beyond" temos a pesadíssima "The Bard's Song - The Hobbit", que não é tão clássica quanto sua co-irmã "The Bard's Song - In The Forest", mas é tão boa quanto. A música relata a Jornada de Bilbo Bolseiro e seus companheiros anões até a montanha de Smaug, contada no livro "O Hobbit".

A dupla de músicos PÄR LINDH & BJÖRN JOHANSSON, também lançou um disco completo baseado nas obras de Tolkien. O disco nomeado "Bilbo" passeia entre a música Folk e o Rock Progressivo em uma verdadeira viagem musical à terra média. Os destaques ficam por conta de "Afterture", "Gandalf The Magician", "Song of the Dwarfs", "Uncomfortabel Seats", "Beorns Garden" e "Mirkwood Suite".

A banda SUMMONING de Black Metal também tem a maioria de seus temas influenciados pela obra do autor britânico, o que já fica claro no nome de seu segundo disco: "Minas Morgul". Dentre as muitas músicas da banda baseadas nos contos de Tolkien podemos citar "Flight of the Nazgûl", "Passing Of The Grey Company", "Dagor Bragollach", "Through The Forest Of Dol Guldur", "The Legend Of The Master-Ring", "Nightshade Forests", "Khazad Dum" e "Unto A Long Glory".

Mas não fica por ai. Os livros de Tolkien influenciaram outras bandas grandes no cenário da música pesada. O RUSH, por exemplo, lançou a faixa "Rivendell" no maravilhoso disco "Fly By Night". Nem precisa falar muito sobre a letra, uma vez que o nome já entrega o conteúdo da mesma. "Rivendell" é a principal cidade dos elfos na terra-média, que no livro traduzido ao português ficou conhecida como "Valfenda".

Os americanos do STYX também gravaram a progressiva "Lord of the Rings" que carrega o nome do mais famoso livro de Tolkien. A música, gravada em 1978, é mais uma homenagem ao livro do que um relato de suas histórias.

O renomado ex-tecladista do YES, Rick Wakeman, compôs a épica "The Shire", baseada especificamente no Condado, local onde viviam os Hobbits. A música é instrumental, mas deixa bem clara sua proposta, nos transportando para as colinas verdes do Condado sem nenhuma dificuldade.

Os britânicos do GENESIS também tem sua citação à obra de Tolkien, na 'viajante' "Stagnation", que cita diretamente à Golum no trecho "And will I wait forever beside the silent mirror. And fish for bitter minnows. Amongst the weeds and slimy waters" (Em português "E eu vou esperar para sempre ao lado do espelho silencioso. Pescando peixes ariscos. Entre ervas daninhas e águas viscosas").

O UNLEASHED compôs um verdadeiro hino ao senhor do mal, Sauron, bradando "We must join with him. We must join with Sauron" (Em Português "Devemos nos juntar a ele. Devemos nos juntar a Sauron"), um Death Metal tradicional totalmente condizente com a ira de Sauron.

A clássica banda LED ZEPELLIN também faz menção à literatura 'Tolkiana' nas ótimas "The Battle of Evermore" e "Ramble On".

O que dizer de uma banda que tem inclusive seu nome tirado da obra de Tolkien? É o caso dos suecos do AMON AMARTH, que tem seu nome tirado da língua dos elfos-cinzentos e quer dizer "Montanha da Perdição" e a música homônima fala justamente sobre este tema. Os franceses do BALROG, também tem seu nome baseado numa das criaturas da Terra-Média e possuem músicas como "Nazgül Warlord". Ainda temos os Noruegueses do GORGOROTH, que tem seu nome baseado e uma das regiões da Terra-Média.

Os registros do BURZUM, criado pelo célebre Varg Vikernes, também tem muitos de seus temas baseados numa perspectiva mais obscura das histórias de Tolkien. Em geral, os temas são uma visão dos orcs ou de Sauron a respeito dos acontecimentos na terra média, como no caso das músicas "Uruk-Hai" e da instrumental, mas marcante, "The Crying Orc".

O NIGHTWISH tem sua música na direção oposta de Varg, abordando os Elfos como tema de "Elvenpath". O Symphonic Metal da banda cai como uma luva na bela letra que relata várias passagens dos elfos na história de Tolkien, além de citar vários personagens de diversos temas da fantasia em geral.

É difícil afirmar que a música "Polaroids" do VOIVOD tenha relação com a história de Tolkien, mas também faz uma citação direta no trecho "Who wants to land. On no-man's land? Who wants to end. On morgoth land?" (Em português fica "Quem quer pousar, na terra de ninguém? Quem quer acabar, na terra de Morgoth?").

A pesadíssima "Of Orcs and Elves" do BATTLELORE é uma bela canção inclusive com a interpretação clara dos trechos que se referem aos temas dos Orcs e dos Elfos, como na parte que ataca claramente aos elfos "Stretched elven bodies. Torture pestilential. Dark side of the distant stars. Unnatural creation" (Em português "Corpos élficos esticados. Tortura pestilenta. O lado negro das estrelas distantes. Criação artificial"). A banda é uma das que mais aborda o mundo de Tolkien em suas músicas, tendo seus três primeiros discos baseados na obra do autor. Podemos citar inúmeras outras músicas da banda sobre este tema, como "Khazad-Dûm Pt.1 (Ages of Mithril)", "Khazad-Dûm Pt.2 (Silent Caverns)", "The Grey Wizard", "Journey to Undying Lands", "Fangorn", "Horns of Gondor", "Sons of Riddermark", "The Mark of the Bear" e "Gollum's Cry".

"The Fall of Gondolin" do primeiro disco do CRUACHAN, conta a história da cidade esplendorosa de Goldolin, até sua queda diante do poder de Morgoth. Uma canção cheia de elementos folk que e com uma letra rica em detalhes.

Como já pudemos notar, falar sobre a obra de Tolkien não fica restrito às bandas de Folk ou Power Metal, como era de se esperar. O poder da obra de John Ronald Reuel Tolkien é cantado do Rock Progressivo até o Black Metal, como é o caso do ROTTING CHRIST, que aborda as águas envenenadas do Rio Esgalduin em "The Nereid of Esgalduin".

É praticamente impossível citar aqui todas as bandas que já se inspiraram na obra de Tolkien para compor suas músicas, desta forma, cito abaixo mais algumas muitas bandas ou músicos que o fizeram, além das que já foram ditas, bem como algumas de suas principais canções sobre o tema:

BEHEMOTH - "Forgotten Cult of Aldaron";
CRADLE OF FILTH - "An Enemy Led The Tempest"
LOTHLÖRYEN - "Hobbit's Song", "My Mind in Mordor";
LUCIFER'S HAMMER - "The Dark Tower of Mordor";
MARDUK - "Those of the Unlight";
TROLLS IN THE MIST - "The Fall of Gondolin", "Flight of the Nazgûl", "Smeagol's Descent into Madness and Despair", "Hordes of Angband";
DAEDELOTH - "Vents du Morgoth, les Cendres sont notre Air";
EQUILIBRIUM - "Lord of Rings";
HATHOR - "Saruman's Army", "Saruman Part I", "Saruman Part II" ;
HOBBITS OF THE SHIRE - "My Precious", "Eye of the Enemy", "The Fellowship", "Return of the King";
LÁNDEVIR - "Moria", "El Único";
OLÓRIN - "He Who Arises in Might", "Lidless Eye";
TWILIGHT HAMMER - "Slaughter at the Gates of Udun", "Orcish Steel";
TWILIGHT PROJECT - "Lord of the Rings";
THE FUNERAL PYRE - "Isengard Unleashed";
DARKTOWER - "Barad-Dur";
ORTHANC - "Might of Isengard", "A Journey in the Dark";
TODGEWEIHT - "Minas Morgul";
GWAR - "Whargoul"
AKALLABÊTH - "Barad Dûr", "Ered Gorgoroth";
ARCHANGEL - "Gift of Love", "The Forbidding", "The Shade of Numenor", "Rings of Power", "The Price";
BARROW WIGHT - "Anvil of Mordor", "Orc";
EMYN MUIL - "Túrin Son of Húrin", "Arise in Gondolin";
INFECTED VIRULENCE - "The Music of Melkor", "The Fall of Gondolin", "Tol Eressea", "Earendil";
LAND OF MORDOR - "Lothlorien", "Two Towers", "Mordor";
NAN ELMOTH - "Lord of the Rings", "Thorin's Funeral";
RINGWRAITH - "Halls of Moria", "In Minas Morgul Death Awaits";
RIVENDELL - "The Song of Nimrodel: Part I", "The Song of Nimrodel: Part II", "Durin's Halls", "Aragorn Son of Arathorn", "Mithrandir", "Rivendell", "Eärendil";
SCREAMING BANSHEE - "The Wisdom of Mithrandir";
TENGWAR - "A Long Expected Fading", "War Begins", "A Dwarf Sings in The Dark";
VALAR - "Ash Nazg", "Earendil", "Valar", "Mines Of Moria", "At The Gates Of Mordor", "Gil-Galad"
ORODRUIN - "Smeagol", "Fangorn", "Uruk-Hai Command";
ARC - "War of the Ring";
ARGONATH - "Halls of Moria", "Anduin, the Great", "The March of the Ents", "Beyond the Bridge of Khazad-Dûm";
BARAD-DUR - "Barad-Dur";
BATTLECROWN - "Darkness of Moria";
CROSS BORNS - "Isildur's Curse", "A Long Expected Party", "The Lord of the Rings", "Khazad Dum - Moria's Mine", "Galadriel's Mirror", "Boromir's Death", "Cirith Ungol", "Minas Tirith";
DOL AMROTH - "Nazgul on the wing", "Morgoth's crown", "Ride of the Rohirrim", "Minas Morgul";
DRAUGÛL - "Ainulindalë";
HITHLUM - "When Saruman's Words Were Wise", "Hidden Beneath Fangorn", "The Morgul Lord", "Lieutenant of Barad-dûr";
NERGAL - "Barad Dur";
NOLDOR - "Noldor", "Valinor", "Ainur", "Gondolin", "Mordor", "Lorien", "Eru Illuvatar";
PLAGUE - "The One Ring";
WUTHERING HEIGHTS - "Bad Hobbits Die Hard", "Lament for Lórien";
ZABIIS - "Sméagol's Torment: Chapter I", "Za Ghashan Urûk-Hai-ob";
AZAGATEL - "Isengard Son", "The Middle Earth";
GRIMORC - "The Darklord's Ring", "Morias Balrog";
MINHYRIATH - "Lothloryen", "Turyn", "Gondolyn", "Valynor", "In Beörns Hall";
SVARTE - "Lorien";
WORMTONGUE - "Children of Ilúvatar";
AKALLABÊTH - "Star Of Earendill";
BLACK JADE - "Feanors Fluch Teil I (Escape from Valinor)", "...und wenn der Frühling kommt! (The Song of Nimrodel)", "Das westliche Königreich (The White Shore of Valinor)", "Intro: Flight of the Nazgûl", "Die zeitlosen Leeren (The Endless Shallows of Arda)";
DÜNEDAIN - "Dünedain", "Retorno a Gondor";
FRODHOS DEATH - "Mythology of Frodho";
GOTHMORG - "Gondolin";
LORIEN - "Light of Valinor";
SINDARIN - "Rivendell";
RED WINE - "En Isengard";
NARGOTHROND - "Cirith Ungol (Shelob's Lair)", "Shadowlord of Minas Morgul", "Uruk-Hai", "Bloodmoon Over Barad-Dûr", "The Nine Spectres of the Ring", "Orcish Steel", "Moria", "Gondor's Bane";
GALADRIEL - "Armies of Valinor";

Infelizmente já não temos mais John Ronald Reuel Tolkien entre nós, pois tenho certeza que ainda nos brindaria com inúmeras obras épicas e incríveis com as que escreveu, mas seu legado nunca irá morrer e a música se encarregará de levar sua genialidade para fora das páginas dos livros para sempre.

Comente: Qual a melhor banda, faixa ou álbum com influência de Tolkien?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "J. R. R.Tolkien"Todas as matérias sobre "Blind Guardian"Todas as matérias sobre "Amon Amarth"Todas as matérias sobre "Summoning"Todas as matérias sobre "Gorgoroth"Todas as matérias sobre "Battlelore"


Blind Guardian: ouça "This Storm", nova música do projeto orquestrado

Blind Guardian: liberada Point Of No Return, primeira música do projeto orquestradoBlind Guardian
Liberada "Point Of No Return", primeira música do projeto orquestrado

Hard & Metal: dez músicas que soam melhor ao vivoHard & Metal
Dez músicas que soam melhor ao vivo

Separados no nascimento: Ricardo Confessori e Hansi KurschSeparados no nascimento
Ricardo Confessori e Hansi Kursch

Heavy Metal: dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gêneroHeavy Metal
Dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gênero


Slayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismoSlayer
Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Mulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Separados no nascimento: sou só eu, ou eles são parecidos?Separados no nascimento
Sou só eu, ou eles são parecidos?

Humor: Não basta um machado na mão para ser Black MetalHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

Chris Cornell: falando sobre suicídio em entrevista de dez anos atrásChris Cornell
Falando sobre suicídio em entrevista de dez anos atrás

Iron Maiden: Essa não é a última turnê e 2018 trará surpresasIron Maiden
Essa não é a última turnê e 2018 trará surpresas


Sobre Luis Fernando Ribeiro

Apaixonado por música, cinema, escrita, literatura e pela zoeira infinita. Inserido no mundo da música pesada em 2004 com Destruction, Metallica e Blind Guardian, quando ainda se compartilhava música através de fitas K7.

Mais matérias de Luis Fernando Ribeiro no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336