Cogumelo Discos: a usina do metal brasileiro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

Objeto de culto entre os fãs de metal ao redor do globo, as gravadoras Megaforce e Metal Blade foram as responsáveis pela semeadura do metal extremo em meados dos anos 80. Se hoje são aclamadas e reconhecidas pelo lançamento de bandas como METALLICA, ANTHRAX, EXCITER, SLAYER entre inúmeras outras, seu início foi árido, sem perspectivas claras e se impuseram graças ao pioneirismo- e até certo ponto, da falta de juízo- de seus fundadores JON e MARSHA ZAZULA e BRIAN SLAGEL.

5000 acessosSeparadas no nascimento: Pitty e Amy Winehouse5000 acessosEmo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

OVERDOSE: "Bozó, Cláudio David, André Márcio, Fernando Pazzini, Sérgio Cichovicz
OVERDOSE: "Bozó, Cláudio David, André Márcio, Fernando Pazzini, Sérgio Cichovicz

Agora, se na “terra das oportunidades” a coisa toda já era difícil e quase artesanal, o que dizer de uma iniciativa nos mesmos moldes, praticamente na mesma época, em um tempo em que infra estrutura, equipamentos, técnicos de som competentes e outros elementos indispensáveis à produção e realização de shows eram algo quase utópico por aqui- pior, tudo isso somado à distância do eixo Rio-São Paulo? Se hoje a internet nos proporciona saber as últimas novidades do metal iraniano, que tal uma ilha com acesso restrito à discos estrangeiros, informações de fanzines feitos a mão no fundo de casa e a total falta de tradição do rock n´roll brasileiro no cenário mundial?

Assim como seus inconsequentes pares americanos, a COGUMELO DISCOS nasceu em 1980, como uma loja em Belo Horizonte e, ao contrário do que se possa pensar, não trabalhava de olho no mercado do metal- mesmo porque isso praticamente não existia na época. Na falta de um catalisador como a Galeria do Rock em São Paulo, fãs de metal começaram a se reunir na loja que, gradativamente passou a absorver a estética dos frequentadores; daí para a gravação e lançamento de discos bastou aval do então balconista VLADMIR KORG (CHAKAL) para a proprietária PATTI para que fosse dado o start na produção maciça, cujo chute inicial foi nada menos que o “Split” OVERDOSE\ SEPULTURA o cult ”Bestial Devastation/Século XX“, hoje item de colecionador. Depois disso vieram SARCÓFAGO, SEXTRASH, THE MIST, VULCANO e mais um sem número de bandas vitais para a cena brasileira.

O SEPULTURA da pré história, com MAX, WAGNER e IGOR (da esquerda para direita)
O SEPULTURA da pré história, com MAX, WAGNER e IGOR (da esquerda para direita)

Em entrevista ao portal Uai, em 2012, após trinta e dois anos de existência , o atual proprietário JOÃO EDUARDO FARIA, sintetizou a dinâmica dos negócios: “Quando a gente produz um disco, já sabe que vai trocá-lo por outros com gravadoras de outros estados e países. Esse material é vendido aqui também. Existe um esquema de intercâmbio e parceria muito forte no mundo do heavy metal que não sei se existe em outros segmentos. Essa rede ajuda a vender produtos e mantém a cena forte. Além disso, o heavy metal, como estilo, nunca passou”. Alguém tem dúvida?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias

Separadas no nascimentoSeparadas no nascimento
Pitty e Amy Winehouse

EmoEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Max CavaleraMax Cavalera
Explicando o que houve com seus dentes

5000 acessosKirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"5000 acessosAngra: banda errou na escolha de Fabio Lione?5000 acessosShaman: baixista desabafa sobre cena brasileira5000 acessosReligião: pastor americano acusa Pantera, Sabbath e Priest de satanismo4020 acessosMetal Nacional: as 10 melhores músicas de 20155000 acessosSystem Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músico

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online